“GERALDO É INADIMPLENTE COM A MEMÓRIA”

A alcunha “o inadimplente da palavra” criada pelo médico Renato Costa para o deputado federal Geraldo Simões (PT) é, sem sombra de dúvida, um rótulo muito eficiente, popularizado na opinião pública e muito lembrado entre os políticos regionais.

No caso específico, a pecha tem causado problemas a Geraldo, que sempre esbarra no “pé atrás” dos possíveis aliados, quando tenta formar novas alianças para as eleições municipais de 2012.

No último final de semana, a Coluna Livre de José Adervan (jornal Agora), trouxe uma declaração do deputado petista, que não é corroborada por Renato.

“Pedinha” garante que trabalhou para que Renato fosse candidato a deputado federal em 2002, e que o médico, por teimosia, preferiu renovar o acento na Assembléia Legislativa.

Renato afirma o contrário, uma vez que o próprio Geraldo o convenceu a insistir no parlamento baiano.

“Antes de 2002, eu rompi com ele, devido ao seu costume de ser inadimplente com a palavra. Anos depois, percebo que Geraldo também é inadimplente com a memória”, detonou Renato.

REITOR QUER PUNIR 32 PROFESSORES

Joaquim: excesso de formalismo.

O reitor da UESC, Antonio Joaquim Bastos (Quincas), depois de levar multa de mil reais imposta pelo Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE), em dezembro de 2010, decidiu “abrir fogo” contra 32 professores da instituição.

Os conselheiros do TCE, além do pagamento da multa, determinaram que o reitor “tome providências quanto ao ressarcimento aos cofres públicos dos valores pagos a professores, durante o ano de 2007, a título de gratificação, sem evidências de possuírem os requisitos previstos na legislação”. Os abonos concedidos têm relação com mudança de titularidade, ou seja, quando os educadores concluíram mestrado ou doutorado.

Segundo o advogado Jorge Almeida, que representa um grupo de professores, a decisão do Tribunal originou uma interpretação equivocada. Através de uma medida intempestiva, Joaquim deu um prazo de 5 dias aos docentes, para que devolvam as gratificações recebidas, independente de terem ou não cumprido a legislação.

As devoluções variam de 7 a 30 mil reais, sendo que todos foram obrigados a fazer as restituições, mesmo provando a existência da titularidade, e a entrega dos diplomas no prazo estabelecido. Além do mais, Joaquim determinou que os professores devolvam gratificações de anos anteriores, contrariando a decisão do TCE, que exigiu apenas de 2007, quando não houver evidências das titularidades.

Apenas um professor cumpriu a decisão. Contra os outros, a UESC instaurou processos administrativos.

Jorge Almeida argumenta que o histórico das decisões dos tribunais de contas, relacionadas à devolução de valores excedentes, pagos a servidores públicos, só exige o ressarcimento quando há comprovação de má-fé. No caso dos 32 professores da UESC, não há sequer um único exemplo, já que todos concluíram os cursos e provaram que são mestres ou doutores no momento em que requisitaram as gratificações.

O que está em discussão é a entrega dos diplomas dentro do prazo de 1 ano, um mero formalismo, sendo que a legislação concede os abonos a partir do momento que o docente apresenta a certidão de conclusão, prova incontestável da titularidade.

Por volta das 13h44min desta segunda-feira(25), o Blog do Gusmão tentou manter contato com José Messias, procurador jurídico da UESC. Ele não estava na repartição. Deixamos recado com a secretária, mas até o presente momento não recebemos resposta.

VERCIL RODRIGUES É O MAIS NOVO IMORTAL DA ALI

A Academia de Letras de Ilhéus (ALI) elegeu seu mais novo imortal, trata-se do jornalista e escritor Vercil Rodrigues, que foi eleito na última quarta-feira (20), para ocupar a cadeira de nº 21, que tem como patrono Francisco Borges de Barros. A vaga estava aberta desde maio de 2010, com a morte do poeta Edgar Pereira Souza.

O agora acadêmico Vercil Rodrigues é formado em História, bacharel em Ciências Jurídicas, tem dois livros lançados: Breves Análises Jurídicas e Análises Cotidianas. Vercil é também vice-presidente da recém fundada Academia Grapiúna de Letras (AGRAL).

