PREFEITURA FAZ DEMOLIÇÃO PARA BENEFICIAR SECRETÁRIO

No dia 12 de maio, este blog denunciou o secretário de serviços públicos de Ilhéus, Carlos Freitas, por utilizar a estrutura da prefeitura para resolver problemas particulares.

Freitas, que nos últimos dois anos se transformou em um voraz comprador de imóveis caros, em bairros valorizados de Ilhéus, usou fiscais do município para perseguir um vizinho, o operário Antonielson do Carmo, morador da Ladeira da Vitória, centro da cidade. Os dois travam uma briga na justiça devido a uma “puxadinha” (clique aqui para entender).

Na manhã desta quinta-feira (26), a arbitrariedade mais uma vez veio à tona, fantasiada de ato administrativo. O secretário de obras, Marcone Queiroz, desprovido de qualquer tipo de ordem judicial, mandou que servidores municipais invadissem a casa do vizinho de Freitas para demolir o motivo da discórdia.

Tentamos falar com o “mandante”, mas ele não atendeu as nossas ligações. O prefeito Newton Lima, ao ser contactado por um dos vizinhos de Antonielson, afirmou que nada sabia sobre a questão, e que ia se informar com o secretário,

A polícia militar, ao ser chamada, foi omissa e não impediu a invasão. Conversamos com o major Gustavo, responsável pelo policiamento na área. Ao ser perguntado se havia uma ordem judicial autorizando a demolição, disse que não tinha conhecimento. Nervoso e fazendo pouco caso, o policial afirmou que a palavra do secretário de obras era o suficiente.

Vale ressaltar que no momento da invasão, nenhum documento emitido pela justiça foi apresentado.

O Blog do Gusmão esteve na Ladeira da Vitória e presenciou o abuso. Os agentes da prefeitura entraram na casa de Freitas, e pelo telhado, invadiram a residência de Antonielson.

Veja as imagens.

Atualizado às 22:00 horas, de 31/08.

A juíza Carine Nassri da Silva proibiu a prefeitura de Ilhéus de continuar a demolição na casa do operário Antonielson do Carmo, na ladeira da Vitória.

Clique aqui para mais detalhes.

ATÉ TU ROBERTO!

O vereador Itabunense Roberto de Souza, pelo que tudo indica, está atolado até o pescoço no lamaçal do legislativo itabunense.

Roberto estaria ligado a um esquema de laranjas e empresas fantasmas. Logo ele, que no seu programa diário na rádio Difusora faz o papel de patrono da moralidade.

Filho de juiz, com parentes importantes e um nome supostamente ilibado, pelo andar da carruagem, parece que o nobre edil não foge à regra, é mais um típico político brasileiro, preocupado apenas com seus interesses “empresariais”.

Sobre a imundície que tomou conta da câmara de veradores de Itabuna, leia o editorial muito bem elaborado pelo blog Pimenta na Muqueca. Trata-se de uma resonância magnética do corpo sujo da rapinagem. A situação é tão vexatória, que um envolvido já se dispõe a abrir a boca, com a intenção de fazer delação premiada. É coisa de máfia mesmo!

Clique aqui.

ITABUNA E EUNÁPOLIS NO PLANO NACIONAL DE BANDA LARGA. ILHÉUS FICOU DE FORA

A Telebrás anunciou as 100 primeiras cidades incluídas no Plano Nacional de Banda Larga (PNBL). A Bahia está entre os estados com maior número de cidades contempladas, mas, infelizmente, Ilhéus ficou de fora.

Itabuna, Camaçari, Muritiba, Feira de Santana, Tancredo Neves, Barro Preto e Governador Mangabeira foram incluídas na primeira etapa. Ilhéus, como sempre, vai ter que esperar.

CURSO DE INGLÊS PARA TAXISTAS E FUNCIONÁRIOS DA INFRAERO

A UESC (Universidade Estadual de Santa Cruz) em parceria com a Infraero e o Sindicato de Taxistas e Cooperativa de Taxi de Ilhéus, está capacitando taxistas e funcionários da Infraero, com curso de inglês. Essa iniciativa faz parte do projeto de extensão “A língua inglesa para profissionais do turismo” da UESC.

O curso começou nesta terça-feira (24) e terá uma carga horária de 60horas/aula. O objetivo do projeto é habilitar esses profissionais para que possam estabelecer uma comunicação eficaz, em língua inglesa.

O projeto de extensão busca também, formar parcerias com a comunidade regional e empresas, identificar as necessidades de cada grupo, expectativas e interesses para desenvolver ações de capacitação que atendam às carências identificadas.

VOTO NULO CONQUISTA INSTRUÍDOS

Por Dayanne Sousa para o Terra Magazine.

Eles são apenas 4% do eleitorado se somados com os que votam em branco, segundo a última pesquisa Datafolha para a eleição presidencial. Ainda assim, os que votam nulo são vozes motivadas, que creem na força de um protesto silencioso.

Para o cientista político da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Bruno Speck, é fato que o voto nulo atualmente é uma forma de voto consciente. Ou seja, ninguém vota nulo sem querer ou por engano, principalmente depois da implantação das urnas eletrônicas. “O processo atual tornou essa opção mais difícil, hoje o eleitor tem que se informar sobre como votar nulo”, comenta. Para dar um voto nulo, o eleitor precisa digitar um número inexistente e confirmar.

Há muitos mitos sobre o possível impacto no caso de um grande número de pessoas votar nulo. Em redes sociais na internet, se espalha a tese de que, no caso de mais de 50% dos votos serem nulos, seria convocada uma nova eleição. A lei eleitoral, porém, considera o voto nulo como inválido. A medida de marcar nova data para as eleições só vale em caso de fraudes, como eleitores com falsa identidade ou o não cumprimento do horário e locais de votação.

(mais…)

RODAS DE CONVERSA COM A SOCIOLOGIA

Acontecerá amanhã (27) o projeto “Rodas de conversas com a sociologia”, na UESC, às 08:00 horas. O evento é realizado pela instituição, sob a coordenação do prodocência. Será abordado o tema “Diálogos com a sociologia no ensino médio”.

O evento contará com palestras e oficinas, que serão ministradas pelas professoras doutoras Illeize Fiorelli e Angela Maria Souza Lima, da Universidade Estadual de Londrina, além do cine-debate “A escola da desordem”, debatido pelo mestre Augusto Marcos Fagundes Oliveira.

DESPESCA BENEFICIA PEQUENOS PRODUTORES

Nos últimos 11 meses centenas de pequenos produtores rurais de Taperoá receberam alevinos de tilápia e tambaqui por meio do programa de repovoamento da Bahia Pesca.

Até o dia 31 do corrente mês, serão feitas as despescas (retirada dos peixes do criadouro, quando atingem o tamanho comercial). “A expectativa é de que possamos retirar três toneladas de pescado dos tanques” acredita o presidente da Bahia Pesca, Isaac Albagli.

Serão cinco comunidades e 200 famílias beneficiadas. O objetivo desse trabalho é aumentar a renda dessas pessoas, e consequentemente, terem mais comida nas mesas, além de equilibrar a relação quantidade e oferta do produto no estado. Caso os produtores decidam vender o pescado, a renda obtida pode chegar até 21 mil reais.