PROSTITUIÇÃO NO JORNALISMO

“Nada há de mais baixo, de mais vil, de mais criminoso, que mereça mais todo o peso do público opróbrio do que aquele que prostitui a sua pena”.

Frase quase esquecida na atualidade, de Líbero Badaró, jornalista, político e médico. Foi assassinado em 20 de novembro de 1830, devido às suas publicações contrárias ao despotismo do Imperador D Pedro I. Posteriormente, foi convertido em símbolo da liberdade de imprensa no Brasil.


8 responses to “PROSTITUIÇÃO NO JORNALISMO

  1. Em Itabuna e Ilhéus, a marca da prostituição do jornalismo está nas matérias relativas ao crime da vassoura-de-bruxa e seus autores.
    Jornais e blogs “comprados” fingem que o crime (confirmado pela Polícia Federal) não existiu. Censuram tudo. Uma vergonha.
    Estão no bolso dos “bruxentos”….

  2. Robson, vc tem feito acusações neste espaço sem provas e sem revelar sua identidade.
    Desse jeito é muito fácil. Acusa e os outros que se virem na justiça.
    Traga provas que aceitaremos.

  3. Gusmão, Tenho lido muita coisa publicada em seu blog referente ao Porto Sul, com argumentação sem base e outras sem nenhuma prova. O que Robson coloca é que existe confirmação da Policia Federal a respeito do crime, e essa afirmação não é falsa.

  4. Jorge Luiz, vc está equivocado. Mostre o que publicamos sem base e sem provas sobre o Porto Sul. Peça para que ele mande o relatório da federal com os supostos culpados pela vassoura.

  5. Gusmão,
    A imprensa em geral tem que te mais cuidado com que publica, colocar para população fatos que a fonte é duvidosa, sem uma devida verificação dos fatos, é uma covardia, pode distruir a vida de uma pessoa.

  6. Senhores Robson, Editor, Jorge.
    O crime da vassoura de bruxa é uma realidade nua e crua. Só, que no caso dos autores do crime, eles não estão nus e sim muito bem cobertos ou “encobertos” Um escândalo mundial incubado. “Um crime sem criminoso” Como disse o ex-governador da Bahia Otavio Mangabeira: Pensem num absurdo, na Bahia existe precedente.
    Para que não existam dúvidas, leiam o inquérito da polícia federal (2.169/2.006DPF. B/ILS/BA), que é um documento público e lá, na conclusão, vão ver que está dito:
    “REPUTA-SE INDUVIDOSO, QUE A INTRODUÇÃO E A DISSEMINAÇÃO DA DOENÇA VASSOURA DE BRUXA NO SUL DA BAHIA, FOI ATO HUMANO DELIBERADO”Ou seja; FOI CRIME e quem assim o fez, sabia muito bem o que estava fazendo e a respeitada Delegada de Polícia Federal, Dra Denise Dias Cavalcanti, para chegar à conclusão que chegou se baseou em elementos técnicos científicos além de testemunhais, a ex: do Dr. Zózimo da CEPLAC e muitos agricultores, que disseram em depoimento, que encontraram vassouras amarradas a pés de cacau saudáveis em áreas que não tinham vassouras no cacaual.Senhor Jorge Luís, o Sr. esta certo, sabe o que esta dizendo. Abraço a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *