POLÍTICA MEDÍOCRE E NOJENTA

Por Emílio Gusmão

Amigos visitantes, farei um desabafo. A política eleitoral ilheense está cada vez pior.

Apesar dos inúmeros problemas enfrentados diariamente pela população, os candidatos preferem manter a “politicagem” no centro do debate.

A mediocridade coloca em segundo plano as inúmeras pendências que são de interesse público.

Como resolveremos o colapso no sistema municipal de saúde? De que forma poderemos aproveitar a novela Gabriela, da rede Globo, para atrair mais turistas? Por que nossa história e o legado cultural da civilização do cacau, fatores que nos diferenciam, não servem como atrativos turísticos? O que está faltando? Por que limpeza pública e iluminação persistem na agenda da cidade como problemas sem solução? Como vai a população dos distritos, vilas e povoados? Por que a obra da orla sul está parada? A segunda ponte vai realmente ser construída? Os problemas são muitos, porém, ignorados.

Toda a nossa imprensa, inclusive este blog, está servindo de trampolim para o ridículo, irradiado pelas fofoquinhas dos bastidores.

Cobrir e analisar a política de Ilhéus dá asco. Corrupção, esperteza e ganância norteiam as informações.

A pergunta que não quer calar é: quem é mais ladrão?

Essa é a pauta de todos os dias.



12 responses to “POLÍTICA MEDÍOCRE E NOJENTA

  1. Concordo contigo Gusmão!!! não temos um candidato a altura da nossa cidade.

    Editor responde.

    Alberto, falo da maioria, tanto dos que pretendem a câmara, como a prefeitura.

  2. Boa Analise Gusmão, infelizmente nenhum desses candidatos esta pensando em nossa cidade, a verdadeira intenção é ganhar a eleição e manter os grupelhos que adoram mamar nas tetas da prefeitura.

    Luciano Herlon

  3. PSOL 50, com JORGE LUIZ e coronel BATISTA, é a esperança de mudanças na politica da nossa cidade. A eleição municipal não pode estar centrada só em JR e Carmelita e os morcegos instalados na Câmara de Vereadores. 2012 é a oportunidade dos eleitores varrer da politica os lixos politicos que estão maltratando a cidade e sugando os cofres públicos.

    PSOL 50, Prefeito JORGE LUIZ e o coronel BATISTA, a mudança politica que a nossa cidade precisa.

  4. Nenhum postulante a cargo de vereador ou prefeito se deu ao trabalho discutir com o povo e muito menos encomendar um plano de trabalho para recuperar do caos em que se encontram todos os serviços públicos municipais. Também não enxergam a quão deteriorada está a imagem turística, cultural e histórica de Ilhéus. Que quase nada tem a oferecer aos nossos visitantes de outras cidades e estados, senão os nossos pedidos de desculpas e o constrangimento por recebê-los mal numa cidade ao total abandono a que foi relegada pela administração municipal. Uma lástima!
    Falta o comprometimento com bases programáticas e metas bem definidas, alem de evidências que nos demonstre estar frente a candidatos que, alem das vantagens do cargo eletivo, se disponham a mover uma palha em favor da nossa Ilhéus.
    Já não me interesso por notícias de cunho político. A política ilheense se comporta como um antigo e extinto bloco carnavalesco de Salvador, (1962 a 1965), denominado “Mudança do Gaucia” (é Gaucia mesmo e a fantasia era livre! Venha de qualquer coisa!), cujo bordão era: Bloco Mudança do Gaucia: Cada ano sai pior! Pois é, a cada dia estamos vendo piorar aquilo que já está péssimo!
    Parabéns pelo comentário bem oportuno!

  5. VCS. ESTÃO RECLAMANDO DE BOBEIRA QUALQUER CIDADÃO BRASILEIRO PODE SER CANDIDATO. SAIA CANDIDATO.

    CASO CONTRARIO VA TAPA OS BURACOS DE FERRADAS.

