JOSIAS FAZ CAMINHADA NA ORLA DE CAMAÇARI

Luiz Caetano e Josias.

Neste domingo (22), o candidato a deputado federal Josias Gomes realizou uma caminhada na Barra de Pojuca, orla de Camaçari.

O evento contou com a presença do prefeito da cidade, Luiz Caetano e a candidata a deputada estadual, Luiza Maria, além de cerca de três mil pessoas.

Segundo Luiza, a campanha do PT contagiou o povo de Camaçari. “Dilma só cresce nas pesquisas, Wagner continua muito bem, Pinheiro e Lídice também, e Josias tem contribuído bastante para a vitória da nossa candidatura”.

Josias Gomes considerou a caminhada um sucesso e declarou que está satisfeito com a campanha.

ÁLVARO DEGAS DENUNCIA O BAR DO MINEIRO

Do Blog do Degas.

Flagrante de Desrespeito

Já lá se vão alguns minutos desta já segunda-feira, dia 23 de Agosto de 2010. Já sei que hoje vou dormir depois das 2 da manhã. Talvez 3.

Como aconteceu ontem. E anteontem.Não, não tomem minha boemia tão a sério. Gostaria de ter dormido mais cedo anteontem. Não consegui. Ontem também não. E tampouco conseguirei hoje. Amanhã tenho que trabalhar, e o azar de não ter descansado no final de semana será meu.E de meus vizinhos.

Normalmente sou uma pessoa paciente. Mas a paciência tem limites. A minha acabou. Agora eu estou denunciando oficialmente o Bar do Mineiro, que fica no Hernane Sá. Vou denunciar isso ao máximo de pessoas possível.

Ele se apropria invariavelmente de uma praça pública todas as sextas, sábados e domingos. E, mui comodamente, estabelece ali seu negócio: um bar.

Então põe música ao vivo. Muito alta. Cada vez mais alta. Até a madrugada. Sempre. Sextas, Sábados e Domingos. Não há descanso no fim de semana.

Houve, junto à Justiça, a assinatura de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), que o obrigava a limitar-se a menos de 70 decibéis a partir das 10 da noite e menos de 60 decibéis a partir da meia-noite.

Mas isso foi respeitado apenas na primeira noite.

De lá para cá a coisa só vai piorando. O som cada vez mais alto, o espaço público cada vez mais tomado, o sossego das pessoas cada vez mais violentado.Impunemente.

Como a Justiça falhou em se fazer respeitada, já que o TAC é solenemente desprezado pelo senhor dono do bar, resta apenas denunciar no maior número de canais possível.

Bem como lamentar o desrespeito às pessoas e à própria Justiça.

Veja este vídeo feito por Degas.

RUY CARVALHO RECOMENDA SEUS CANDIDATOS

Por Marcos Pennha.

O médico Ruy Carlos Carvalho reuniu correligionários, no Ilheos Hotel, no último sábado (21), para apresentar seus candidatos a deputados estadual e federal, respectivamente, Bete Wagner (PV) e Rui Costa (PT), da coligação do Partido dos Trabalhadores, que tem, ainda, Dilma Rousseff (presidenta), Jaques Wagner (governador) e Lídice da Mata (PSB) e Walter Pinheiro (PT) para o senado federal.

Auditório cheio.

O evento, que iniciou às 4 h da tarde, contou com a participação de dezenas de correligionários, dentre os quais os componentes da mesa, além do próprio Ruy: Rafael Benevides/ PT (vereador em exercício); ex-vice prefeito Henrique Abobreira; ex-prefeito de Itamaraju Frei Dilson (candidato a deputado estadual); diretor clínico do Hospital Geral Luiz Viana Filho, Jorge Avelar; ex-vereador Gildo Pinto; Dino (presidente da Associação dos Moradores do Nelson Costa) e Dero (Cooperativa de Desenvolvimento Sustentável da Agricultura Familiar do Sul da Bahia –COOFASULBA).

Ruy Carvalho e os componentes da mesa.

Fizeram uso da palavra o vereador Rafael, Ruy e o candidato Frei Dílson. Ruy, ao citar Dero, enfatizou a importância do homem do campo, e lembrou-se da “chapa rosa”, formada por Lídice, Salete e Bete, em 1986, candidatas, respectivamente, a governadora e senadoras da Bahia, quando declarou sua opção por Bete, este ano, para deputada estadual. Segundo Ruy, a eleição de 2010 tem que ser feita com o olho voltado para 2012, oportunidade em que os eleitores escolherão prefeito e vereadores. “É preciso se fortalecer agora”, advertiu. Os candidatos Rui Costa e Bete Wagner não compareceram ao evento, por causa da dificuldade de pouso, devido ao tempo fechado, no aeroporto Jorge Amado, do vôo de 10 e meia da manhã oriundo de Salvador. É bom que esses imprevistos aconteçam com correligionários do presidente Lula e do governador Jaques Wagner, ambos do Partido dos Trabalhadores (PT), para que eles lembrem-se de que deve providenciar, URGENTE, o funcionamento dos instrumentos, que possibilitam o pouso tranquilo, independente do visual.

TELEANÁLISE: A MÃE DO POVO, ZÉ DO MUTIRÃO E O APOCALIPSE

Por Malu Fontes.

Como o nível de politização e informação da media da população brasileira é baixíssimo e boa parte do repertório compartilhado socialmente chega através da televisão, considera-se que a campanha eleitoral só começa, de verdade, quando estreia o horário eleitoral no radio e na TV. A estreia se deu na tarde desta terça-feira e, emulando a teledramaturgia nacional, o gênero mais consolidado da TV brasileira, os marqueteiros dos candidatos investiram, já no primeiro programa, em três personagens que reivindicam nada menos do que o ingresso na antologia definitiva dos tipos políticos brasileiros: a mãe do povo, Zé do mutirão na Portelinha e a Santa Guerreira contra o Apocalipse.

No primeiro programa, veiculado à tarde (na versão noturna todos exibiram outro conteúdo), os três tipos, representados pelos três principais candidatos, apareceram nítidos na tela. O PSDB, depois do fracasso de “Geraldo”, o Alckmin, criou “Zé”, o Serra, e o obrigou a sorrir muito, a sentar-se à mesa de pobres, deficientes e velhinhas chorosas salvas da cegueira nos dois olhos pelos mutirões de cirurgias de cataratas promovidos por José Serra, quando ministro da Saúde de Fernando Henrique Cardoso. Como se fosse pouco para um homem com a sisudez de Serra, as imagens tinham como jingle versos que, inacreditavelmente, traziam o nome de Lula da Silva. A musiquinha dizia que, depois de Lula, fica Zé, um homem sorridente que dialoga com o Brasil doente, pois tem Idea fixa em mutirão de tratamento médico e só fala em remédios e patologias. Não foi à toa que no primeiro debate televisivo o candidato do PSOL à Presidência e franco atirador, Plínio de Arruda Sampaio, chamou Serra de hipocondríaco, por só falar em doença.

(mais…)