E, se, ou!

Por Gustavo Pestana.

Dormindo, andando ou correndo.
Parado, comendo ou chovendo.
Sorrindo, gritando ou cantando.
Ou nada disso fazendo.

Calculando, melhor dizendo, pensando.

Pensando nas contas a pagar e se dinheiro vai sobrar.
Se sobrar como gastar, melhor dizendo, como guardar.
Guardar pra não faltar.

Mas se faltar o que fazer?
Devo me preparar então!
Preciso economizar!
Gasto um pouco menos ali e um pouco aqui!
Em meio a tantos pensamentos o tempo se vai
Vai indo aos poucos sem que eu perceba que foi
Só me dou conta de tudo isso quando a mente cansa de pensar

Quantos momentos de nossas vidas passam de forma tão rápida e despercebida, pelo fato de inúmeras coisas ocuparem nosso tempo?
Mais um ano está findando.
Quanto tempo foi nosso e não de nossos problemas, preocupações e outros “roubadores de tempo”?
Como administrar melhor o tempo de maneira sabia para que possamos desfrutar da melhor forma tudo que nos é oferecido pelo Pai?

A resposta está nas mãos do Criador, no arquiteto do universo, no Salvador!

“Tudo tem a sua ocasião própria, e há tempo para todo propósito debaixo do céu.” Ec 3.1
“Deleita-te no Senhor, e Ele satisfará os desejos do teu coração” (Sl 37:4)



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *