WAGNER VISITA CAMAÇARI

O governador da Bahia, Jaques Wagner, esteve nesta quinta-feira (05), em Camaçari e relembrou que a cidade é a sua terra natal em relação à política.

Diante de aproximadamente cinco mil pessoas, o governador citou as obras realizadas no município e região, principalmente nas áreas de educação e saúde, além de mobilizar a militância em prol da candidatura de Dilma Roussef, dos candidatos ao senado, Lídice da Mata e Walter Pinheiro e a sua própria reeleição.

EIKE BATISTA E OS GOLFINHOS DE SANTA CATARINA

De acordo com a revista Exame, o empresário Eike Batista – o homem mais rico do Brasil – vive um impasse devido a implantação de um novo projeto. O investimento pretende construir um estaleiro da OSX, na região de Biguaçu, em Santa Catarina, para a prestação de serviços navais à indústria do petróleo.

A pedra no sapato de Eike são os ambientalistas do local, que estão preocupados com o destino de aproximadamente 60 golfinhos que vivem na região. A oposição foi tamanha que a Ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, teve que intervir, criando um grupo de trabalho para administrar o licenciamento do projeto.

Vale ressaltar que as ações da OSX caíram 32%. “Essa queda está diretamente ligada às dificuldades com o licenciamento”, afirmou Subho Daripa, analista do banco Morgan Stanley, que acompanha o processo.

CONHEÇA DADO, O MENINO CITADO POR MARINA NO DEBATE

Do Terra.

A candidata do PV à presidência da República, Marina Silva, finalizou sua participação no debate promovido pela Rede Bandeirantes nesta sexta-feira (6), recitando um poema em homenagem ao menino Edvaldo, conhecido como Dado, de 6 anos. Marina conheceu Dado no último domingo (1), durante uma visita à comunidade do Coque, um dos bairros mais violentos e pobres do Recife. A candidata do PV à presidência chorou quando o garoto puxou um coro de crianças com a música “Coração de estudante”.

“Havia um pequeno dado jogado por sobre a mesa. Ali nada era certeza, tudo era interrogar. Mas, para minha surpresa, na forma de um colosso. Dado era de carne e osso e sabia até cantar. Dado, meu pequeno Dado jogado. Que Plínio, Dilma, Serra ou Marina ajudem a mudar a cena de tantos dados jogados.”, dizia o poema de Marina.