A RUPTURA NECESSÁRIA PARA OUTRA ECONOMIA

Por José Eli da Veiga

Resenha do livro “Muito Além da Economia Verde”, de Ricardo Abramovay, editora Abril, 248 páginas.

Pela definição original, economia verde é a que pode gerar um simultâneo triplo dividendo: melhoria do bem-estar e redução das desigualdades sem aumento da pegada ecológica. Foi com essa enxuta fórmula que, há mais de dois anos, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) propôs o tema que acabou se transformando na principal ontrovérsia da Rio+20.

O processo preparatório, em que se engalfinham há sete meses os heterogêneos blocos geopolíticos das 193 nações, resultou em completo desmanche da noção inicial. O documento “O Futuro que queremos”, na versão de 80 páginas que foi submetida à terceira rodada, consolidou censura à ideia de igualdade social, substituída pelo mantra da mais irrestrita fé no crescimento econômico.

Foi assim que dobrou a lista de virtudes da economia verde, apesar do desaparecimento da redução das desigualdades. Agora ela tem meia dúzia de benefícios, na seguinte ordem: erradicação da pobreza, crescimento econômico, inclusão social, bem-estar, emprego, trabalho decente e – antes tarde do que nunca – funcionamento saudável dos ecossistemas.

(mais…)

LIXO EM FRENTE AO PALÁCIO

Se nem o centro da cidade tem o tratamento que deveria, imagine as outras áreas.

A secretaria de serviços públicos de Ilhéus tem o costume de alugar caixas coletoras de lixo e não exigir da empresa contratada o recolhimento das mesmas.

As caixas entupidas podem ser vistas em todos os cantos, até mesmo em frente à prefeitura, no coração da cidade.

Lá, uma delas está cheia há pelo menos uma semana e a secretaria não dá a mínima.

ALIANÇA COM JABES GERA CONFUSÃO NO PRB

Reunião entre os pré-candidatos a vereador do PRB realizada ontem (sexta-feira, 08) gerou um clima de revolta na legenda.

Só dois postulantes à câmara estão indecisos quanto a uma aliança com Jabes Ribeiro. O restante não quer marchar com o ex-prefeito.

Eles alegam que um acordo com Jabes prejudicaria boa parte dos candidatos do PRB e só beneficiaria Ivo Evangelista, que conta com o apoio irrestrito da Igreja Universal.

O desagrado é tão grande que um pré-candidato, conhecido como Jeremias do Jegue, afirmou a uma fonte deste blog que iria xingar, com termos impublicáveis, o presidente municipal do PRB, Sebastião Vivas, por ele ter traído seus correligionários.

Vivas não teria comunicado aos candidatos, que a decisão sobre a aliança na proporcional, passou a ser de responsabilidade dos caciques do partido em Salvador.

Ivo Evangelista pode ficar sozinho no partido. Os demais estão dispostos a retirar as candidaturas.

PP E PSD JUNTOS… NA PROPAGANDA

O PP de Jabes Ribeiro e o PSD de Ângela Sousa ocupam posições antagônicas no cenário ilheense. Ainda assim, as legendas tem algo em comum, são experts em propaganda. No Salobrinho, rola até disputa entre as duas legendas para ver qual partido usará certo muro para colocar sua sigla. No muro dessa imagem, sobrou um espaço até para o 13 do PT (da campanha passada). Foto: Andrei Sansil/Blog do Gusmão.

CACÁ COLCHÕES VAI PARA ONDE?

A partir de domingo (10), os partidos já podem realizar suas convenções e decidir os nomes que disputarão vagas no executivo e legislativo.

Em Ilhéus, o cenário parece definido, com Jabes costurando alianças, Carmelita segurando a rejeição do atual governo petista e Cacá Colchões (PMDB), que parece perdido no processo.

Cacá se considera um dos mais bem colocados nas pesquisas, mas até agora não conseguiu firmar alianças de peso. Só angariou o apoio do DEM e PSDB, duas legendas com pouca expressão.

Para onde vai Cacá?

LIMITE DE GASTOS NAS CAMPANHAS DEVE SER DECIDIDO ATÉ DOMINGO

Do A Tarde

O Congresso Nacional tem até o próximo domingo, 10, para elaborar a lei que determina o limite de gastos nas campanhas eleitorais de 2012. A data é estipulada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por meio da Lei das Eleições (nº 9.504/1997).

Embora a determinação conste no calendário eleitoral desta ano, o Técnico Judiciário do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), Joseph Rodrigues dos Santos, afirma que existe a possibilidade dessa lei não ser formulada. “Caso isso ocorra, os partidos terão que estipular os valores considerando as peculiaridades locais, a partir do dia 11 de junho”, explicou.

De acordo com o TRE-BA, a Lei das Eleições foi criada em 1997 para condensar regras que envolvam o lançamento de candidaturas, coligações, finanças de campanhas, propaganda eleitoral, sistema eletrônico de votação e fiscalização das eleições.

GOVERNO DO ESTADO RECONHECE O SISTEMA CABRUCA

O governador Jaques Wagner assinou na última quarta-feira (07) o decreto 14.024, que regulamenta a lei nº 10.431, a chamada Lei Ambiental da Bahia.

Com isso, o estado passa a reconhecer legalmente as atividades agrossilvopastoris (agricultura, silvicultura e criação de animais) de forma integrada, estabelecendo níveis de impacto ambiental para esses modelos.

Com a nova medida, o principal impacto na região cacaueira é a liberação do manejo do sistema cacau cabruca.

A Ceplac define a cabruca como “um sistema ecológico de cultivo agroflorestal, que se baseia na substituição de estratos florestais por uma cultura de interesse econômico, implantada no sub-bosque de forma descontínua e circundada por vegetação natural, não prejudicando as relações mesológicas com os sistemas remanescentes”.

Segundo o coordenador da Comissão Técnica de Garantia Ambiental (CTGA) da Ceplac, Demosthenes Lordello, “A CTGA, que foi estruturada em agosto de 2010, fica autorizada a emitir pareceres técnicos ambientais em sua área de atuação. Estamos aguardando apenas Resolução do Conselho Estadual do Meio Ambiente (Cepram) para começarmos a atuar” afirma.

Com a garantia do manejo, a Conservação Produtiva proposta pela Ceplac, que será apresentada na Conferência da ONU para o Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), tem o caminho aberto para o reconhecimento legal como um sistema produtivo, com sustentabilidade ambiental, social e econômica e cultural.

VALEC ABRE CONCURSO. HÁ VAGAS PARA ILHÉUS

A Valec – Engenharia, Construções e Ferrovias, estatal vinculada ao Ministério dos Transportes, abriu concurso para 800 vagas em cargos de nível médio e superior.

As vagas são para Brasília, Ilhéus, Goiânia, Palmas, Rio de Janeiro, Iturama, Lucas do Rio Verde e Estrela do Oeste.

Os cargos de nível médio são de assistente administrativo, técnico de estradas e edificações, técnico de laboratório, técnico em agronomia e técnico de segurança do trabalho;

Os cargos de nível superior são de administrador, advogado, analista de sistemas, biólogo, contador, economista, engenheiro agrônomo, engenheiro ambiental, engenheiro civil, engenheiro de segurança no trabalho, engenheiro florestal, geógrafo, geólogo, jornalista e médico do trabalho.

As inscrições devem ser feitas a partir do dia 12 de junho e se estendem até 13 de julho, pelo sites www.femperj.org.br ou www.valec.gov.br.

As taxas são de R$ 48 para nível médio e de R$ 55 para cargos de nível superior.

ESTADO TEM 72 HORAS PARA PAGAR OS PROFESSORES

O Supremo Tribunal Federal (STF) negou ontem (sexta-feira, 08) a suspensão de liminar da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e manteve a decisão da desembargadora Lícia Laranjeira que obriga o estado a pagar o salário dos professores da rede estadual, em greve há 60 dias.

Segundo Rui Oliveira, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), o estado agora tem 72 horas para confirmar o pagamento dos salários, que foram cortados em 18 de abril.

De acordo com o Correio, com a decisão do STF de negar seguimento ao pedido, a suspensão de liminar nem chegou a ser votada pelo Supremo.