A posse acontecerá no dia 5 de maio, às 18h30min na sede da Academia, na Rua Antônio Lavigne de Lemos, 39, centro de Ilhéus.

GILLETE DE OLHO NA BARBA DE LULA

A Gillette tem se especializado, nos últimos meses, em remover barbas famosas como estratégia de marketing dos seus produtos.

Depois de “limpar a cara” do cantor Bell Marques, por R$ 2 milhões, e convencer o governador Jaques Wagner por R$ 500 mil, eis que a empresa agora quer aplicar a técnica do “tchan” e “tchum” no ex-presidente Lula.

De acordo com a coluna Tempo Presente, do jornal A Tarde, o maior entrave é o dinheiro, já que, conforme petistas teriam afirmado, o negócio com Lula será “fio a fio”.

A PRINCESA, OS TABLÓIDES E OS CAVALOS

Por Malu Fontes

Em tempos de velhas e novas guerras, catástrofes naturais no mundo e avalanches diárias de violência na TV doméstica, nada mais recomendável para o olhar saturado do telespectador do que voltar aos arquétipos imemoriais dos contos de fadas e consumir doses diárias de emoção alheia, de um tipo ao mesmo tempo novelesco e real: um casamento de princesa que, no mundo inteiro, anuncia-se em contagem regressiva. Quando, no próximo sábado, o príncipe inglês William e a plebeia Catherine Elizabeth Middleton trocarem alianças e pactos de amor eterno na Abadia de Westminster, em Londres, no mesmo lugar onde há 30 anos casaram-se Diana e Charles (pais do noivo), nada menos que 2,5 bilhões de telespectadores em todo o mundo estarão de olhos vidrados na tela. E, estranhamente, cada telespectador saberá mais detalhes da vida privada do casal do que sabe sobre sua própria família.

Sedenta de novos personagens para encher os olhos da audiência, a TV do mundo rendeu-se aos encantos de Kate Middleton desde que o noivado com o príncipe inglês foi anunciado oficialmente ao mundo e ela foi entronizada como o mais novo ícone fashion, embalada em um wrap dress azul (vestido envelope) e ostentando um anel de diamantes e safira do acervo da falecida sogra. Desde então, e num crescendo à proporção que o casamento aproximava-se, o casal principesco foi ocupando com a força de um tsunami todos os espaços midiáticos, dos jornais impressos regionais do interior do Brasil aos sites de moda mais antenados de Tóquio, passando por generosos espaços no francês Le Figaro, que na última quarta-feira inseria um caderno especial dedicado ao casal real. Blasè como exige o comportamento francês, o jornal falava da moça a pretexto de abordar curiosidades dos ingleses, e não dos franceses, claro, sobre a moça. Ah, tá.

(mais…)

TRAFICANTE É MORTO EM ITABUNA

Um homem apontado pela polícia como líder do tráfico de drogas em Itabuna, foi morto após ser baleado ontem (sexta-feira, 22). Rafael Rodrigues Santos, 21 anos, conhecido como “Gepeta” foi atingido no abdômen. 

Rafael chegou a ser levado para o Hospital de Base de Itabuna com vida, onde passou por cirurgia, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo a Polícia Civil, ele comandava a venda de drogas no bairro Zizo.

GILLETE NELE POR 500 MIL

O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT) é a nova estrela da Gillete. Depois de Bell Marques, vocalista do Chiclete com Banana, agora é o mandatário baiano que vai  vender a barba para a marca.

O político doará o cachê de R$ 500 mil, como pessoa física, para um projeto beneficente de educação do Instituto Ayrton Senna, comandado pela empresária Viviane Senna.

“Vou vender minha barba para a Gillette, mas esse dinheiro tem que ser investido aqui na Bahia”, disse o Governador. Ele mantém o visual barbudo há mais de 30 anos.

Informações da Folha de SP

TRÊS FOGEM DA DELEGACIA DE ALMADINA

Três homens fugiram da delegacia do município de Almadina, na madrugada desta sexta-feira. No momento da fuga, apenas um carcereiro vigiava a prisão.

