VELOSO PEDE A CONCLUSÃO DAS OBRAS NO PORTO DO MALHADO

ASCOM: deputado federal Raimundo Veloso.

veloso 2Do alto da tribuna da Câmara Federal, na tarde desta quinta(03), o deputado Raymundo Veloso(PMDB) disparou um incisivo discurso cobrando a urgente retomada das obras no Porto de Ilhéus, que estão paralisadas há três meses. A empreitada se iniciou no ano passado e tinha previsão de conclusão para este mês, no entanto a empresa responsável abandonou o canteiro, interrompendo as obras de cravação de estacas que irão possibilitar o aprofundamento do calado de 10 para 12 metros numa primeira fase e, posteriormente, de 12 para 14 metros. “Isto permitirá o prolongamento do cais para um melhor atendimento aos navios de turismo, além de proporcionar a atracação de embarcações de grande porte”, explicou Veloso.

O deputado afirmou que obteve informações de que a Codeba já estaria em negociações com a empresa segunda colocada da licitação da obra para que a mesma desse continuidade a construção. “Faço um apelo para que a Companhia de Docas da Bahia dê prioridade a este assunto e agilize o máximo que puder a conclusão dos entendimentos, pois o Porto de Ilhéus necessita urgentemente ampliar as suas operações”, enfatizou Veloso.

Outro problema destacado foi a necessidade de dragagem na área do porto ilheense. O deputado informou que o responsável pelo projeto das obras de dragagem, o senhor Domênico do Instituto Nacional de Pesquisas Hidroviárias, vem apresentando dificuldades para concluir tal estudo. Diante do fato, Veloso solicitou a intervenção da Codeba ou até mesmo da Secretaria de Portos para que este projeto seja finalizado a fim de que as obras possam ter início no próximo ano. O deputado lembrou que o ministro Pedro Brito esteve em Ilhéus no ano passado e se comprometeu a incluir as obras de dragagem no PAC de 2010 caso o projeto lhe fosse entregue em tempo hábil.

O deputado Veloso expôs os argumentos que justificam a urgência das obras de dragagem no porto ilheense. “Neste momento o canal de acesso está com 9,5 metros de profundidade, fato que acarreta muitas restrições ao recebimento de navios. O assoreamento no canal de acesso, bacia de evolução e ao longo do cais vem crescendo a cada dia, diminuindo a profundidade”.

Veloso ressaltou ainda a importância do Porto de Ilhéus para o escoamento da produção brasileira. “Ele possui uma localização privilegiada, no entanto está subutilizado por conta de deficiências estruturais. Atualmente há uma perda de cerca de 20 milhões de dólares por ano somente com fretes rodoviários para exportar as cargas da região cacaueira pelo Porto de Salvador, quando temos um excelente terminal dentro de casa. Além disso, temos condições de escoar a produção do sul, sudoeste, oeste baiano e até de outros estados, para isso necessitamos de uma maior atenção da Secretaria Especial de Portos, inclusive com uma melhor divulgação do Porto de Ilhéus”, finalizou.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *