GOVERNADORES DO NORDESTE SE UNEM POR CARGOS

Três governadores do PT, entre eles, Jaques Wagner e, do PSB do Nordeste reuniram-se ontem (quinta-feira/02), em Brasília, para definir a cota de poder que atende à região e acertar uma “administração compartilhada” que beneficie igualmente os seis estados (PE, PI, PB, CE, BA e SE) comandados pelas duas legendas.

Eles querem três ministérios – integração nacional, desenvolvimento agrário (MDA) e desenvolvimento social e combate à fome (MDS) – além de quatro estatais. Uma quarta pasta, o turismo, seria destinada ao senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE).

O encontro reservado se deu a partir do “apetite” do PMDB e o excesso de paulistas nomeados pelo próprio PT. “Não vou entrar na briga do “nordestério” contra o “paulistério”, seria preconceito de um lado e do outro”, argumentou o governador da Bahia, Jaques Wagner. “O MDS tem a cara do Nordeste, a integração tem a cara do Nordeste, o MDA tem a cara do Nordeste”, emendou.

A idéia do grupo é que os “instrumentos de governança da máquina federal no Nordeste”, como a companhia de desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf) e o departamento nacional de obras contra as secas (Denocs), obedeçam a um comando que favoreça todos os estados e não estabeleça paralelismos com ações dos governos locais.

Com informação do Estadão.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *