SÓ PALAVRAS BONITAS

A câmara de vereadores de Ilhéus tomou uma atitude louvável (coisa rara) e convocou uma sessão especial para discutir os novos limites territoriais do município.

Foram convidados representantes do executivo, inclusive José Nazal, que acompanha de perto a questão, entidades civis e até deputados estaduais, como Ângela Sousa (PSD) e Fátima Nunes (PT), que compareceram.

Mas quem acompanhou a sessão pôde notar que, além das falas de Nazal, inteirado do assunto, e da representante do Instituto Nossa Ilhéus, Socorro Mendonça, os outros pronunciamentos foram só palavras bonitas ao vento, elogios à cidade e nada mais.

Não houveram proposições, nem esclarecimentos sobre o trâmite do processo na assembleia, ou como os deputados vão analisar a questão, que agora deixa de ser técnica para ser unicamente política.

No fim, sobrou o temor de que tanta mobilização não dê resultados.

VAGAS DE EMPREGO PARA QUINTA-FEIRA EM ILHÉUS

Os interessados devem se dirigir à unidade do SineBahia no SAC, sala 13, situado na Rua Eustáquio Bastos, 308, Centro de Ilhéus. É necessário levar carteira de trabalho, RG, CPF e Comprovante de Residência.

O atendimento é feito unicamente de forma presencial. A divulgação das vagas é de responsabilidade do Sine-Ilhéus. As oportunidades são válidas somente para quinta-feira (25 de abril).

  • Almoxarife

Formação: Ensino Médio Completo
06 meses de experiência
01 vaga

  • Balconista de lanchonete

Formação: Ensino Médio Completo
05 meses de experiência
01 vaga

  • Caldeireiro

Formação: Ensino Médio Completo
06 meses de experiência
01 vaga

Clique no leia mais e confira outras vagas.

(mais…)

DR. BONFÁ VIU TUDO

O advogado aposentado, Dr. Bonfá, 75 anos, viu de perto a discussão entre o prefeito Newton Lima e o Padre Evandro (clique aqui).

O ancião também assistiu a homilia que deixou o prefeito de Ilhéus furioso.

Dr. Bonfá vai contar a versão dele no programa Alerta Geral de amanhã, quinta-feira, 26.

Com certeza o amigo visitante vai dar boas risadas.

O Alerta Geral acontece das 7h às 9h na Rádio Santa Cruz AM, 1090 Khz. Se quiser ouvir pela internet, clique aqui.

A BARGANHA DAS SECRETARIAS

O prefeito de Ilhéus Newton Lima (PT) e o secretário de governo, Ednei Mendonça, correm em busca de apoios para a candidatura da vereadora Carmelita ao Palácio Paranaguá.

Depois de negociar a secretaria de saúde com o PPS, ou melhor, com a família de Roland Lavigne, os articuladores procuram outros partidos.

Na mesa de negociações, secretarias estratégicas, como as de turismo, transporte e obras serão barganhadas a partidos que queiram dividir o desgaste da atual gestão petista.

O BOLO DO EGOÍSMO

Informantes de dentro asseguram: a saída de Fred Vésper do grupo da deputada estadual Ângela Sousa (PSD) não foi amigável (com a “irmã” quase sempre é assim).

Vésper teria discutido com Marcus Sousa (Marcão, filho de Ângela) e questionado o poder excessivo de Lucas da Silva, grande amigo do herdeiro.

Descontente, o ex-assessor teria externado uma frase bem elaborada: “O grupo joga fermento e o bolo cresce. A deputada quanto corta o bolo, divide apenas em três fatias. Uma para ela, e as outras duas para os filhos Marcão e Marão”.

Um ex-correligionário importante que fazia parte do grupo da “irmã” disse: “No grupo de Ângela, as boas remunerações estão relacionadas à consangüinidade. O resto pega um milzinho aqui, dois milzinhos alí e só”.

Em contato com este blog, Vésper negou os questionamentos feitos a Marcão. Afirmou que estava sendo subutilizado, por isso decidiu sair. Disse ter tomado a melhor decisão, e que pretende formar uma frente política evangélica.

ÂNGELA VOTA CONTRA OS PROFESSORES

Apesar de ser formada em magistério pelo Instituto Nossa Senhora da Piedade (Ilhéus), Ângela votou contra os seus colegas de profissão.

Como em outras oportunidades, a deputada estadual Ângela Sousa (PSD) votou contra os interesses dos trabalhadores, dessa vez sendo favorável ao projeto de lei do governo do estado que promove mudanças salariais para os professores.

Além de Ângela (que é professora) outros parlamentares que tiveram votação expressiva em Ilhéus se posicionaram contra a categoria, como Fátima Nunes (PT) e Ronaldo Carletto (PP).

O projeto de lei enviado pelo governo do estado e votado ontem (quarta, 24), apesar de nivelar os vencimentos dos docentes baianos com o piso nacional, congela os salários pelos próximos anos, o que gerou revolta na classe.

Ângela já desagradou os policiais militares, votando contra alguns destaques da lei que aumentava os salários e concedia gratificações à categoria. A deputada foi contra o pagamento de benefícios para PMs aposentados, pensionistas e reservistas (lembre aqui).

Para ver a lista completa, clique em leia mais.

(mais…)

FAZENDA BOA ESPERANÇA, MODELO EM SUSTENTABILIDADE

Do blog Esperança-Conduru

Jeane Sommer, arquiteta e proprietária da Fazenda Boa Esperança.

Nossa equipe de reportagem foi recebida na Fazenda Boa Esperança Eco Turismo Rural (1), localizada na Tibina, km 5 da rodovia Ilhéus/ Itacaré, onde dispõe, também, de alguns leitos para hospedagem. O empreendimento é comandado pelo casal Jeanne e Erich Richard Sommer. Ele é professor universitário aposentado. Ela, arquiteta, nascida em Taiwan, na China, criada no Brasil, exatamente em São Paulo. Com simpatia, tranquilidade e desembaraço, a senhora Jeanne mostrou-nos a área da fazenda e falou das vantagens da produção agrícola orgânica, das fontes de energia renovável, e de suas ideias e ideais.

Qual o motivo da opção por morar no sul da Bahia?

Meu filho fez um estágio, aqui, com o professor Rui Rocha, que nos convidou para conhecer a região. Gostamos demais: verde, sol e praia, quem não gosta? Eu acho que é uma região com um clima bom, intercalando sol e chuva, e que dá pra se trabalhar na agricultura, apesar do solo encontrar-se frágil por causa de tanto desmatamento e falta de adubação orgânica.

Clique aqui para ver toda a entrevista.

PREFEITA DE COARACI É ACUSADA DE FRAUDAR LICITAÇÕES

Josefina vai ter que se explicar.

A prefeita de Coaraci, Josefina Castro e a empresa Focus Locadora de Automóveis estão na mira do Ministério Público Federal por supostas fraudes em licitações.

O MPF propôs duas ações civis públicas contra a prefeita e a locadora, baseadas num relatório da Controladoria Geral da União (CGU) que apontou favorecimento de empresas, irregularidades em pagamento e má-fé na realização de pregões presenciais.

Segundo o MPF, em dezembro de 2009, mês com apenas cinco dias letivos, a prefeitura pagou cerca de 117 mil reais de combustíveis para abastecer os ônibus do transporte escolar. A média dos outros meses foi de R$ 50 mil.

Na ação proposta contra a locadora Focus, o MPF observa que após a realização de uma concorrência pública, a prefeitura contratou a empresa, mas ela nunca prestou o serviço, repassando a responsabilidade à outra firma.

Na outra ação proposta contra a prefeita, o MPF enumera irregularidades em pregões presencias e em licitações realizadas na modalidade convite (mais detalhes aqui).

Como condenação, o MPF pede o ressarcimento dos valores gastos desnecessariamente e a suspensão dos direitos políticos da prefeita.

SEGUNDO CARMELITA, WAGNER JOGOU O PASSADO DE SINDICALISTA NO LIXO

A sindicalista deu um tiro no pé da candidata à prefeita.