De acordo com a polícia, Antônio Carlos Cerqueira Silva, conhecido como Linho, Elton da Silva Magno e Ailton da Silva Azevedo Silva, chamado de Nego, serraram as grades da cela e utilizaram uma corda feita de lençóis para sair pela janela.

HUMOR: NÃO SE FAZEM MAIS RUSSOS COMO ANTIGAMENTE

Neste vídeo, o presidente russo Dmitri Medvedev (de terno azul claro) aparece meio desajeitado, dançando ao som de “American Boy” (que espanto!).

Nos tempos do camarada Stalin, isso jamais seria possível, e esse “american boy” cumpriria trabalhos forçados num “gulag” siberiano.

Pior do que isso, só o fato de saber que meu amigo Carlinhos Pereira (comunista) está filiado ao PSDB.

Cruzes! Enterrem Lenin agora, pelo amor de Deus (Deus?).

A PROPOSTA DE SANTANA “É MESQUINHA E IRRACIONAL”, AFIRMA VEREADOR

O vereador ilheense, Paulo Carqueija (PT), entrou de cabeça na disputa territorial entre Ilhéus e seus vizinhos, principalmente Itabuna. Em entrevista ao blog Cia da Notícia, Carqueija comenta as declarações do deputado estadual Gilberto Santana, que propôs transferir para Itabuna o bairro Salobrinho, e os distritos de Inema, Pimenteira e Banco Central para Coaraci.

O vereador classificou como infelizes e mesquinhas as pretensões do deputado. Além disso, Paulo Carqueija aprovou na Câmara de Ilhéus, uma Moção de Repúdio ao deputado e ainda pediu a suspeição dele na Comissão Especial de Assuntos Territoriais e Emancipação da Assembléia Legislativa.

Clique aqui para ler a entrevista.

em transferir para Itabuna o bairro do Salobrinho e os distritos de Inema, Pimenteira e Banco Central.em transferir para Itabuna o bairro do Salobrinho e os distritos de Inema, Pimenteira e Banco Central.

ILHÉUS É A MESMA DOS ANOS 70, LAMENTA SOCORRO MENDONÇA

Do site Porto Gente

Conhecida por ser uma das vozes mais ativas no combate ao projeto que previa a instalação do Porto Sul em Ilhéus, no Sul da Bahia, a presidente da ONG Ação Ilhéus, Maria do Socorro Mendonça, fez uma reflexão sobre os quase três anos de luta e embates com quem defendia a construção do porto na Ponta do Tulha. Segundo ela, o que chama mais atenção é o estágio atual de desenvolvimento da cidade de Ilhéus.

“O problema é que a Ilhéus de hoje é a mesma da década de 1970, carente do básico. Naquela época, a cidade tinha 66 mil habitantes. Hoje, são 180 mil usando a mesma infraestrutura. Lá, a BR-101 e o Porto do Malhado estavam sendo inaugurados. Agora, estão superados. O centro de Ilhéus foi ligado ao restante da cidade em 1966 por uma ponte que continua a mesma, gerando um caos no que se refere à mobilidade urbana, sem planejamento”.

Para a ambientalista, o que o Governo da Bahia oferece ao propor a instalação do Porto Sul na região é a opção de ir além do caos atual, agravando-o e tirando a possibilidade de se manter a qualidade ambiental local, sem poluição do ar e com uma movimentação de cargas que mudaria radicalmente a rotina do Sul da Bahia.

“O papel de todo cidadão é estar atento ao que planejam os nossos governantes, os quais são humanos e erram. Eu não lutei contra o Porto Sul, isso é um equívoco. A nossa luta é a favor de um modelo de desenvolvimento possível, respeitando as vocações naturais dessa região tão rica que é o Sul da Bahia. Encerro dizendo que toda cautela será pouca neste momento. Não temos vencedores ou vencidos, mas sinto um certo alívio porque os técnicos que contribuíram com o que afirmávamos estavam certos lá atrás”.

O Porto Sul não será mais construído na Ponta da Tulha. A intenção das autoridades baianas é erguê-lo em uma área de 48 milhões de metros quadrados no distrito de Aritaguá, também em Ilhéus.