SAÚDE PÚBLICA DE ILHÉUS À BEIRA DE UM COLAPSO

O novo secretário de saúde de Ilhéus, Antônio Carlos Rabat, tem um grande desafio pela frente.

O estado financeiro da secretaria é caótico. Neste momento, o governo se esforça para explicar um déficit no orçamento, equivalente a 2 milhões de reais (desvio, rombo ou débito?).

Em contato com o Blog do Gusmão, um especialista em gestão dos recursos do SUS fez a seguinte pergunta: “como pode uma secretaria gerida principalmente por verbas carimbadas, oriundas do governo federal, que trabalha com previsões orçamentárias que não falham, ficar devendo 2 milhões de reais?”

Por telefone, conversamos com o secretário Rabat, na manhã desta quarta-feira (20). Fizemos a mesma indagação dita pelo especialista em administração do SUS. O médico nos respondeu que não tinha condições de explicar, pois ainda estava tomando conhecimento da situação, e que, posteriormente, prestará esclarecimentos à imprensa. Ele admitiu não estar devidamente seguro para falar sobre o problema.

Enquanto isso, serventuários da saúde, lotados nas unidades de atendimento, ameaçam parar o trabalho, devido ao atraso no pagamento do salário de dezembro.

A única maternidade conveniada pelo SUS (Santa Helena) coleciona inúmeras reclamações de mulheres gestantes que foram mal atendidas. O diretor da maternidade, o médico obstetra Carlos Lyra, sofre a acusação de negligência médica, ao “preferir” não fazer uma cesariana, causando a morte de um recém-nascido, cujo parto normal foi providenciado às pressas. A denúncia foi divulgada no site O Tabuleiro.

Nos bairros, faltam médicos e remédios nos postos, gerando uma grande demanda para o Hospital Regional, que deveria cuidar exclusivamente dos casos de urgência e emergência.



2 responses to “SAÚDE PÚBLICA DE ILHÉUS À BEIRA DE UM COLAPSO

  1. será que esse dinheiro que muito provável sumiu e concerteza será abafado por políticos sujos e mesquinhos, não será para uso de campanha do já conhecido popurlamente de Dr. Sarney?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *