DENÚNCIA CONTRA GEDDEL AQUECE A POLÍTICA BAIANA

Geddel teria prometido agir "por cima".

A edição deste domingo (24), do jornal A Tarde, publicou a transcrição de conversas telefônicas entre o advogado Carlos Barral, coordenador  do SETPS (sindicato das empresas de transporte coletivo de Salvador), e o ministro da integração nacional Geddel Vieira Lima.

O advogado e Geddel dialogam sobre como ajudar o SETPS a conquistar um projeto da prefeitura de Salvador, no valor de R$ 628 milhões, para a construção de vias exclusivas de ônibus. As grandes construtoras OAS e Odebrecht também disputam a obra.

As gravações demonstram que o ministro se predispôs a ajudar, se comprometendo a manter contatos com as duas construtoras, “por cima”, com o objetivo de fechar o “circuito”, para favorecer o SETPS.

Carlos Barral também pediu ajuda ao radialista Mário Kertész (ex-prefeito de Salvador), que, segundo as investigações da polícia civil, também deu sua contribuição, marcando reuniões com representantes da OAS e da Odebrecht.

Vale lembrar que Barral foi investigado na Operação Expresso por suspeita de envolvimento em um esquema de propinas na agência estadual de regulação (AGERBA), que apura o envolvimento de empresários do ramo de transportes na tentativa de subornar funcionários, para conseguir novas linhas.



3 responses to “DENÚNCIA CONTRA GEDDEL AQUECE A POLÍTICA BAIANA

  1. O Geddel seria um retrocesso para toda a Bahia… Ele é uma simbiose; mistura de ACM com Waldyr Pires….. É o símbolo do anacronismo vivo…. Chuta que é MACUMBA!!!!!

    Marco d’Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *