AGENTES DA SUBSERVIÊNCIA

Texto recebido por e-mail. O autor preferiu não se identificar.

Absurdos imorais aconteceram na sessão da Câmara Municipal de Ilhéus, nesta última 3ª feira, dia 31 de agosto. A tarde era de expectativa para a votação da Mensagem de Veto nº 001/2010, de 21 de julho de 2010, enviada ao Legislativo Municipal para discussão e votação do Projeto de Lei nº 022/2010, que Dispõe sobre o Regimento Interno da Guarda Civil do Município de Ilhéus.

Aliás, a imoralidade já começava no dia anterior, 30/08, quando o secretário de governo do município, conhecido como Pai Cidão, numa articulação maquiavélica com o sindico da cidade, também apelidado de Nilton Boneca, esquematizaram uma exoneração num sentido diabólico de manter os vetos do executivo, assim, prejudicando os interesses da Guarda Municipal. Além da falta de respeito com a sociedade, zombaram do vereador-suplente Francisco Sampaio, que foi forçado a deixar a tribuna da Câmara. Regimentalmente pode ser legal, mas, o ato da indecência é totalmente imoral.

Muitos absurdos foram vistos pelos presentes, a exemplo da falta de conhecimento e pulso do Presidente da Câmara, Jailson Nascimento, que gaguejava na leitura da mensagem, na falta de objetivos nos momentos de pedir votação e muita indecisão de como deveria se proceder as votações dos artigos e razões dos vetos. Muito fraca a condução da sessão. Jailson e os demais edis foram salvos pelas brilhantes intervenções de pé-de-ouvido do procurador jurídico de fato e de direito daquela casa, Jobs Ribeiro. Aliás, houve momentos que o próprio Pai Cidão orientava Jailson Nascimento. Uma vergonha.

A maioria dos vereadores votou conforme os seus interesses. Uns com medo das iniciativas dos Guardas, outros com receios da opinião pública e outros simplesmente votaram. Desconheciam as interpretações dos artigos da mensagem, mas, votaram.

Foram votados nove artigos da mensagem do executivo, os quais seguiam com as razões de cada veto. Alguns eram justificados por questões técnicas, outros embasados na Consolidação das Leis do Trabalho, com citações até mesmo de jurisprudência. A ausência de Marcos Flávio foi o diferencial destas questões jurídicas.

A vereadora Carmelita Ângela se portou como uma verdadeira sindicalista, pois conscientemente sabia no que estava votando. Alguns se embaraçaram nas suas palavras tentando fazer média com o governo e a própria Guarda, outros estavam voando na sessão e dois foram verdadeiros subservientes. Vereadores Aldemir Almeida e Paulo Carqueja não passaram de bonecos de ventríloquos. Ambos não honraram seus compromissos como homens públicos independentes. Foram a todo o momento conduzidos por Pai Cidão. Tudo reflexo da subserviência do sistema podre que envolve interesses pessoais. Aldemir Almeida é sujeito ativo na Secretária de Saúde e Paulo Carqueja continua se locupletando com os contratos da administração pública com sua empresa de material de construção, CONSTRUIR. Tudo isso, fora as indicações sob suas batutas. Vereados que devem ser vetados pela opinião pública.

O vereador Tarcísio da Paixão, que no início era também um boneco, ao final da sessão deu uma dentro, votando contra o veto em um dos artigos. Mesmo com medo de represálias, contrariou as ordens de Pai Cidão. Já Rafael Benevides, apesar de suplente, vem rendendo mais frutos que o titular, que hoje reza a cartilha de Nilton Boneca.

Por incrível pareça, apesar da exoneração forjada e das artimanhas de Pai Cidão, do desrespeito com Francisco Sampaio, da gagueira de Jailson Nascimento, da ausência de Marcos Flávio, o ridículo de tudo foram os comportamentos antiéticos e desprovidos de respeito de Aldemir Almeida e Paulo Carqueja.

Os adjetivos dos presentes na sessão da Câmara endereçados a Pai Cidão é reflexo verdadeiro da antipatia, da prepotência de um homem público sem equilíbrio que, por pouco não apanha. Pai Cidão precisa rever urgentemente seu comportamento e suas ações.



7 responses to “AGENTES DA SUBSERVIÊNCIA

  1. ACHO QUE DESTA VEZ,COM A PORRADA QUE LEVOU,CIDÃO VIROU CIDINHA E VIU QUE NÃO ADIANTA BATER DE FRENTE COM UMA CATEGORIA UNIDA.
    E DIGO MAIS,O QUE CIDINHA FEZ FOI PERSEGUIÇÃO,ELE QUE NÃO OUSE SAIR CANDIDATO A NADA EM ILHEUS,POIS TERÁ 230 FAMÍLIAS FAZENDO CAMPANHA NEGATIVA PARA ELE,E DE GRAÇA!!!ELE QUE PEÇA A DEUS,OU AO DIABO,NÃO SEI PARA NÃO PRECISAR NUNCA DE 1 DESSES PAIS DE FAMILIA A QUE ELE PESEGUIU.

  2. Por Alcides e o Aldemir ei esperava coisas ruins mais o que mai me deixou surpreso foi saber que o vereador Paulo carqueja que diz ser cnadidato eleito pelo partido dos trabalhadores (PT) ser
    contra a uma classe e essa os Guardas Civis Municipais que é importante para segurança publica do nosso municipio.Vale ressaltar que não tenho bandeira politica e nada pessoal contra ninguém.E não posso deixar de lembrar a atidude do vereador TARCISIO PAIXÃO que antes de sentar na cadeira da câmara municipal era ser servidor público municipal e voltou contra a vários beneficios da categoria. Isso é uma prova que o interesse de manter cargos no governo e outros beneficios de interesses deles vale até volta em projetos que beneficiam uma sociedade.

  3. Os guardas municipais precisam conquistar seus espacos para depois brigarem pelos direitos, tem muitos guardas municipais ousados, falando ate que são equiparados a policia federal, um bando de babacas despreparados, acho que deveriam mesmo era tomar conta de cemitérios.

  4. Para que serve o vereador?
    R. – Para NADA!
    Nada mais justo que o próximo presidente(a)elimine esse
    cargo político que so serve para onerar os cofres públicos e manter um bando de aproveitadores descompromissados com os eleitores que os elegeu, erroneamente, para representá-los.
    É correto um vereador de Ilhéus apoiar um CANDIDATO FICHA SUJA, DE OUTRO MUNICÍPIO BAIANO?
    Se alguem concorda, reeleja-os.
    Tô fora!

  5. SENHORES, ESTE MARIONETE VEREADOR E ATUAL PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE ILHÉUS, JAILSON NASCIMENTO, É UM GRANDE ANALFABETO E DESPOTA.
    NÃO TEM NENHUMA CONDIÇÃO PARA PRESIDIR AQUELA CASA. MANDOU MAIS DOIS VEREADORES OTÁRIOS (GURITA & TARCISIO), APRESENTAREM UM PROJETO DE LEI AUMENTANDO O TEMPO DE VIDA ÚTIL DOS ÔNIBUS E VANS DE ILHÉUS PARA 20 ANOS, JUSTAMENTE PARA PROTEGER A EMPRESA DELE, QUE É O MAIOR PROPRIETÁRIO DE ÔNIBUS ESCOLARES E VANS DE ILHÉUS. SABIAM DISTO?
    O PREFEITO, REDUZIU O PRAZO PARA 15 ANOS, QUE AINDA É MUITO TEMPO PARA UM VEÍCULO DE TRANSPORTE PÚBLICO CONTINUAR RODANDO, PRINCIPALMENTE COM ESTUDANTES, CRIANÇAS, ETC. ETC…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *