CONSTRUÇÃO DO NOVO AEROPORTO DE ILHÉUS

Do site Bahia Notícias

A representação do governo do estado em Brasília garantiu um acordo de cooperação que possibilitará uma aceleração do processo de construção do novo aeroporto de Ilhéus, no sul do estado. A secretaria da Casa Civil baiana, Eva Chiavon, está na capital federal e supervisionou o início do funcionamento do acordo, assinado com o presidente da Infraero, brigadeiro Cleonilson Nicácio. Segundo o que reza o acerto, a Infraero ficou encarregada da compra do sítio aeroportuário para a construção do novo terminal no município. Entretanto, para isto, a estatal deverá liberar cerca de R$ 10 milhões para que a terra seja adquirida pelo governo. A solicitação também está sob responsabilidade da secretária. O aeroporto virá para complementar ou mesmo substituir o atual aeroporto, o Jorge Amado, que desde o ano passado sofre com diversas restrições de segurança impostas pelo governo.

GLOBO X UNIVERSAL

Do site Comunique-se.

Jornal da Record exibirá matéria contestando acusações contra Edir Macedo.

O Jornal da Record desta quarta-feira (12/08) exibirá uma matéria contestando as acusações de que o bispo Edir Macedo e mais nove integrantes da Igreja Universal do Reino de Deus estariam em um esquema de lavagem de dinheiro, que teria desviado o dinheiro doado pelos fiéis da igreja para a compra de bens pessoais e compra de emissoras de TV e Rádio. O anúncio da reportagem de retratação foi feito hoje no Fala Brasil.

Por meio do seu perfil no Twitter, o bispo Edir Macedo também antecipou a reportagem. “Acusações e Perseguições. Quais os interesses estão por trás dos ataques contra a IURD?”, questionou.

SEGUNDO A COELBA, LEI QUE REGULAMENTA “CALL CENTERS” É SÓ “TEORIA”

Pelo telefone, a Coelba aplica um "gato" nos clientes.
Pelo telefone, a Coelba aplica um "gato" nos clientes.

Na madrugada da última terça-feira (11), um pouco antes da primeira hora, faltou energia em boa parte de Ilhéus, deixando vários bairros às escuras.

Daí em diante, as muriçocas não me deixaram dormir. Sem “luz” para usar o mata-mosquito, decidi ligar para a COELBA, ela mesmo, a saudosa e eficiente COELBA, dos tempos em que pertencia ao governo do nosso estado.

Hoje, a companhia que foi dos baianos, está  disputando com a Telemar (OI), o título de pior empresa  no atendimento aos consumidores.

A Telemar ainda lidera, mas, devagarzinho, a “instável elétrica” ainda chega lá.

Fiquei na linha por 16 minutos, aguardando atendimento e ouvindo o péssimo “repórter COELBA”, personagem que dá dicas óbvias, na enfadonha e repetitiva gravação.

Quando consegui falar com a atendente, lembrei da lei que regulamenta o atendimento pelo telefone, através dos chamados “call centers”. O texto prevê que em 70% dos casos, o consumidor seja atendido em até um minuto de espera. Em casos excepcionais, o limite será de dois minutos.

Ouça na Rádio Gusmão, a explicação dada a este blogueiro.

PS: para não abusar da paciência dos visitantes, cortamos os 15 minutos “iniciais” da gravação.  Quem quiser na íntegra, basta pedir por email.

PDT PODE ENTRAR NO GOVERNO WAGNER

Do Bahia Notícias.

De acordo com a coluna de Emmerson José desta quarta-feira (12) no Correio, os principais nomes do PDT baiano têm encontro hoje com o presidente nacional da legenda e ministro do Trabalho, Carlos Lupi. O objetivo, segundo Emmerson José, é apresentar ao ministro as incompatibilidades entre PDT e PT na Bahia, já que o governo Wagner tenta construir uma nova rede de aliados. Mas, pelo que se sabe, a missão tem motivos menos nobres. O séquito pedetista quer realmente mais detalhes da proposta apresentada pelo deputado Marcelo Nilo (sem partido) e pelo secretário de Relações Institucionais, Rui Costa, e também assegurar uma “fatia do bolo”. A comitiva é formada pelos vereadores Gilberto José e Odiosvaldo vigas, pelos deputados estaduais Roberto Carlos e Euclides Fernandes e pelos federais Marcos Medrado e Sérgio Brito.

(Daniel Pinto)

SEGUNDO MILLÔR, EM DOM CASMURRO, FOI BENTINHO QUE TRAIU CAPITU

De Millôr Fernandes para a Veja on-line.

Publiquei, através de anos, no Estadão, no O Dia, e no Jornal do Brasil – ao todo aproximadamente dois milhões de exemplares – “pesquisa” sobre Dom Casmurro, a obra magna de Machado de Assis. Como minha página era a capa exterior dos jornais citados, e o assunto era picante – se Escobar, “herói” do romance, tinha ou não tinha comido a Capitu, eterna e tola discussão entre beletristas –, devo ter alcançado pelo menos cem mil desprevenidos. Bom, não apenas mostrei que Escobar comeu a Capitu, como, não sei não, acho que tirei Dom Casmurro do “armário”.

Como não sou dos maiores – e nem mesmo dos menores – admiradores do bruxo, fundador da Academia Brasileira de Letras (“a Glória que fica, eleva, honra e consola”, eu, hein, que frase!), não vou discutir a maciça, inexpugnável web protecionista que se criou em torno dele. Não quero polemizar (falta-me vontade e capacidade) com a candura que os erúditos (com acento no ú, por favor) têm pra relação equívoca entre Capitu, a “dos olhos de ressaca” (que Machado não explica se era ressaca do mar ou de um porre), e Escobar, o mais íntimo amigo de Bentinho, narrador e personagem do livro (evidente alter ego do próprio Machado).

A desconfiança básica vem desde 1900, quando Machado publicou Dom Casmurro. Dom Casmurro é ou não é corno, palavra cujo sentido de humilhação masculina – que ainda mantém bastante de sua força nesta época de total permissividade – na época de Machado era motivo de crime passional, “justa defesa da honra”, e outros desagravos permitidos pela legislação e pelos costumes.

Curioso que, ontem como hoje, o epíteto corna não se grudou à mulher. Ela é tola, vítima, “não sei como suporta isso!”, “corneia ele também!”, mas o epíteto não colou.

(mais…)

"PMDB ATESTOU QUE O GOVERNO ESTÁ MORTO"

Borges festeja a saída do PMDB do governo Wagner.
Borges festeja a saída do PMDB do governo Wagner.

O senador César Broges (PR) disse nessa terça-feira (11), durante discurso feito no senado, que a saída do PMDB “decretou que este governo (de Jaques Wagner) está morto, e que, se esperança havia (de melhorar) não há mais”. Para Borges, “saem os que se viram frustrados com a falta de resultado no projeto comum; é a vez dos reservas e desavisados que virão completar o tempo, até que os baianos votem para tirar o mau governo por um novo projeto para a Bahia”.

Do Blog: César Borges sempre foi “carlista”.

AZEVEDO DIZ QUE ITABUNA VIROU UM CANTEIRO DE OBRAS "NA RAÇA"

canteiro de obrasASCOM: Prefeitura de Itabuna.

Ao acompanhar o início das obras de saneamento e urbanização da rua Senhor do Passos, que interliga os bairros do Corbiniano Freire e Pau Caído, o prefeito Capitão Azevedo anunciou que Itabuna virou um canteiro de obras “na raça”. “Mesmo com recursos escassos e enfrentando dificuldades, temos coragem, uma equipe motivada e o apoio da população”, ressalva. O prefeito foi recebido com festa pelos moradores, mas também ouviu reivindicações de pessoas da área e participou de um culto religioso de ação de graças na Igreja Assembléia de Deus.

Capitão Azevedo disse ainda que as obras incluem a regularização do canal que cruza o bairro, a implantação de esgotamento sanitário convencional, com a substituição da rede de esgoto condominial que não funciona e o projeto de urbanização e pavimentação de ruas, realizadas graças ao sacrifício e austeridade que implantou na administração municipal. “Nosso objetivo é justamente atender aos setores mais carentes da população, através de um esforço conjunto com a Emasa, resgatando uma dívida do governo ao longo dos anos com a população”, ressaltou o prefeito.

Azevedo acredita que o conjunto de obras realizadas nos diversos bairros, com suporte de uma patrulha mecânica recentemente adquirida por R$ 1,8 milhão, a Prefeitura de Itabuna está investindo na melhoria da qualidade de vida da população, através da oferta de uma melhor infraestrutura urbana, como água e saneamento, além de mais saúde, com o menor risco da proliferação de doenças infectocontagiosas para as pessoas. Disse, ainda, que com essas ações o governo municipal virou a página da política e centra o foco em obras e ações concretas em benefício da comunidade.

(mais…)