MAIS INFORMAÇÃO, ECONOMIA MELHOR

Por Washington Novaes

Se se prestasse mais atenção à informação precisa, ver-se-ia, como tantos estudos têm mostrado, que o País não precisa de mais desmatamento, mais ocupação de áreas de preservação, para aumentar a produção agropecuária. Ao contrário. A produção depende da conservação da biodiversidade, até em coisas que a alguns parecem estapafúrdias – como a preservação de morcegos e de abelhas.

Um mínimo de prudência e bom senso poderia ter evitado ao Brasil o vexame de se tornar objeto de uma decisão da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da Organização dos Estados Americanos (OEA), pedindo que suspenda imediatamente o licenciamento e a construção da usina de Belo Monte, por causa do ‘potencial prejuízo da obra aos direitos das comunidades tradicionais da bacia do Rio Xingu’.

Ao longo de muitos anos, o autor destas linhas tem escrito sobre esse tema neste espaço, mostrando a inacreditável falta de informações consistentes sobre o valor da obra (agora ‘estimado’ em R$ 26 bilhões, mas que ‘poderão ser mais’); o potencial efetivo (que dependerá de transposição de águas de outro canal e, possivelmente, da escavação de um canal maior que o do Panamá – sem saber onde colocar os sedimentos retirados); a destinação da energia a ser produzida (a da usina de Tucuruí, por exemplo, só agora, décadas depois da construção, chega a Manaus e Macapá, para beneficiar a população amazonense, e não apenas a exportação de alumínio); os prejuízos reais para as populações indígenas e ribeirinhas (razão do comunicado da OEA); e, mais que tudo, a real necessidade dessa usina, dentro de uma discussão ampla sobre a matriz energética brasileira.

(mais…)

DESTAQUES DA REVISTA CONTUDO

A edição 13 da revista CONTUDO, que chega às bancas neste sábado, traz como destaque principal o trabalho da ONG Casa do Obeso, que resultou na aprovação da cirurgia bariátrica, custeada pelo SUS, em Itabuna.

Numa entrevista com a psicóloga Samara Pitombo, ela analisa o cenário protagonizado pelos jovens em Itabuna. Desde os problemas com drogas até a compulsão pelo computador e suas conseqüências.

A revista CONTUDO é vendida em todas as bancas de Ilhéus e Itabuna e custa somente R$ 2,00.

 

CHINESES VISITAM A BAHIA EM BUSCA DE NOSSOS CHARUTOS

Do Poder Online

Receber charutos de Fidel Castro sempre foi um sinal de  prestígio dos políticos junto ao socialismo internacional. Pois agora, depois dessa viagem que Dilma Rousseff fez à China, os produtos do cubano correm o risco de perder espaço para os concorrentes brasileiros.

Ficou acertado que uma delegação de empresários e representantes do governo da República Popular da China virá à Bahia, de 8 a 15 de maio, para fechar o acordo comercial e visitar as plantações de tabaco no recôncavo baiano

A expectativa do governador Jaques Wagner é que a exportação para a China aumente em 100% a produção baiana.

PREFEITURA “FOGE” DO NEPOTISMO CRUZADO

A promotora de Justiça Karina Gomes Cherubini julgou improcedente (Procedimento Administrativo número 67/ 10-IMP, Simp 001.0.170785/ 2010, de 7 de abril de 2011) a suposta prática de nepotismo cruzado, na administração municipal de Ilhéus, publicada por este veículo de comunicação.

De acordo com a nota aqui divulgada, haviam parentescos entre o ouvidor da guarda municipal e o então presidente da Câmara Municipal, Jailson Nascimento (PMN); a coordenadora do Centro de Aprendizagem e Integração de Cursos (CAIC) e o atual presidente da Casa Legislativa, Edivaldo Nascimento de Souza (PSDC), o Dinho Gás; e o cargo comissionado da secretaria de Saúde e o vereador Gilberto de Souza (PSDC), o Bel do Vilela.

O Ministério Público solicitou informações às secretarias municipais de Trânsito, Saúde, Educação e Administração, tendo as respostas juntadas aos autos (folhas 11, 12, 17, 19-22). O executivo ilheense, através das respectivas secretarias, negou a ocupação do cargo de ouvidor-geral da guarda municipal.

As secretarias de Saúde e Educação trataram de encaminhar o decreto de exoneração das servidoras Geronça Leonilda de Souza (esposa de Bel do Viela) e Walmary Pereira Souza (esposa de Dinho Gás), respectivamente, dias 17 de novembro e 01 de outubro de 2010. Vale ressaltar que os ofícios expedidos pelo MP foram entregues às secretarias no início de outubro. Pouco depois, aconteceram as exonerações.