“CARGOS, PELO AMOR DE DEUS!”

Durante as eleições, a deputada Ângela Sousa (PSC) pediu voto para Paulo Souto (DEM) e fez campanha de apoio ao democrata, então candidato a governador da Bahia. No entanto, Jaques Wagner (PT) venceu a disputa.

Ângela, adepta da estratégia de torcer para o time que está ganhando, agora bate à porta do gabinete do governador pedindo mais cargos.

Paulo Souto, coitado, é puro ostracismo.

Antes Paulo, agora Wagner.

PRIMEIRO EMBARQUE DE NÍQUEL DO PORTO DE ILHÉUS SERÁ NESTE SÁBADO

O primeiro embarque do níquel produzido pela empresa Mirabela Mineração do Brasil, na região de Itagibá, será feito neste sábado (15) pelo Porto Internacional de Ilhéus. Nessa primeira etapa serão embarcadas cerca de seis mil toneladas, que seguirão para a Finlândia.

A solenidade de embarque está prevista para as 9 horas da manhã. O minério será exportado para a empresa russa Norilsk, considerada a maior produtora do produto de níquel do mundo. O diretor-presidente da Mirabela, Luis Carlos Nepomuceno, disse que o desejo da empresa é de operar pelo Porto de Ilhéus por um prazo de 40 anos. Nessa primeira fase a previsão é de movimentar cerca de 40 mil toneladas por ano.

Informações do O Tabuleiro.

DOAÇÕES AOS DESABRIGADOS DA CHUVA NA REGIÃO SERRANA DO RIO

Destruição causada pelas chuvas em Teresópolis, Rio de Janeiro (Foto: Antonio Lacerda/EF)

Na Região Serrana do Rio de Janeiro, o número de mortos subiu para 335 nesta quinta-feira (13). Em Nova Friburgo, o número de mortos subiu de 107 para 155. Durante toda a madrugada choveu forte nos acessos a Teresópolis.

A Prefeitura de Teresópolis abriu uma conta exclusiva para receber as doações. Com o nome de “SOS Teresópolis – Donativos”, a conta corrente está disponível na Agência 0741-2 do Banco do Brasil, com o número 110000-9. Segundo a prefeitura, são aceitas ajudas de qualquer valor.

Os desabrigados e desalojados precisam de doações de água potável, alimentos, roupas, cobertores, colchonetes e itens de higiene pessoal, como sabonete, pasta de dente e fralda descartável. No Rio de janeiro, as doações podem ser feitas em supermercados, postos rodoviários e abrigos.

Com informações do G1.

TRATAMENTO PREVENTIVO PODE SE TORNAR OBRIGATÓRIO

Os planos de saúde poderão ser obrigados a incluir ações de prevenção e de tratamento de doenças que ponham em risco o crescimento e o desenvolvimento de crianças e de adolescentes. É o que pretende o Projeto de Lei 8048/10, que está sob a análise da Câmara.

A proposta altera a lei dos planos e seguros privados de assistência à saúde, a fim de instituir a política de assistência à saúde da criança e do adolescente no sistema de saúde suplementar. Isso deverá ser feito pela Agência Nacional de Saúde Suplementar, que ouvirá a Sociedade Brasileira de Pediatria.

Essas instituições vão estabelecer protocolos que assegurem a realização de diagnósticos e de terapias necessários à detecção e ao tratamento das doenças que atinjam crianças e adolescentes.

O projeto de lei estabelece ainda que os atendimentos médicos de crianças e adolescentes deverão ser feitos por pediatras com título reconhecido pelo Conselho Federal de Medicina, salvo em caso de urgência ou emergência.

Agência Câmara

MORADORES DE ILHÉUS FAZEM COMPRAS EM MEIO A LIXO E URUBUS

Do A Tarde:

Urubus próximos aos boxes. (Foto: Luiz Tito /Agência A TARDE)

A Central de Abastecimento do Malhado, em Ilhéus, a 465 km de Salvador, funciona em condições precárias. Feirantes e consumidores são obrigados a disputar o espaço com urubus e outros animais que circulam livremente no local.

“Isso aqui está abandonado, faz vergonha essa imundície. E o pior, não é um problema recente. Tenho 67 anos e trabalho aqui há mais de 40. Alguém tem que tomar providências”, disse Otalvino Vitório, feirante.

Os comerciantes reclamam da insegurança, além das péssimas condições de higiene. Falta coleta de lixo adequada, há problemas com a iluminação e infraestrutura. “Várias vezes levaram mercadoria minha. Eu não sei onde andam os guardas, porque eu não os vejo. Muitos fregueses já reclamaram do mau cheiro e do lixo. É difícil concorrer com os urubus”, explicou a feirante Rita Souza.

(mais…)