GOVERNO PLANEJA REGULAR CONTEÚDO DE MÍDIA

Com informações do O Globo.

O ministro-chefe da secretaria de comunicação social da presidência, Franklin Martins afirmou ontem (quinta-feira/07) que o projeto do governo para a criação de um marco regulatório para o setor de radiodifusão poderá incluir a criação de uma agência fiscalizadora de conteúdo, mas negou que isso seja restrição à liberdade de imprensa.

Franklin defendeu a modernização da estrutura legal da radiodifusão como essencial para o desenvolvimento do setor num cenário de convergências de mídia. Ele citou estatísticas mostrando que o setor de telecomunicações no Brasil em 2009 faturou 13 vezes mais que o de radiodifusão, e que uma reorganização seria do interesse das empresas de mídia.

O ministro disse ainda, que o governo não está brigando com a imprensa. “A imprensa é livre. Não quer dizer que é boa. A imprensa é boa dependendo dos jornalistas, dos grupos de comunicação e da sociedade, que é uma crítica severa quando percebe que a imprensa está ficando ruim. Não tem briga com o governo e a imprensa: a imprensa publica o que quer, mas se eu achar que uma coisa publicada não está correta, tenho o direito de dizer. Ou a imprensa está acima da crítica? O Papa não está acima da crítica. Deus que é Deus não está acima de crítica. A imprensa não está acostumada com a crítica, este é o problema” declarou Franklin.



2 responses to “GOVERNO PLANEJA REGULAR CONTEÚDO DE MÍDIA

  1. Venho sempre alertando, que estamos a caminho de um ditadura civil, querem colocar Mordaça na Imprensa, e isto é apenas o começo para implantar a ditadura civil.Mordaça na Imprensa é o caminho para a ditadura civil.
    Kalif Rabelo

  2. Marco Regulatório existe em muitas instituições, e nem por isso o País se transformou em uma ditadura. Isto é uma grande bobagem de quem fala! Ou será que pretende mesmo ficar acima da crítica? Um quarto poder autônomo, todo poderoso e inatacável? Isso sim, que está mais próximo de um Estado de Absolutismo!!! Acho que pode escrever tudo, como se pretende, mas onde fica a ética? Quem nos assegura à lisura e salvaguarda à infâmia por injurias praticadas pelos maus profissionais?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *