FRAUDES NA EMISSÃO DO VALE TRANSPORTE GERAVAM ROMBOS DE 25 MIL REAIS, POR MÊS, NA SECRETARIA DE SAÚDE

Reportagem investigativa do Blog do Gusmão, com exclusividade

No dia 02 de fevereiro desse ano, o ex-secretário de saúde de Ilhéus, Alexandre Simões, enviou um ofício importante ao advogado Fernando Hughes, na época secretário de administração.

Prestes a completar quatros meses no comando da pasta, Simões encaminhou um documento sobre a descoberta de fraudes, na secretaria de saúde, relacionadas à concessão irregular de 241 cartões de vale transporte.

Mensalmente, o transporte dos funcionários da secretaria gerava um custo de R$ 92.000,00. Desse total, R$ 25.300,00 eram gastos com a emissão de cartões indevidos.

A auditoria realizada por Alexandre Simões encontrou 128 cartões de servidores optantes do benefício, mas que sem explicação, foram liberados do desconto de 6% nos contracheques (percentual determinado pela lei).

Sessenta funcionários recebiam 80 créditos nos cartões (R$ 176,00), mas somente 40 créditos eram descontados (R$ 88,00).

Vinte pessoas usavam os cartões, mas seus nomes não constavam na folha de pagamento. Portanto, não eram funcionários da secretaria (fantasmas?).

Trinta e três pessoas usavam cartões provisórios, que após a sindicância nunca foram localizados.

Ao todo, 241 cartões estavam em situação irregular. Após o levantamento, todos foram bloqueados.

Os informantes do Blog do Gusmão não souberam dizer se os erros aconteciam por incompetência ou se havia disposição para cometê-los.

O Ministério Público Estadual recebeu toda a documentação e está investigando o caso.

Confira o documento em que Alexandre Simões informa as irregularidades. Clique nas setas do canto inferior direito para ampliar.



4 responses to “FRAUDES NA EMISSÃO DO VALE TRANSPORTE GERAVAM ROMBOS DE 25 MIL REAIS, POR MÊS, NA SECRETARIA DE SAÚDE

  1. Assim como na saúde, nas outras áreas da administração pública acontece o mesmo, certamente, se o prefeito quiser, e mandar fazer o mesmo estudo, achará a mesma roubalheira. Como foi na gasolina, como é nas compras e licitações, também é no vale transporte e etc. Aposto meu pescoço nisto.

  2. Infelizmente a máfia da corrupção que vivem em cêus de brigadeiro bem instalada na praça do milhão (J.J Seabra) custo da época, onde fica os dois poderes mais importante da nossa combalida e maltratada Ilhéus, fez uma vitima com boas intenções para fazer um torniquete para conter o sangramento do dinheiro público vindo de Brasilia, PSF e atenção básica funcionando de maneira precárias, sobrecarregando o Regional, Alexandre, quem é honesto neste mercado chamado politica, é guilhotinado, digo o câncer da saúde pública no Brasil, é municipalização.

  3. E por isso que não tem dinheiro para nós que prestamos concurso já fizemos os exames e até agora nada e vai expirar o prazo dos mesmos.

    O MP ta igual aos 3 macaquinhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *