NÃO PERCA ESSA OPORTUNIDADE: CASA PARA ESTUDANTES

Excelente opção para três estudantes do sexo feminino que desejam alugar uma casa mobiliada.

Endereço: entrada da Avenida Lótus, bairro Nelson Costa, Ilhéus.

Características do imóvel: 01 suíte, 02 quartos com ventiladores de teto, 01 cozinha grande, 01 banheiro social com banheira, 01 fonte luminosa. Todos os movéis estão novos. Localizada perto de: farmácias, supermercados, casa lotérica, praça de táxi e ponto de ônibus (inclusive o da UESC).

Valor: R$ 1.100,00.

Entrar em contato com Rosa. Fones: DDD 73, 8836-4655, 3632-1478, 8802-3164.

Clique abaixo para ver as fotos.

(mais…)

MAIS UMA CONFUSÃO NO VILELA ENVOLVENDO O VEREADOR BEL

"Bel do Vilela"

Informações chegadas a este blog dão conta de que no último sábado (5), o vereador Bel foi o protagonista de uma série de confusões no Vilela, em Ilhéus.

Durante uma atividade da Associação de Moradores do bairro, o edil, que estaria alcoolizado, subiu em tratores da prefeitura para tirar fotos, chegando até a afirmar que “ele é quem manda na localidade e as máquinas deveriam fazer o que fosse ordenado por ele”.

Bel teria tentado, inclusive, agredir um funcionário da prefeitura, responsável pelos tratores, além de xingar os diretores da Associação.

DECISÃO DO STJ PODE CAUSAR MUDANÇA NA CÂMARA DE ILHÉUS

Marcelo Trota no lugar de Sampaio.

A vaga deixada no legislativo ilheense, pelo hoje secretário de governo, Alcides Kruschewsky (PSB), e ocupada por Francisco Sampaio (PSDB), poderá mudar de mãos.

Essa provável dança de cadeiras na câmara se deve a decisão do STJ de que a vaga deixada pelo titular deve ser ocupada pelo partido e não pela coligação. Já que Alcides não deve retornar à câmara, a vaga será herdada pelo suplente Marcelo Trota, também do PSB.

Com informações do Agravo.

CAETANO VOLTA A CRITICAR O PORTO SUL

Coluna de Caetano Veloso publicada ontem (domingo/06) em O Globo.

Na Bahia faz-se força para evitar a construção do Porto Sul, com sua ferrovia e seu pátio de minérios. Sou pelo desenvolvimento e por Dilma, torço pela economia brasileira, mas amo demais a Mata Atlântica ao redor de Ilhéus.

Minha posição pessoal referente à questão dos direitos autorais é idêntica à que atribuí a Jorge Mautner no domingo passado: ninguém toca em nem um centavo dos meus direitos. Um amigo me escreveu da Bahia dizendo que eu usei Mautner como as Forças de Defesa de Israel usam escudos humanos palestinos. Claro que meu amigo anda em ambiente de esquerda: quando fala em escudos humanos palestinos não pensa sequer que extremistas muçulmanos possam fazer uso do expediente — tem que ser a força israelense. Mas talvez ele quisesse dizer que minha posição, que deveria estar lhe parecendo pró-internetetes, coincide com a direita. Bem, não dá para decifrar o que ou quem é esquerda ou direita nessa discussão complicada. O Creative Commons é tido como comunismo cibernético. Não é. Mas há um inglês, radical na mesma linha, que assim se caracteriza. E a complicação da discussão pode ser medida pelo fato de que outro amigo meu, também baiano, me escreveu e, parece que supondo que eu estou com os letristas mineiros e com o Aldir, acusa quem defende os direitos autorais contra a troca livre na internet de “neofobia”.

(mais…)

PIADINHAS DA VASSOURA

A Operação Vassoura de Bruxa, realizada pela Polícia Federal, é motivo de piadinhas no Palácio Paranaguá, em Ilhéus. Um funcionário da prefeitura, em clima de gozação com um colega, pronunciou: “Vou te levar para fazer um depoimento com o delegado (Eduardo Assis, responsável pela operação). Prontamente, “o ameaçado” respondeu: “Deus me livre!” e soltou gargalhadas. Aqui vale a velha máxima: só rindo para não chorar.

MOSQUITO DA DENGUE JÁ SE REPRODUZ EM ÁGUA SUJA E SALGADA

Uma mutação do mosquito Aedes aegypti, transmissor do mosquito da dengue, está alarmando cientistas brasileiros. O inseto, que até então só se reproduzia em águas limpas, desenvolveu a capacidade de se reproduzir também em ambientes sujos e até mesmo em água salgada. A evolução genética pode permitir a multiplicação da população do inseto e o consequente aumento de casos de dengue no país.

A descoberta é da pesquisadora Marylene de Brito Arduino, da Superintendência de Controle de Endemias (Sucen), de São Paulo. Estudo realizado por ela em São Sebastião revelou que larvas do mosquito foram encontradas em recipientes com água com resíduos de sal e misturadas com outros produtos, como graxa, tinta, cal e óleo combustível.

Dos 1.325 pontos com larvas de Aedes analisados por Marylene na pesquisa, 323 estavam em água com algum tipo de salinidade, ou seja, resíduos de sal ou outros produtos químicos. A pesquisadora, no entanto, tranqüiliza a população. “Larvas encontradas em água com sal não significa que o inseto possa se reproduzir no mar”, ressalta Marylene, que está testando qual o limite de salinida de que as larvas suportam. (mais…)

PP LOTEIA MINISTÉRIO COM ALIADOS DA BAHIA

Com um dos mais poderosos orçamentos da Esplanada (R$ 18,5 bilhões), o PP loteou o ministério das Cidades com ex-parlamentares e dois ex-assessores do governador baiano Jaques Wagner (PT) em postos de comando.

Gerenciado desde janeiro pelo deputado baiano Mário Negromonte (PP), o ministério terá Cássio Ramos Peixoto como chefe de gabinete. Ele era diretor da Agência Estadual de Defesa Agropecuária da gestão Wagner na Bahia.

Ex-deputado estadual, Roberto Muniz (PP-BA) assumirá a secretaria-executiva, posto mais importante da pasta depois do ministro. Ele foi secretário da Agricultura do governo baiano.

Leia mais na Folha Online.

GEDDEL NA LISTA DA DEGOLA

Do Poder Online.

O apagão do Nordeste pode trazer outra dor de cabeça para o PMDB. É que um dos caciques do partido, o ex-ministro Geddel Vieira Lima, derrotado na disputa pelo governo da Bahia, tinha mandado sinais à cúpula peemedebista de que gostaria de ser contemplado com uma diretoria da Eletrobras.

Agora que Dilma Rousseff vai aproveitar o apagão para varrer do setor elétrico os políticos, Geddel deve ficar sem essa vaguinha.

TELEANÁLISE: DITADURAS ABRANDADAS

Por Malu Fontes.

Coitados daqueles que têm consciência de que gostam de informação e julgam-se bem informados porque veem mais de um telejornal, em mais de uma emissora, assinam ou compram jornais com frequência e têm assinatura de uma revista semanal. A convulsão no Egito, com toques de rebelião, revolta, levante e outra dúzia de substantivos que nominam qualquer coisa parecida com turbulência social e política, dá bem a dimensão do quanto quem quer saber das coisas tem é que aprender a ler nas entrelinhas de tudo o que há por aí em letras e imagens supostamente informativas e noticiosas.

Para o telespectador dos telejornais brasileiros, por exemplo, mesmo os mais assíduos, o Egito era, até a semana passada, tão somente um destino turístico exótico na fronteira entre a África e o Oriente, o país das pirâmides, das tumbas e dos faraós. Até as imagens de convulsão irromperem e permanecerem na tela da TV, pode-se dizer que a maioria dos telespectadores brasileiros tinha certeza de que a vida política egípcia era assexuada, inexistente. No entanto, sentado e centrado no poder estava um ditador há 30 anos, abençoado e tratado a pão-de-ló durante todo esse período pelos sucessivos governos dos EUA, que dão ao Egito mais de um bilhão e meio de dólares por ano só para armar seu exército.

(mais…)