  6. O BLOG DO GUSMÃO tem demonstrado ao longo do tempo a importância da informação séria, pois de sua qualidade depende a qualidade da democracia, onde a batalha pela liberdade de expressão nunca está definitivamente terminada. Os bons profissionais de imprensa devem existir porque uma de suas tarefa é “ampliar os limites dessa liberdade”. A imprensa vive momentos difíceis de uma grave crise de identidade. Fazer jornalismo de qualidade jamais foi fácil, sempre comportou riscos e ameaças. O poder político e o poder do “JABÁ”, sempre trataram de coagir e intimidar sua liberdade.
    Quero parabenizar ao amigo GUSMÃO, pela coragem em dizer, desabafar a respeito de nossa realidade política e administrativa que resume-se a: mediocridade política, ignorância cidadã, abandono, desprezo do governador Wagner com Ilhéus, um governo municipal que sucumbiu de um prefeito neófito politicamente, que por falta de “coragem” não vai a público explicar os motivos que levaram a cidade a essa situação de decadência sócio econômica.
    São vinte anos de atraso, não se construiu uma sala de aula, fechamento de hospital maternidade, que diminuiu a capacidade de leitos hospitalares e de políticas públicas capazes de minimizar o sofrimento das pessoas menos favorecidas.
    Em ano de eleições e tempos de turbulência moral, ficamos todos enojados de tanta lama e sentimos como cidadãos uma enorme falta de alguma coisa mais elevada, mais decente, menos nojenta para encher o nosso espírito e a nossa alma e é por esse motivo que acredito valer a pena os princípios da moral e da ética, que ainda há pessoas que não se compram e pessoas que não se vendem, cidadão, eleitor que não se corrompe e se nega a deixar-se corromper.
    É imoral, isso mesmo imoral o que está acontecendo. Como pode alguém por força de uma liminar, conseguir registro de candidatura, onde afirmava que não tinha nada que pudesse comprometer o seu projeto político de poder, porque tinha certeza da impunidade, é o que posso concluir.
    Ilhéus é melhor do que antes, e o seu futuro não dependerá de “liminares”, mas sim de que cada cidadão, cidadã exerce o seu direto e faça do seu voto o instrumento de julgamento, para que aí sim, excluir da lista, da vida pública pessoas desprovidas de espírito público e completamente incapazes, o que é pior, sem condições e garantias morais de exercer cargos públicos.
    Queremos uma imprensa, uma sociedade livre, justa, perfeitamente democrática e solidária. É esperar e acreditar.

  7. A CASA DO POVO, o centro das discussôes politicas, tornou-se um ninho de morcegos políticos (verdadeiros sanguessugas), precisa urgentemente de um vassourão da ética, moral e bons costumes para limpar toda a sujeira política que a décadas vem transformando-se em balção de negócios para atender os interesses particulares dos chamados representantes do povo.

    Esse é o ano da renovação, PSOL 50 prefeito JORGE LUIZ vice coronel BATISTA.
    “EU SOU PSOL 50.222”

  8. Admiro sua sinceridade. Acho que nós Itabunenses e Ilheenses deveríamos nos unir em uma escavação ali próximo ao Macro onde fica a divisa entre nossas cidades, precisamos desenterrar a cabeça de jegue que está la há alguns anos.

  9. Parabenizo o mediador desse blog pelo coerente e verdadeiro comentário em forma de desabafo. Este que explicita bem a falta de rumo dos debates que envolvem os verdadeiros interesses de uma população.

    Entendo que precisamos usar o poder da informação para a busca constante da melhoria da nossa capacidade de discernimento, no intuito de descobrir ferramentas voltadas para a solução dos problemas naturais que cercam a administração de um município.

    Creio que é preciso mudar os títulos das notícias na direção do que realmente interessa ao município. Fazer desses, ferramentas de mobilização social focado nas soluções dos descasos que assolam a nossa cidade.

  10. espero que o povo do nosso municipe e cidade se una para que nos tirem toda esta camera corrupita ja se falam em puliticos ja eleito gente peguem o dinheiro o k eles der mais vamos trocar esta camera obrg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *