SENADOR PEDRO SIMON ANUNCIA APOIO A MARINA

O senador Pedro Simon, presidente do PMDB gaúcho, anunciou seu apoio pessoal a Marina Silva durante visita da candidata do PV a Porto Alegre. Com sua decisão, Simon rompeu a neutralidade que o PMDB do Rio Grande do Sul vem mantendo na disputa presidencial, apesar da existência da aliança entre o PT e o PMDB nacionais em torno da candidatura de Dilma Rousseff (PT).

“Não podemos decidir estas eleições no primeiro turno, em meio a todas estas crises”, disse Simon ao explicar sua decisão de apoiar Marina a nove dias da eleição.

“Eu sempre digo que vou governar com os melhores do PSDB, os melhores do PT, dos partidos de tradição democrática, do PDT… E quando me refiro ao PMDB, eu cito o Simon”, disse Marina. “O Pedro Simon representa aqueles políticos que se mobilizam por projeto, por proposta, por visão de pais, e eu digo que essas pessoas existem. É por isso que a minha opção foi de não fazer alianças pragmáticas e sim buscar uma aliança com os núcleos vivos da sociedade.”

“SARNEY” FORMA BLOCO DE OPOSIÇÃO A NEWTON LIMA

O vereador Jailson “Sarney” Nascimento conseguiu reunir um grupo de seis vereadores para fazer oposição ao prefeito Newton Lima.

Os rebelados enviaram uma carta ao chefe do executivo, no início da noite de hoje (24), onde afirmam ter deixado a base governista. São eles: Gurita, Valmir de Inema, Tarcísio do Salobrinho, Bel do Vilela, Zé Neguinho, Dinho Gás e o próprio “Sarney”.

Um dos objetivos é evitar que as latas-velhas do líder do grupo sejam banidas do transporte escolar.

Todos possuem vários cargos na viúva palaciana. Será que vão suportar a perda das boquinha$$$$$ ?

PV PEDE APOIO DO PMDB E DO PR PARA MARINA

O presidente estadual do PV na Bahia, Ivanilson Gomes, propôs ontem que os candidatos do PMDB e do PR baianos se unam, após retirada do apoio da candidata do PT Dilma Rousseff às suas candidaturas, para levar Marina Silva ao segundo turno.

A formalização aos partidos deverá ser feita hoje. Segundo Ivanilson: “Vou formalizar o pedido. Já que eles (Geddel e César Borges) foram abandonados por Dilma, que declarou total apoio a Jaques Wagner. Vamos pedir o apoio deles para levar Marina ao segundo turno”, argumenta.

Outro motivo para buscar a ajuda desses partidos é o fato de Marina Silva está crescendo nas pesquisas. Na última realizada pelo Datafolha, divulgada nesta terça-feira (22), Dilma aparece com 49%, José Serra com 28% e Marina com 13%, o que revela um aumento de 5% da verde em relação à última aferição do mesmo instituto.

O LITORAL DAS BALEIAS

Baleia que apareceu morta na Praia do Norte, em Ilhéus. Imagem: Mary Berbert

O blog Acorda Meu Povo levantou uma questão importante, mas desconhecida por muitos: o litoral do Sul da Bahia está repleto de baleias.

Em 2009, o editor do blog fez um passeio de observação, quando percorreu 16 quilômetros. A experiência possibilitou uma constatação: o crescimento vertiginoso de uma espécie de mamíferos do mar. Paulo Paiva ressalta: “estamos na terra das baleias Jubarte, que passam cantando numa bela orquestra de vozes entre os meses de julho e outubro.”

A notícia ruim, e que serve como alerta, é o aumento de encalhes de baleias, principalmente na região de Santa Catarina, Espírito Santo e Bahia. Os cientistas registraram esse ano 90 casos, contra 30 em 2009. No último mês, duaS foram encontradas mortas no litoral norte de Ilhéus.

Confira aqui a matéria e os vídeos.

“VOCÊ QUANDO GANHA A ELEIÇÃO, NÃO BOTA UM INIMIGO SEU, VOCÊ BOTA UM AMIGO, UM CABO ELEITORAL”

“É assim que a política funciona”. Palavras do presidente da câmara de vereadores de Ilhéus, Jailson “Sarney” Nascimento, fiel seguidor do apadrinhamento, agente do clientelismo e adepto contumaz do nepotismo cruzado, que indica parentes, amigos e cabos eleitorais, na maioria incompetentes, para o exercício de funções públicas.

Ele não é o único. “Sarney” é parte de um sintoma que corrói o sistema político brasileiro, causando descrença em muitos cidadãos. No dicionário “Sarneyniano” de significados, a palavra pública engloba questões particulares; o bem comum pode ser de todos (portanto que ele receba pelo contrato dos ônibus); legislar abrange causas empresariais do indivíduo legislador; fazer saúde pública é privilegiar as clínicas ligadas ao amigo e mentor (que operam sem licitações); fazer política é empregar sem concurso.

“Sempre foi assim, e dessa forma continuará”. Esta é a mensagem repetitiva do discurso cínico, que apodrece a democracia com péssimos exemplos, capazes de externar desvios de conduta munidos de sinceridade assustadora, o suficiente para tornar “o esperançoso” em um “pessimista convicto”.

Veja o vídeo e tire suas próprias conclusões.

Clique aqui para mais detalhes.

PROTESTO CONTRA O PORTO DE ARATU

Na última terça-feira (23), mais de 400 pescadores e marisqueiras de Ilha de Maré, município que pertence a Salvador, fecharam a entrada do porto de Aratu em protesto contra a poluição química, degradação ambiental e falta de respostas às comunidades.

Desde 2006 que as comunidades entraram com ação no Ministério Público para denunciar contra o porto. A obra não tem licença ambiental, apenas as empresas individualmente possuem, mas o processo de licenciamento não teve a participação pública.

Outro fator que impulsionou o protesto é a falta de fiscalização do IBAMA e do IMA (instituto do meio ambiente), que além de não punir as empresas que praticam crime ambiental, não conta com um processo de monitoramento da situação da poluição.

(mais…)

WAGNER CAI 11%, MAS VENCERIA NO PRIMEIRO TURNO

Com informações do Folha de S.Paulo.

Segundo pesquisa realizada nessa semana pelo Datafolha, o candidato à reeleição ao governo da Bahia, Jaques Wagner (PT), diminui 11 pontos percentuais de vantagem em relação aos seus adversários. Entretanto, se as eleições fossem hoje, o governador venceria no primeiro turno.

Um candidato, para vencer uma eleição, precisa ter mais de 50% dos votos válidos, ou ter votação maior que todos os seus adversários juntos. Wagner tem 58% das intenções de votos, enquanto todos os outros concorrentes soma 36%.

APLICAÇÃO DA FICHA LIMPA NÃO FOI DECIDIDA

Com informações do Estadão.

Ontem (23/09), os ministros do STF (sistema tribunal federal), debateram por mais de dez horas a validade da ficha limpa. No entanto, com o empate em 5 a 5, nada foi decidido.

Alguns ministros, “comandados” pelo presidente do TSE, Ricardo Lewandowski, diziam que por causa do empate, prevaleciam as regras do regimento interno do STF que mantêm a lei da ficha limpa. Porém, o presidente do STF, Cezar Peluso, defendia a opinião dos que queriam aguardar a indicação do 11º ministro para desempatar, vaga que está aberta desde a aposentadoria de Eros Grau.

O ministro Dias Toffoli, que prefere a aplicação da ficha limpa nas eleições de 2012, argumentou que é necessário esperar um ano da entrada em vigor da lei para impedir as candidaturas. Segundo ele, a exigência está prevista no artigo 16 da Constituição Federal. “O artigo 16 é uma garantia do eleitor”, disse.

Os cinco ministros – Carlos Ayres Britto, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski, Joaquim Barbosa e Ellen Gracie – que votaram pela aplicação imediata da lei, defenderam que a ficha limpa foi aprovada antes das convenções partidárias e, que todos sabiam as regras para um político ser considerado “ficha-suja”. Argumentaram também, que a aplicação da lei não alterou o processo eleitoral, e, visa proteger a Constituição.