10 MIL POR MÊS? VOU NÃO

Recém-formados em medicina no Ceará estão recusando salários de R$ 10 mil para trabalhar no interior do estado. Eles preferem ir para os grandes centros, onde a estrutura contribui para desenvolver um bom trabalho.

Segundo os estudantes, somente bons salários não atraem. Eles levam em consideração a estrutura de trabalho disponibilizada, que normalmente não atende às mínimas exigências, o que os afastam cada vez mais do interior.

No hospital do município de Irauçuba, interior do Ceará, um único médico de plantão atende até 20 pacientes internados e ainda tem que dar conta das urgências e emergências.

Trata-se de um desafio que poucos se dispõem a enfrentar em uma jornada de 12 horas diárias, afirma a secretária de saúde de Irauçuba, Isabel Braga.

Informações do G1.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *