LOGOMARCA DAS OLIMPÍADAS 2016 ESTÁ SOB SUSPEITA

Mal a logomarca dos Jogos do Rio-2016 foi lançada, uma onda de suspeita de plágio se espalhou pela internet. No dia seguinte ao lançamento, blogs e mensagens no Twitter alertavam para as semelhanças entre a marca olímpica do Rio e a logo da Telluride Foundation, uma instituição filantrópica que leva o nome da cidade americana no Colorado que a abriga. Ainda segundo alguns blogs, a marca da fundação foi inspirada na pintura do francês Henri Matisse, chamada “A dança’’.

A suspeita de plágio em relação ao logo da Telluride Foundation é ainda maior quando comparada à marca utilizada para promover o Carnaval de Salvador de 2004. O desenho é praticamente idêntico, sendo que, no da festa baiana, há inscrições (“Viva o povo brasileiro’’ e “Carnaval 2004/Salvador do Brasil’’) em torno do desenho dos bonecos de mãos dadas.

Os três logos e a pintura praticamente invadiram a internet em apenas dois dias. Ontem, em uma busca simples no Google usando os termos “plágio’’, “logo’’ e “2016’’, o site registrava cerca de 45 mil resultados.

O processo de escolha durou nove meses, e 139 agências de publicidade se inscreveram – todas brasileiras. Uma comissão julgadora de 12 pessoas selecionou oito agências finalistas: quatro do Rio, duas de São Paulo e duas de Curitiba. A vencedora foi a carioca Tátil.

Fonte: Folhapress



One response to “LOGOMARCA DAS OLIMPÍADAS 2016 ESTÁ SOB SUSPEITA

  1. Bom, na minha opnião caracterizaria um plágio se esta identidade da marca, seguisse três preceitos básicos de uma identidade visual: Teoria das cores, tipografia e forma.

    Parabéns Tátil!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *