GRELHAS, ESPETOS E ESPERTEZAS

Newton não comeu nada de Marão, mas elogiou a picanha.

Recentemente, o vice-prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, promoveu um big churrasco para o prefeito Newton Lima.

A farra de carnes aconteceu numa casa de praia da família de Marão em Olivença. O banquete chamou atenção dos vizinhos, pois o cheiro da picanha bateu longe. Vintes reis momos dos últimos carnavais de Salvador não dariam conta de tanta fartura.

Marão que agora come pouco (comida) tinha na mente um desejo: ampliar o número de cargos na prefeitura, com a possível saída do PT.

Toda vez que as carnes eram servidas, Marão insistia em perguntar: “Tá gostoso Newton? Você quer ao ponto ou mal passada? A cerveja tá gelada? Quer mais farofa?”

Newton por sua vez, comeu, bebeu, mas não firmou compromisso.

Já o vice, além de não atingir o objetivo, saiu com as mãos meladas de carvão.

PORTO SUL, DEGRADAÇÃO AMBIENTAL E MISTIFICAÇÃO

Antes de eleger um porto como salvador da pátria, é preciso que assumamos a nossa responsabilidade em relação ao passado e, principalmente, frente ao futuro.


Por Fabrício Kc

Sobre o debate

Todos nós estamos de acordo sobre os fins, mas discordamos quanto aos meios.

Todos nós buscamos uma solução, mas não uma solução qualquer. Afinal, nosso país é uma potência rica mas cheia de pobreza, e nós somos pobres com ele. Num país com uma História como a nossa sempre haverá – em debates como esse – aproveitadores de todos os lados, cujas atitudes, por si só, poderiam explicar a atual conjuntura de nossa sociedade tão doente (incluindo aí tanto os falsos ambientalistas quanto os políticos e empresários irresponsáveis e corruptos). Dirijo-me, contudo, àqueles que querem debater com sinceridade – e estou convencido de que não somos poucos.

Particularmente, não sou favorável à construção do Porto Sul, considerando a forma como está proposto o projeto. Contudo, o meu intuito – antes de defender a minha posição que não pode estar isenta do risco de equívocos – é colaborar para a ampliação do debate.

Uma sociedade e uma região como a nossa – que quer e precisa renascer – não pode prescindir de uma preocupação elementar com a clareza e o discernimento. Aliás, as injustiças sociais (e, logo, ambientais) contra as quais nos levantamos, têm sua origem, muitas vezes, na falta de conhecimento, de ideias claras e de aprofundamento das discussões e reflexões que resultam em ações sustentáveis ou não e, não raro, irreversíveis.

(mais…)

TODOS CONTRA O CRACK

Os membros do Comitê de Políticas sobre drogas e o Ministério Galera de Jesus, em parceria com varios orgãos governamentais, promovem a campanha “Todos contra o crack – Tire essa pedra do seu caminho”.

A idéia é mobilizar toda a sociedade para que seja dedicada maior atenção ao problema das drogas e potencializar o trabalho desenvolvido pelas casas de recuperação de Ilhéus.

Uma grande mobilização acontecerá no dia 18 de março, com uma caminhada pelo centro de lhéus, saindo da Avenida Barão do Rio Branco, com grande concentração na Avenida Soares Lopes, onde acontecerá apresentação de espetáculos teatrais e de bandas gospel. (mais…)

CORAÇÃO DE MÃE

A mãe do menor agredido por dois policiais, em Feira de Santana (clique aqui), espera que a justiça penalize os agressores de seu filho, mas afirmou que não gostaria de vê-los desempregados, porque são pais de família.

Ainda em estado de choque, ela confessou que não consegue mais dormir e pediu que os policiais façam um exame de consciência do que fizeram.

O adolescente declarou que os PMs se aproximaram para derrubá-lo da moto, e enquanto era espancado, foi chamado várias vezes de vagabundo. A vítima disse que não parou a moto porque estava sem os documentos.

O menor não consegue tirar da cabeça as imagens de seus agressores, e disse que se for por ele, a justiça será  feita até as últimas conseqüências.

Informações Bom Dia Feira

“ANÃO DO CIRCO”

Na segunda sessão da câmara de vereadores de Ilhéus, ocorrida ontem (quarta/16), um duelo com direito a baixarias tomou conta do plenário.

A formação das comissões (no total 11) foi discutida com intensidade. A principal delas, a de justiça, rendeu um bate boca entre Jailson Nascimento (oposição) e Aldemir Almeida (governo). A gritaria foi tão grande, que por pouco a sessão não foi encerrada.

Jailson tentou abocanhar as três cadeiras da comissão. Aldemir ficou verde (Hulk) de raiva. Daí em diante, o vale tudo tomou conta.

Aldemir teria chamado a movimentação de palhaçada. Jailson gritou: “eu não sou palhaço”. Logo em seguida, uma pessoa da “platéia” respondeu: “não é palhaço, mas é o anão do circo”.

A pressão arterial de Aldemir caiu, a de Jailson deu 20/14.

Dona Núbia mandou preparar um suco de maracujá pra “Sarney”. Aldemir, como não tem assessores, foi na Biboca e pediu um pouco de sal.

SOBRAL VAZOU

Assistimos a entrevista do ex-prefeito Jabes Ribeiro ao blog Agravo, de Jamesson Araújo. Notamos a presença de Eduardo Sobral, um jabista apaixonado, refrescando a memória do seu líder. Com a intenção de ajudar, Sobral vazou algumas vezes no vídeo. Jabes tomou cada susto!
Num determinado momento, Sobral quase arrancou o bolso de JR, com direito a estralo e perfil. Calma Sobral! Jabes tem memória de elefante.

Vale a pena ver a entrevista. Clique aqui.