GALILEU E O PALÁCIO EPISCOPAL

Imagem: www.ilheusamado.com.br

O Teatro Popular de Ilhéus prepara com muito afinco, mais um grande espetáculo que será apresentado no primeiro semestre deste ano.

Trata-se de “A vida de Galileu”, adaptação do diretor Romualdo Lisboa para o texto do dramaturgo alemão Bertolt Brecht, com trilha sonora do músico Cabeça, líder da banda Dr. Imbira.

Como cenário, a peça utilizará o Palácio Episcopal, suntuoso prédio construído em 1928, que durante muito tempo, serviu como moradia aos bispos da diocese ilheense.

A proposta é oferecer uma experiência estética diferente, mesclando elementos de época com tecnologias contemporâneas, possibilitando ao público ampliar a visão sobre o ambiente que vive, interagindo com a interpretação sobre a vida de Galileu (físico, matemático, astrônomo e filósofo italiano), um observador nato, que se notabilizou nos séculos XVI e XVII, através de seus estudos inovadores, que tiveram um papel preponderante na revolução científica.

“Normalmente, o nosso olhar se restringe a buscar só o que nos interessa, sempre disperso, nos impedindo de notar ambientes, pessoas e situações que estão à nossa volta. O dia-a-dia e a freqüência maçante da vida capitalista trazem os males da insensibilidade. Nosso espetáculo discute isso, trazendo inicialmente a valorização do patrimônio histórico, uma vez que decidimos usar este importante prédio”, explicou Romualdo Lisboa.



One response to “GALILEU E O PALÁCIO EPISCOPAL

  1. Gusmão,o nosso patrimônio histórico(Palácio Episcopal) está em ruinas.

    Vamos fazer uma campanha para restaura-lo!!!

    As Ir Ursulinas fazem o que podem.

    O prédio faz parte da nossa história.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *