SALÁRIO DOS VEREADORES ILHEENSES SERÁ DE R$ 10 MIL

Os vereadores de Ilhéus andam serelepes. Depois do reajuste no salário dos parlamentares, chegou a vez deles. Ao invés dos atuais R$ 6,1 mil, os legisladores receberão R$ 10 mil (valor válido apenas para os eleitos ou reeleitos em 2012).

Com isso, espera-se um número maior de candidatos ao cargo nas próximas eleições, fato também motivado pela  PEC dos vereadores que vai possibilitar ao Legislativo local ter até 21 cadeiras, em vez dos atuais 13 vereadores.

No entanto, o aumento poderá causar problemas nas contas da câmara, já que o atual presidente,  Jailson Nascimento, alegou ter enfrentado dificuldades financeiras para manter a folha, provocando a demissão de servidores e até a redução na jornada de trabalho. Dinho Gás, recentemente eleito para presidência, não se manifestou sobre o reajuste.

Com informações do Tribuna.

PORTO SUL: “A PIOR CONCEPÇÃO DO PIOR PROJETO”

Amílcar Baiardi.

Entrevistamos Amílcar Baiardi, professor dr. da Universidade Federal do Recôncavo Baiano (clique aqui), mais um pesquisador de postura extremamente crítica ao Porto Sul.

Baiardi afirma que a idéia do Governo do Estado e da BAMIN é “a pior concepção do pior projeto”, uma vez que desrespeita as vocações naturais do Sul da Bahia, e impõe um complexo intermodal voltado apenas para exportação de minério de ferro, matéria-prima que sairá do estado sem valor agregado.

Para ele, o potencial que o estado tem, relacionado ao minério de ferro, não deve ser ignorado. Entretanto, há várias alternativas que possibilitariam a exploração dessa riqueza, sem necessariamente destruir as potencialidades inerentes a esta região.

Ouça a entrevista.


HUMOR: PRA GANHAR O VOTO VALE TUDO. ATÉ CARREGAR MUDANÇA

Fábio Magal sonha em ser vereador de Ilhéus. Em 2008 ela bateu na trave. Saiu das urnas com 1197 votos.

Mesmo assim, não desiste. Quer ter uma “boquinha gorda” durante 4 anos.

Para ganhar o voto, Magal é capaz de muita coisa. De uns meses pra cá, ele tem se oferecido para organizar mudanças de pessoas humildes. Ele carrega as bagagens e ainda paga o frete, como os senhores visitantes poderão ver nessas fotos enviadas por um adversário do pretenso vereador.

É muita picaretagem! É muito oportunismo!

Magal acena para o povo. A mudança está chegando.
A cara de pau é tão grande que ele fingiu não ter visto o fotógrafo.
Em cima da caminhonete descarregando "tralhas". É muita esculhambação!

GERALDO SIMÕES DEFENDE O FORTALECIMENTO DO PORTO DE ILHÉUS

Geraldo Simões

O deputado federal Geraldo Simões (PT/BA) participou nesta segunda-feira (20) da reunião do Conselho da Autoridade Portuária (CAP) em Ilhéus e defendeu a realização de investimentos para a modernização e atração de novas cargas para o Porto Internacional do Malhado.

Geraldo disse que o “O Porto de Ilhéus tem condições de operar com a soja produzida no Oeste da Bahia e a celulose industrializada no Sul e Extremo Sul do Estado”,  e que vai atuar junto à Secretaria dos Portos para que a Codeba disponha de recursos para as obras.

A ampliação da profundidade do cais de atracação aos atuais 10 metros para 14 metros, defendida pelo deputado, também é apoiada por Eduardo Melquiades, coordenador de gestão portuária, que afirmou ter solicitado uma dragagem emergencial.

Atualmente, o Porto de Ilhéus está operando  com o embarque de soja e de óxido e magnésio. A partir de janeiro de 2011, será embarcado o níquel, produzido pela Mirabela do Brasil em Itagiba.

(mais…)

NILTON QUER SUCEDER NEWTON

"Nilton, quem?" bastante atento durante o lançamento da Ferrovia Oeste Leste, com a presença de Lula, no dia 10 de dezembro. (Foto: José Nazal)

O blog O Sarrafo andou batendo um papo com Nilton Cruz (o desconhecido,  já  apelidado de “Nilton, quem?”), que afirmou ser pré-candidato a prefeito de Ilhéus. Segundo ele,  se eleito, “vai detonar” todos os esquemas na política ilheense e construir uma nova Ilhéus partindo do zero.

No entanto, Nilton ainda está em dúvida sobre qual partido irá se filiar. Ele garantiu que não possui  compromisso com nenhum vereador, muito menos com qualquer membro do executivo. Numa postagem anterior, este blog revelou o desejo de Nilton, que deseja retornar ao PT. Os companheiros o aceitam de volta, mas o assento reservado não é nada confortável (clique aqui).

ILHÉUS ESTÁ ENTRE AS MAIS PROCURADAS

Soteropolitanos e baianos em geral passarão as festas de Natal e Reveillon em Ilhéus.

Segundo a Agerba, a expectativa para este ano é que uma média de 524 mil passageiros passem pelo Terminal Rodoviário de Salvador, com destino ao interior do estado, durante todo o mês de dezembro. Ainda de acordo com o órgão, apenas durante o período de 17 de dezembro a 31 de dezembro, é esperada a passagem de  327 mil pessoas pelo terminal rodoviário da capital baiana. As cidades mais procuradas são Porto Seguro, Ilhéus, Itacaré, Itamaraju, Teixeira de Freitas, Barreiras, Lençois e todo o Recôncavo Baiano.

Com informações do Correio.

ELEIÇÃO TURBULENTA NO VILELA

Ânimos exaltados durante eleição

A Associação do Vilela elegeu a sua nova diretoria. O funcionário público, Reinilson Soares, da chapa 2, ganhou a eleição com 152 votos, contra 125 do Pier, candidato da chapa 1, a qual o vereador Bel do Vilela declarou apoio.

Durante a contagem dos votos um princípio de confusão se iniciou no local, tendo a polícia que reestabelecer a ordem e prestar apoio ao vereador Bel  para sair do recinto.

A nova diretoria terá um mandato de dois anos. A posse deverá acontecer no dia 14 de janeiro de 2011, na própria Associação.

TELEANÁLISE: UM PAÍS COM MEDO

Por Malu Fontes.

Ancorados em uma ampla pesquisa do IBGE, os telejornais da semana apresentaram aos telespectadores um diagnóstico assustador: o sentimento de medo é uma pandemia nas cidades brasileiras. Quase metade da população com idade superior a de 10 anos, 47,2%, o equivalente a cerca de 77 milhões de pessoas, admite sentir medo de andar nas ruas, nos bairros e nas cidades onde moram. A própria casa é o lugar onde os brasileiros dizem sentir-se mais seguros, sendo que, para experimentar a segurança doméstica 78% da população usa algum mecanismo de segurança e proteção, que vai desde cadeados, grades, muros altos, redes elétricas, cães de guarda, até os mais sofisticados sistemas eletrônicos.

O tamanho do medo causado pela violência urbana brasileira nos indivíduos de todas as idades é uma boa medida do quanto as boas estatísticas governamentais, comemoradas em falas políticas e frequentemente transformadas em manchetes da mídia impressa, on line e televisiva, não se revertem em sensação de bem estar social dos brasileiros em suas rotinas cotidianas. Uma demonstração de que enquanto as estatísticas oficiais dizem uma coisa e a população sente outra é o fato de que, em algumas das cidades onde o grau de medo individual declarado é bastante alto, por exemplo, as estatísticas oficiais dos registros de violência indicam quedas bastante significativas, e verdadeiras, dos índices de criminalidade. Este é o caso do Rio e São Paulo, por exemplo, onde os índices de homicídios foram drasticamente reduzidos nos dois últimos anos, enquanto a sensação de medo cresceu. Como bem insistem em enfatizar os especialistas em segurança pública, a redução da criminalidade não é sinônimo de sensação de segurança experimentada pela sociedade.

(mais…)