IMAGENS DO SUBMUNDO DE UMA QUADRILHA

Um dos assaltantes preso hoje, integrante de uma quadrilha que assaltava turistas na zona norte de Ilhéus (clique aqui), utilizou um aparelho de GPS, roubado, para gravar um comparsa fumando maconha.

As imagens não são nítidas, mas o áudio serve para ter uma pequena noção do submundo, do subsolo tenebroso da crimilidade.

Conteúdo não apropriado para crianças.

RILDO MOTA PROCESSA FÁBIO ROBERTO

Rildo decidiu procurar a justiça para reparar a sua honra.

A guerra foi declarada entre o publicitário e radialista do PT, Rildo Mota, e o apresentador da rádio Bahiana de Ilhéus, Fábio Roberto.

Fábio teve acesso a documentos que incluem a empresa de publicidade de Rildo, como um dos inúmeros alvos da operação vassoura de bruxa, desencadeada pela Polícia Federal.

Ao fazer a denúncia no ar, segundo Rildo, o apresentador teria passado da conta ao afirmar: “Rildo Mota faz parte do esquema de Pai Cidão. Eu, Fábio Roberto, sou homem para assumir meus erros. Já ele (Rildo) nem sei se homem ele é”.

O ofendido, após gravar alguns programas, contratou o advogado Jackson Cupertino e já moveu um processo contra o apresentador.

Apesar disso, Fábio Roberto demonstra tranquilidade, e garante que possui provas.

Vale lembrar que Rildo Mota e Fábio Roberto apresentam programas de rádio na mesma faixa de horário. Um especialista em comunicação que preferiu não se identificar, explica: “a audiência de Fábio tá maior do que a de Rildo, o processo pode ser um ‘marketing viral’ “.

ENTREGOU DE BANDEJA

No depoimento que prestou à Polícia Federal, o secretário de governo de Ilhéus, Alcides Kruschewsky (Pai Cidão) foi questionado sobre contratos relacionados às secretarias de obras e serviços urbanos, durante o mandato tampão do prefeito Newton Lima (2007/2008).

A PF, através da operação vassoura de bruxa, suspeita que houve maracutaia na compra de paralelepípedos e materiais de construção.

Atormentado com o ritmo incessante das perguntas, algumas sobre contratos suspeitos com empresas de publicidade, Cidão não contou conversa. “Sugeriu” que a PF convocasse o ex-secretário de obras Paulo Goulart, e Carlos Freitas, secretário de serviços urbanos. Segundo Cidão, os dois têm condições de prestar maiores esclarecimentos.

JORGE BAHIA “DÁ CANO” EM PLANO ODONTOLÓGICO DE SERVIDORES

Jorge Bahia. Que fiquem banguelas. Primeiro as empreiteiras.

A prefeitura de Ilhéus, desde outubro de 2010, não repassa o pagamento do plano de saúde, UNIODONTO, voltado para o atendimento odontológico dos servidores municipais.

O dinheiro é descontado no contracheque dos funcionários, mas a grana não chega na conta da operadora.

Devido ao atraso, a empresa suspendeu o atendimento e está convidando todos para uma renovação contratual. A partir de agora, os servidores efetuarão o pagamento através de boleto bancário, já que a prefeitura não merece confiança.

Fontes palacianas informam que algumas empreiteiras  mantenedoras de um ótimo relacionamento com o secretário de finanças, Jorge Bahia, recebem rigorosamente em dia do erário público municipal.

Já o UNIODONTO, mistério!

GURITA FICA NO PP

Gurita: Diga a Jabes que eu fico.

Em contato com este blog, o vereador Gurita (PP/Ilhéus) garantiu que não sairá do partido.

“Jamais disse isso. Não é verdade. O PP está forte, principalmente agora com a nomeação do deputado federal Mário Negromonte para o ministério das cidades. O meu objetivo é ajudar Jabes Ribeiro para que ele volte a governar a cidade”.

JOGOU A CARTEIRINHA DE “PETISTA” NOS PÉS DO PRESIDENTE

Do Políticos do Sul da Bahia:

Na última semana o empresário Nilton Cruz foi eleito presidente da Associação Comercial de Ilhéus. Isso mostra que ele está disposto a ser candidato a prefeito do município, mas para isso ele terá que definir o seu partido político.
.
Nilton é ligado ao deputado federal Geraldo Simões (PT), ele até se filiou no PT por convite do deputado. Mas em 2010, durante uma reunião do partido, ele ficou insatisfeito com uma decisão do presidente e acabou “ quebrando” a sua carteirinha de filiado e jogou “nos pés” do presidente.

GREVE NO SAMU DE ILHÉUS

Os médicos do SAMU de Ilhéus pretendem entrar em greve amanhã (terça-feira/25).

O salário de dezembro ainda não foi pago e na sede do serviço faltam condições básicas de trabalho, inclusive papel higiênico.

O governo federal envia a grana para custear  o SAMU rigorosamente em dia, mas a prefeitura, sabe Deus o que faz com o dinheiro.

FIM DA NOVELA: BOATE ITINERANTE VAI PARA A ZONA SUL

Um acordo feito na última sexta-feira (21) entre a prefeitura de Ilhéus e os proprietários da boate itinerante assegura a inauguração do empreendimento na zona sul da cidade.Inicialmente, um parecer da secretaria de trânsito foi contrário a instalação da boate na rodovia Ilhéus-Olivença, sob a alegação de que o trânsito na localidade seria prejudicado.

O secretario de planejamento, Alisson Mendonça, comentou o critério usado para tentar a impedir o funcionamento da mesma.  “Se todos os cuidados valem para o local pedido, por que então não valem para o Batuba e o Boca do Mar, este último que fica na cabeceira da ponte, em um dos locais mais críticos do trânsito da cidade?”, questionou.

Um terreno próximo ao local foi alugado e garante 400 vagas para veículos em dias de shows. A previsão é que a boate permaneça até março desse ano.

Com informações do JBO.

PM PRENDE QUADRILHA QUE ASSALTAVA TURISTAS

Por volta das 05:30 desta segunda-feira (24), no distrito de Sambaituba, treze policiais da PM prenderam uma quadrilha que vinha praticando assaltos à mão armada contra turistas, na zona norte de Ilhéus.

Foram presos em flagrante: Uelinton Carlos Pereira do Santos, Maicon Pacheco, Rodrigo Conceição, Tiago Lima Santos e mais 6 menores, 3 homens e 3 mulheres.

Segundo o soldado André Rocha, no último sábado (22), o bando fortemente armado assaltou uma família nas proximidades do loteamento Jóia do Atlântico. “Por pouco não fizeram uma vítima fatal, uma vez que dispararam contra a cabeça de uma mulher que se encontrava dentro de um veículo. A bala acertou o encosto superior do banco onde a mulher estava acomodada”.

A operação foi comandada pelos serviços de inteligência de duas companhias da PM de Ilhéus (69ª e 70ª) dirigidas pelo majores Perdiz e Riccio, com participação da RONDESP e do PETO (pelotão tático ostensivo).

Os componentes da quadrilha estavam escondidos em 4 casas diferentes. Alguns tentaram fugir, mas no momento da prisão não ofereceram resistência. Os pms encontraram cocaína em uma das residências revistadas.

Membros da quadrilha nas dependências da delegacia de proteção ao turista.

Armas apreendidas e objetos roubados.

LULA DEVE COBRAR R$ 200 MIL POR PALESTRA

Da Folha:

Lula, ex-presidente da república.

Agora fora do poder, Lula começará a fazer palestras a partir de março. Estima-se que o cachê por evento deva superar R$ 200 mil (os convites são mantidos em sigilo). Até lá, escolherá a dedo os eventos que lhe interessam.

O ex-presidente já confirmou presença no aniversário de 31 anos do PT, em fevereiro, em Brasília. Ele voltará a ser presidente de honra do partido, mas sem remuneração pelo cargo.

Lula também é esperado para o Fórum Social Mundial (6 a 11 de fevereiro), no Senegal – sua primeira viagem internacional pós-Planalto.

Nos próximos meses, o ex-presidente também se dedicará à criação do Instituto Lula, na capital, e de seu memorial, talvez em São Bernardo. Enquanto a nova entidade não fica pronta, Lula voltará ao Instituto Cidadania, esvaziado desde sua eleição.

CRÍTICA DE CAETANO VELOSO SOBRE FERROVIA E PORTO SUL “FOI CENSURADA”

Confira abaixo um trecho da coluna do cantor Caetano Veloso publicada neste domingo (23), no jornal A Tarde, apenas nos exemplares que circularam em Salvador. Os impressos distribuídos no Sul da Bahia não trouxeram os pensamentos de “Caê” sobre a ferrovia e o Porto da Bamim. Por que será?

“Cheguei ao Rio. Só tive voz para gravar a mensagem de orientação aos que querem ajudar às vítimas das chuvas na serra. Vim direto do aeroporto para a Zona Sul e a sensação é de ter chegado a uma cidade bem mais cuidada do que Salvador. Não senti isso quando cheguei ao Recife. Nem de fortaleza. Mas o que mais me abalou foi ler sobre o plano de construção de uma ferrovia desembocando entre Ilhéus e Itacaré para facilitação da exportação de ferro (já que a China começa a pressentir a queda da produção australiana).

Saber que se vai mexer no que o cacau ajudou a preservar de Mata Atlântica no Sul da Bahia é sempre doloroso para mim. Manter um pátio de minério poluindo aquela beleza de verde (é mesmo um verde vegetal único o que a gente ainda vê em grandes áreas da região) me soa como um pesadelo.

O que eu esperava é que se ressuscitasse muito do que já foi destruído, incentivando as experiências de novas formas de cultivo de cacau, não que as movimentações da economia nacional viessem a completar o trabalho sinistro da vassoura de bruxa (trabalho cujos começos estão envolvidos em tatás lendas políticas apavorantes – e não totalmente esclarecidas – que não dá vontade de mencionar). Dizem que, durante a campanha para a presidência, todos os candidatos foram procurados por quem quer cuidar da Mata Atlântica para que se posicionassem em sua defesa, caso a ameaça do Porto Sul (com ferrovia, por avançado e parque de minério) crescesse.

Só Marina Silva se posicionou. Bem, dirão, ele é “verde”. Eu não sou verde. Mas continuo Marina…”

TELEANÁLISE: TUDO DE NOVO OUTRA VEZ

Por Malu Fontes.

“Os personagens mudam, mas os cenários são os mesmos”. Esta fala da locutora Isabel Sales, entrevistada durante o resgate de três corpos mortos soterrados em deslizamentos, no início da semana passada, na cidade paulista de Mauá, foi veiculada em todos os telejornais da Rede Globo e da Globo News. No mesmo dia em que a entrevista de Isabel fora ao ar, à noite cerca de mil pessoas morreriam também por soterramento e afogamento nos municípios fluminenses localizados na região da Serra do Mar, numa tragédia cuja escala não registra precedência no Brasil.

É verdade que as mortes ocorridas na região serrana do Rio são uma exceção em tudo, mas nem por isso a fala de Isabel deixa de ser a tradução mais que perfeita para as tragédias anunciadas a cada ano, causadas pelas chuvas de verão, não apenas nas mesmas cidades brasileiras, como São Paulo e cidades do sul de Minas, por exemplo, mas a cada ano em diferentes municípios. Só para efeito comparativo, não deve ser esquecida a desproporção matemática entre todos os mortos em função de chuvas no Brasil este ano e os mortos na Austrália, por exemplo, que enfrenta as piores enchentes de sua história em um século.

(mais…)