PRESÍDIO ARISTON CARDOSO PODE FICAR SEM POLICIAMENTO

Presídio de Ilhéus.

Os Pms grevistas acusam a Caerc de descumprir um acordo que garantia o policiamento no minipresídio de Ilhéus.

O comando da greve exigiu que a Caerc não mobilizasse suas viaturas para o jogo Itabuna x Bahia. Mesmo assim, oito carros foram enviados para garantir a segurança dos torcedores no Estádio Luiz Viana Filho.

Em represália, os grevistas pretendem retirar os policiais militares que trabalham no Presídio Ariston Cardoso.

A Caerc, sob o comando do major Rivas, terá que dividir seu efetivo entre o Itabunão e a penitenciária.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *