SSP INVESTIGA SUPOSTO EXTRAVIO DE ARMAS NO DPT DE ILHÉUS

A secretaria de segurança pública da Bahia abriu sindicância para apurar o suposto extravio de doze armas de fogo do Departamento de Polícia Técnica de Ilhéus.

A comissão é formada por peritos criminais do órgão, que atuam na capital e no interior.

O sumiço das armas foi verificado pela nova coordenadora do DPT, Ana Johnis, durante levantamento feito recentemente. A sindicância pretende, se confirmar o extravio, identificar os responsáveis e averiguar se as armas são fruto de inquéritos policiais.

Caso seja comprovada irregularidade dentro do DPT, o órgão deve instaurar sindicância acusatória ou processo administrativo disciplinar contra os envolvidos. O resultado da sindicância deve sair em até 30 dias, mas o prazo pode ser prorrogável por igual período.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *