ILUMINAÇÃO PÚBLICA “CAINDO” PELAS TABELAS

A prefeitura de Ilhéus faz de conta que a iluminação pública não é de sua responsabilidade. A conta de energia não esquece o valor da TIP e todos são obrigados a pagar. A COELBA faz o repasse para o município, mas o resultado ninguém vê.

Os moradores da rua Erotildes Melo, pertinho da Colônia de Pescadores Z-19, no Pontal, aguardam há 60 dias que a secretaria de serviços urbanos, comandada por Carlos Freitas, conserte esse braço de iluminação. As pessoas estão com medo de serem eletrocutadas. O secretário já foi acionado, mas até agora nada.

MARAÚ: ANO LETIVO REDUZIDO PARA BENEFICIAR ALIADOS

Pito, do PT, acusado de reduzir o ano letivo para beneficiar aliados políticos.

Em Maraú, apenas duas escolas municipais iniciaram o período de aulas em fevereiro.

Os alunos que estudam na creche Tia Renilda e na Escola Altanira Maura Ribeiro, situadas na sede do município, serão os únicos que cumprirão o calendário estabelecido pelo Ministério da Educação.

Nas demais escolas, cerca de 70, as aulas iniciarão durante essa semana, com um detalhe, acabarão em novembro (incluindo o período de recuperação).

A secretaria municipal de educação, dirigida pelo Padre Wellington Rocha, alega que não tem condições de custear o transporte dos estudantes nos meses de fevereiro e parte de dezembro, pois o território de Maraú é extenso (aproximadamente 750 km²), e grande parte das unidades de ensino fica na zona rural.

Fontes deste blog garantem que o prefeito Antonio Silva Santos (Pito) prefere manter um contrato de aluguéis de veículos muito caro (100 mil reais por mês), para privilegiar aliados políticos.

“Se as verbas do transporte escolar (enviadas pelo MEC) fossem administradas com mais cuidado e lisura, não haveria necessidade de reduzir o ano letivo dos alunos”, explicou uma fonte.

ILHÉUS: PROVAS DO CONCURSO ACONTECEM NO DOMINGO

As provas do concurso público da prefeitura municipal de Ilhéus serão aplicadas no próximo domingo (20).  São oferecidas várias funções, como porteiro, nutricionistas, professores e etc.

Mais de 18 mil pessoas se inscreveram e disputarão cerca de 500 vagas. O horário e os locais onde serão aplicadas as provas ainda não foram divulgados.

A maior concorrência é para o cargo de agente administrativo na zona urbana, que oferece 29 vagas e teve 3.533 candidatos inscritos.

Para mais informações clique aqui.

EMPRESA QUE INSTALOU PARDAIS EM ILHÉUS, FOI INVESTIGADA PELO MPE DO RIO

Ontem (domingo, 14) o Fantástico, da rede Globo, exibiu excelente reportagem sobre a máfia dos pardais  eletrônicos no Brasil (clique aqui).

Os repórteres provaram que nesse ramo rola de tudo: propinagem, editais fraudados, possibilidade de retirar multas de pessoas amigas e estudos de viabilidade fajutos.

Várias empresas fazem parte do esquema. Algumas oferecem a possibilidade de instalar pardais em ruas sem asfalto, de chão.

Em Ilhéus, os equipamentos já chegaram e estão tirando o sono dos motoristas. A instalação foi realizada pela empresa GCT, não citada na reportagem do Fantástico.

Entretanto, em 2009, o MPE do Rio de Janeiro investigou empresas que operam na “cidade maravilhosa”, incluindo a GCT, a mesma que atua em Ilhéus (clique aqui).

O MPE alegou que os tempos de exposição da luz amarela, dos sinais de trânsito, são insuficientes, propiciando excesso de multas. A mesma queixa já aconteceu em Ilhéus, denunciada pelo blog O Sarrafo (clique aqui).

No Rio de Janeiro, a GCT ganhava por multa paga. Uma resolução do Contran, de outubro de 2002, considerou esse tipo de contrato, baseado na produtividade, irregular.

Segundo o secretário de trânsito de Ilhéus, Marcelo Barreto, o contrato da GCT com a prefeitura de Ilhéus foi realizado quando Carlos Freitas (seu antecessor) era o titular da pasta. Além do mais, o contrato não está vinculado à produtividade das multas.

Em relação ao tempo de exposição da luz amarela, Barreto explicou que a GCT não faz esse tipo de programação nos equipamentos. “Quem cuida dessa parte é uma empresa de Itabuna”, explicou.

Barreto fez questão de ressaltar que nos locais onde ocorreram reclamações, os tempos dos sinais foram acrescidos.

INSTITUTO PENSAR CACAU

Será lançado amanhã (terça-feira, 15), às 09h, na Associação Comercial de Itabuna o Instituto Pensar Cacau (IPC).

Uma instituição independente que pretende discutir de forma livre a problemática do cacau, sua crise e soluções para a estagnação econômica que a vassoura-de-bruxa causou na região.

Entre os temas que serão discutidos na mesa pelo grupo, estão o reconhecimento de que o fungo da vassoura foi trazido para a região através de uma atitude criminosa, e a anulação das dívidas contraídas pelos cacauicultores baianos.

LUIZ ARGOLO PODE ASSUMIR SETRANS DE SALVADOR

O deputado federal Luiz Argolo, do PP, que tem como domicílio eleitoral a cidade de Itabuna, pode assumir a secretaria de transporte e trânsito da prefeitura de Salvador.

Com a recente filiação do prefeito João Henrique ao Partido Progressista, Argolo se diz na linha de frente para assumir um cargo relevante na capital.

Com mais essa baixa, a bancada baiana do PP perderá três membros, uma vez que Mário Negromonte já se licenciou para assumir o Ministério das Cidades e João Leão se afastará para chefiar a Casa Civil também na Prefeitura de Salvador.

Informações Teia de Notícias.

HORAS DE ESPERA SALTANDO POCINHAS

Por Malu Fontes

O marketing tem, sim, o poder de matar ou fazer explodir positivamente um jeito de se fazer Carnaval em Salvador. O debate é velho, mas não mais velho que a repetição das mesmas imagens, dos mesmos enquadramentos que, durante uma semana, se vê, com raras exceções, em todas as emissoras locais de TV.

Algumas dessas emissoras reivindicam para si e suas crias um protagonismo maior do que o da própria festa em si. E quando acha-se que já se viu tudo o que poderia haver de pior, eis que alguma transmissão vai ao ar para provar que tudo sempre pode piorar. Este ano a piora foi o caso da mocinha Lola Melnick (ucraniana, dizem), uma espécie de cover estéril da recém-falecida condessa Carola Scarpa (que Deus a tenha!). A curvilínea calipígia foi enviada pela emissora de Sílvio Santos para matar de vergonha os profissionais locais do jornalismo da TV Aratu, retransmissora do SBT em Salvador.

(mais…)