Durante a sessão de ontem (terça, 24) da câmara de vereadores de Ilhéus, um grupo de professores em greve ocupou o plenário da casa usando faixas e camisetas de protesto contra o governo do estado.

No embalo da manifestação, a vereadora Carmelita (PT), professora com histórico no movimento sindical, deixou de lado a condição de pré-candidata a prefeita de Ilhéus, pelo PT, e teceu críticas pesadas ao governador Jaques Wagner, principal líder do seu partido na Bahia.

Segundo Carmelita, Wagner jogou no lixo seu passado de sindicalismo e lutas de classe ao não abrir um diálogo decente com os grevistas, muito menos atender às justas reivindicações.

Ao contrário de Wagner, a vereadora foi coerente com o seu passado no sindicalismo. O problema é que a petista vai precisar da bênção (ou apoio) do governador na disputa pelo Palácio Paranaguá. 

Será que ela pensa em desistir? Com esse pronunciamento duro e contundente, será que Wagner subirá no palanque da vereadora?

Com Informações do grupo De Olho na Câmara.

TXAI VAI INVESTIR R$ 110 MILHÕES NO SUL DA BAHIA

Leonelli e José Romeu durante reunião na Secretaria de Turismo do Estado.

A região de Trancoso, na Costa do Descobrimento, foi escolhida para receber um investimento de R$ 60 milhões do grupo hoteleiro Txai Resorts. O anúncio foi feito durante uma reunião entre o presidente do grupo, José Romeu Ferraz Neto, e o secretário de Turismo do Estado, Domingos Leonelli.

Segundo o governo do estado, os investimentos da Txai não param por aí. A empresa pretende investir na expansão do seu resort em Itacaré, construído em 2010. No total, o pacote de investimentos gira em torno de 110 milhões de reais.

Em Trancoso, será implantado um empreendimento de alto padrão, com 42 apartamentos, oito bangalôs e 19 unidades residenciais, e a previsão é que a construção seja iniciada este ano, com a conclusão das obras prevista para 2014, segundo presidente do grupo.

Durante o encontro com Leonelli, José Romeu lembrou que além de investimentos em infraestrutura, essas obras levam desenvolvimento econômico e empregos para as populações locais.

SOBRE A GREVE DOS PROFESSORES

Por Israel Nunes

Um meio muito comum ultimamente de tentar esgotar politicamente as lutas dos trabalhadores em prol de melhores condições de vida é a judicialização do conflito. Isso tem ocorrido com bancários, policiais militares, operários da construção civil e, recentemente, com os professores.

Trabalhadores da iniciativa privada ou do setor público têm as suas reivindicações ocultadas por uma disputa judicial que desloca o centro do conflito das reivindicações objetivas para uma discussão sobre a legalidade ou não da greve, ou para ações em que se discute a posse, como no caso dos interditos proibitórios ajuizados na Justiça do Trabalho ou comum.

Esta tática, de judicializar o conflito, além de tentar deslocar o cerne da questão, passa a ideia para a opinião pública de que as reivindicações serão apreciadas por um órgão “imparcial”: o Poder Judiciário.

Ledo engano. O pronunciamento judicial nada diz em relação à legitimidade dos interesses defendidos pelos trabalhadores, mas sim, e de maneira duvidosa às vezes, sobre aspectos relativos à legitimidade das formas de luta. Ou seja: do ponto de vista do conteúdo, a discussão não será sepultada, embora do ponto de vista da forma a greve ou o piquete possam ser sepultados.

(mais…)

CÂMARA DE ILHÉUS DISCUTE OS LIMITES TERRITORIAIS

A sessão dessa quarta-feira (25) da câmara de vereadores de Ilhéus vai discutir questões que envolvem os novos limites territoriais da cidade.

A velha briga por território, principalmente com a vizinha Itabuna, será decidida definitivamente pela assembleia legislativa da Bahia no próximos meses, mas antes será debatida na câmara, com a presença de técnicos da prefeitura, representantes da sociedade civil e de deputados estaduais.

A sessão começa às 16h e é aberta a todos.