CONCURSO DA PF CONTINUA INCERTO

Do Correio

Os inscritos no concurso da Polícia Federal (PF), suspenso terça-feira pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por falta de cotas para deficientes físicos, terão de ter um pouquinho mais de paciência. A Advocacia-Geral da União (AGU) já foi notificada da decisão judicial e informou, através de nota, que vai recorrer pela manutenção do edital do concurso. No entendimento da AGU, as carreiras não seriam compatíveis com certas deficiências físicas.

A Cespe/Unb, empresa responsável pela seleção, informou apenas que está esperando uma decisão da AGU e orientou os candidatos a acompanhar as notícias no site www.cespe.unb.br. Desta forma, informações como alteração da data da prova objetiva (prevista para 19 de agosto) e devolução da taxa de inscrição para quem quiser desistir do certame, ainda não foram divulgadas. O concurso tem a oferta de 600 vagas, sendo 350 para o cargo de escrivão, 150 para delegado e 100 para perito criminal.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *