DEPUTADA QUER “INIBIR” MÚSICAS PEJORATIVAS

Fátima sugeriu censura.

A deputada estadual Fátima Nunes (PT) decidiu travar discussão numa esfera polêmica, que cai na subjetividade.

Durante reunião na comissão dos direitos da mulher, a parlamentar propôs a “inibição” de canções pejorativas em relação ao “sexo frágil”.

Fátima quer mergulhar na semântica da “novíssima poesia baiana” e justifica: “é importantíssimo que a gente discuta mais sobre as letras dessas músicas. Quantas vezes ouvimos canções que desqualificam a mulher e indiretamente promovem a violência contra elas? É uma coisa absurda e eu não posso me calar, conformar e dizer que isso é normal”.

Opinião do blog.

O verbo “inibir”, usado pela deputada, sugere também proibição e censura, medida que a Constituição Brasileira não admite, uma vez que garante plena liberdade de expressão, seja ela como for, do jeito que for. Os caluniados ou difamados que recorram à justiça, e  busquem provar que o crime foi cometido.

Talvez, Fátima Nunes esteja levando a sério músicas que apelam para o humor. Resta saber se todas, ou, quantas mulheres ficam ofendidas, da mesma forma que ela.

O máximo que a deputada pode fazer é encabeçar uma campanha contra as letras das músicas, cobrando dos autores mais cuidado no trato com as mulheres. Ou então, pedir que as mesmas não ouçam as canções. Qualquer atitude que tente proibi-las, além de não ser da competência da parlamentar, fere o direito à liberdade de expressão, princípio básico garantido em nossa Carta Magna.

Além do mais, para ela um refrão pode ser ofensivo, mas para outra pode ser apenas uma piada.

“É importantíssimo que a gente discuta mais sobre as letras dessa músicas. Quantas vezes ouvimos canções que desqualificam a mulher e indiretamente promovem a violência contra elas? É uma coisa absurda e eu não posso me calar, conformar e dizer que isso é normal”,



12 responses to “DEPUTADA QUER “INIBIR” MÚSICAS PEJORATIVAS

  1. Apesar de detestar a nova “musica” principalmente a baiana,concordo plenamente com a colocação do blog:abaixo a censura.E pensar que éramos a terra do Gil,Cayme,Caetano,Glauber,João Gilberto,Raul,Camisa de Vênus,Gal,Capinan,Novos Baianos,etc(favor ser prudente com a etc).Hoje só ouvimos “merda” nas rádios e jovens com poder de acesso a informação, quase sempre tatuados(símbolo de contestação política e revolução cultural no passado)com seus carros e caixas potentes,sentados num buteco,enchendo a cara,rebolando a bundinha e quicando na latinha,enquanto o desemprego aumenta,violência támbem,aumento nas passagens,corrupção idem,hospitais falidos e um monte de miséria rondando a todos.Eles não precisaram lutar por um Brasil melhorsinho,receberam as custas de muita censura,luta,pensamentos e vidas,agora jogam fora.Não deram um centavo. Toca Raul!!!Falta de cultura pra cuspir na estrutura,eu não sou cachorro não.

  2. O pior de tudo é o apoio que com dinheiro público nossas “autoridades” brindam os autoproclamados “artistas culturais” ao promoverem eventos “musicais” que denigram a mulher, a família, a religião e que estimulam só baixos instintos e degradação moral.

  3. Todo e qualquer tipo de censura deve ser banido,o que ela tem que que fazer é se preocupar com a qualidade da educação, essas musicas jocosas, imorais e sem nenhum contexto é simplesmente retrato de um pulblico sem cultura e sem educação(pois não respeitam niguem com seus carrões no volume máximo de som),nós músicos somos obrigados a fazer essa porcaria de musica pra sobreviver,um artista que toca bossa nova ,MPB e musica regional quando consegue espaço tem um a platéia de 40 pessoas no máximo leva pra casa pra sustentar sua familia 80 reais por noite,já em contrapartida um ARTISTA que toca rala o xota no asfalto leva pra casa 15mil reais.

    Infelizmente é o brasil sem educação de qualidade.

  4. Eu acho que deveríamos, enquanto sociedade, buscar o máximo possível de canais para denunciar a péssima qualidade de alguns produtos “culturais” que são apresentados ao público.

    Penso que o governo, enquanto fomentador, deve usar critérios rigorsos para selecionar o que merece ser apoiado pelas leis de incentivo à cultura.

    Mas não se pode enveredar pelo caminho da censura. O público precisa desejar não consumir porcaria; não pode ser impedido de fazê-lo.

  5. Qualquer tipo de censura deve ser evitado. Liberdade de Expressão sempre. O quê precisa fazer é levar e EDUCAÇÃO e CULTURA para o povo assim com certeza essas músicas não teriam espaço.

  6. Eu tenho uma opinião meio radical… do mesmo jeito que temos musicas sem qualquer qualidade, também temos políticos que levantam discussões sem qualquer fundamento. As pessoas ouvem o que querem, assim como votam em quem querem. Será que a censura que a Deputada, sugere, também seria extensivo aos políticos sem cultura, sem educação, sem respeito ao povo e ao erário público.
    Paciência, democracia é isso. Infelizmente nossa cultura descambou para isso que está aí… culpa de quem? Do povo?

  7. Não acho que seja censura. Como disse muitas vezes, Fátima NUnes ela quer incentivar o amor. E os nossos compositores são absolutamente capazes de entrar nessa luta contra a violência. Então será um trabalho em parceria. Juntos vamos acabar com a violência e não cantar “Um tapinha não doí” ou ” Vai cachorra” e coisas dessetipo. Juntos vamos entender a proposta!

  8. Tb não acredito que seja censura. Afinal de contas, ela enfrentou a ditadura e lutou por um Brasil livre, são 35 anos de militancia politica. Penso que é uma proposta educativa e mais uma tentativa de mudar os números da violência contra a mulher. Quantas mulheres são agredidas por dia? Quantos maridos acabam com a familia qd cometem atos de violência? De fato é um assunto MUITO polêmico, mas precisa ser tratado. Não é PROIBIR e sim EDUCAR!
    Pq eu tenho que achar legal, bonita e divertida uma canção que diz:
    “Ai, ela quer de qualquer jeito
    Nem quer saber aonde estamos
    Eu tento fugir disfarça
    Mas ela fica provocando
    E quando ela quer uma coisa
    Não há nada que tire isso dela
    Só tenho uma solução
    Tenho que dar pra ela

    Tome, tome
    Eu disse toma madeirada
    Toma madeirada
    Toma madeirada
    Toma madeirada
    ….

    VAMOS CANTAR, OUVIR, TRANSMITIR E VIVER O AMOR!

  9. ESSA DEPUTADA DO PT LADRÃO NÃO TEM O QUE FAZER PROCURAR UMA LAVAGEM DE ROUPAR NÃO E.

    VAI LUTAR POR MELHORIA NA SAUDE DO ESTADO QUE ESTA UMA MERDA.
    COM ESSE GOVERNO DO PT LADRÃO

  10. quem tem que mudar a mulher. se a mulher mudar o seu comportamento, esses pseudo cantores ja mais fariam musicas assim. elas vão todos os xous e ainda dançam. tenho uma filha de oito anos. e sou criticado sempre por não permitir que minha filha dançe essas musicas. as maes das outras crianças falam que sou besta a vida e assim mesmo. ai teremos mulheres sem o menor amor proprio. deputada vá defender uma educação de qualidade na bahia. faça valer o estatuto da criança e do adolescente, deixa de querer aparecer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *