MINHA CASA, MINHA FALÊNCIA

Do A Região

O programa Minha Casa Minha Vida está fazendo água na Bahia, apesar do estado ter batido um recorde em contratações. Várias construtoras não previram o aumento dos custos e acabaram parando as obras. Algumas não tinham condições para assumir a obra desde o início.

O resultado é que 18 mil construções foram paradas por sete empresas e 11 mil operários. O problema já tinha se mostrado em Itabuna, com a paralisação das obras das construtoras Verti e FM. A crise traz perigo para os compradores, pela “economia” no material. 



2 responses to “MINHA CASA, MINHA FALÊNCIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *