COLO-COLO E YPIRANGA FICAM MAIS UM ANO FORA DA 1ª DIVISÃO

Colo-ColoPelo 2º ano consecutivo, não deu para o time de Ilhéus.

O Colo-Colo de Futebol e Regatas, campeão baiano em 2006, vai amargar mais um ano fora da elite do futebol da Bahia.

Na tarde desse sábado, apesar da goleada de 5 X 0 aplicada na ADJ de Jequié, o escrete ilheense não se classificou para o quadrangular decisivo da 2ª divisão.

Para se classificar, o Colo-Colo dependia de um resultado negativo, ou de um empate do Itabuna frente ao Astro. O azulino da cidade vizinha venceu por 3 X 0 e acabou com as chances do rival.

Outra grande decepção foi a campanha do Ypiranga, “o mais querido” da capital.

Pelo terceiro ano consecutivo, o aurinegro dez vezes campeão baiano montou um bom elenco, e, mesmo assim, não conseguiu subir.

Hoje, o Galícia venceu o Ypiranga por 2 x 1 e se classificou.

Na fase final, o Itabuna vai pegar a Catuense e o Galícia enfrenta o Flamengo de Guanambi. Os jogos (ida e volta) acontecerão nos dias 07 e 14 de julho. Os dois vencedores estarão classificados para a 1ª divisão.

COLO-COLO ENFRENTA O JEQUIÉ NESTE SÁBADO

colo-coloO Colo-Colo de Ilhéus enfrenta na tarde desse sábado, às 15h, o Jequié. A partida será realizada no estádio Mario Pessoa.

O jogo acontece pela 10ª rodada da segunda divisão do campeonato baiano de futebol. Ao mesmo, no estádio Luiz Viana Filho, o Itabuna enfrentará o Astro.

O Colo-Colo é o terceiro colocado na classificação do grupo 2. O Itabuna é o segundo. Com a vitória do tigre em Ilhéus e a derrota do Itabuna, as posições podem se inverter.

CONCURSO DA ANVISA É REMARCADO PARA SETEMBRO

As provas do concurso da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que foram anuladas por problemas durante sua aplicação, em 2 de junho, foram remarcadas para os dias 1º (nível superior) e 15 (nível médio) de setembro, segundo informações publicadas no Diário Oficial da União.

De acordo com a coluna Cartão de Ponto, publicada no jonal Correio, os candidatos que desistirem de fazer a prova podem solicitar a devolução do valor da inscrição no site da Cetro, entre os dias 2 e 4 de julho.

São 314 vagas para especialista em regulação, analista administrativo, técnico em regulação e técnico administrativo. Os salários variam entre R$ 4.760,18 e R$ 10.019,20. Informações do iBahia.

LULA: NOTA À IMPRENSA

O ex-presidente Lula emitiu uma nota à imprensa sobre uma publicação do jornal Folha de São Paulo. Confira:

“São fantasiosas, sem qualquer base real, as opiniões que me foram atribuídas pela Folha de S.Paulo, em matéria publicada hoje [28] na página 4 do jornal. Não fiz qualquer crítica nem em público, nem em privado à atuação da presidenta Dilma Rousseff nos recentes episódios.

Ao contrário, minha convicção é de que a companheira Dilma vem liderando o governo e o país com grande competência e firmeza, ouvindo a voz das ruas, construindo soluções e abrindo caminhos para que o Brasil avance, nossa democracia se fortaleça e o processo de inclusão social se consolide.

Em particular, a presidenta mostrou extraordinária sensibilidade ao propor a convocação de um plebiscito sobre a reforma política. A iniciativa tem o mérito de romper o impasse nessa questão decisiva, que há décadas vem entrando e saindo da agenda nacional, sem lograr mudanças significativas.

Ouvindo o povo, nosso sistema político poderá se renovar e aperfeiçoar. É o que se espera dele.”

Luiz Inácio Lula da Silva

JUÍZA QUE BLOQUEOU TELEXFREE É AMEAÇADA DE MORTE

TELEXFREE

IG:

A juíza Thaís Khalil, que em 18 de junho determinou a suspensão dos pagamentos da Telexfree, está sendo ameaçada de morte. Segundo o promotor Rodrigo Curti, do Ministério Público do Acre (MP-AC), anônimos também promteram matar os filhos e o marido da juíza.

“Foram ameaças diretas, de morte e sequestro, por e-mail, telefone, Facebook”, diz Curti, do Grupo Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MP-AC, ao Portal  iG .

Um inquérito policial foi aberto ontem (sexta, 28) para apurar os crimes de coação e ameaça. Segundo Curti, as intimidações começaram no início da semana, mas ganharam força nos últimos dias.

A suspeita é que os responsáveis sejam divulgadores da Telexfree que temem perder o dinheiro investido no sistema, considerado uma pirâmide financeira pelo MP-AC.

A Associação dos Magistrados do Acre (ASMAC) emitiu nota de repúdio aos ataques sofridos pela juíza e ressaltou que  “eventual insatisfação com o teor de ato decisório judicial deve ser combatido única e exclusivamente por meio do recurso próprio dirigido ao tribunal competente”.

No dia 18 de junho, a juíza Thaís Khalil aceitou o pedido de liminar e determinou a suspensão dos pagamentos e o cadastramento de novos divulgadores. Os bens de Carlos Costa e Carlos Wanzeler, sócios administradores da Telexfree, foram bloqueados.

A decisão foi mantida pelo desembargador Samoel Evangelista, da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC). Os representantes da Telexfree sempre negaram irregularidades.

REFORMA URBANA E DESONERAÇÃO DA CLASSE MÉDIA

Israel.

Por Israel Nunes

Um milhão de pessoas nas ruas. Contra o aumento da passagem. Contra a corrupção. Por mais saúde. Por mais educação. Por mais segurança. Por uma foto com cartaz engraçado para postar no facebook. Porque os colegas de escola e da universidade também foram. Por todos os motivos antes mencionados. E por nenhum deles também.

Em ciências sociais, se diz que que o objetivo é a compreensão do fenômeno, não a explicação. A explicação é mais própria das ciências naturais, o que envolve demonstração de causas e efeitos. A compreensão está para o estabelecimento de sentido, de significado da coisa em si.

Ainda é cedo para estabelecer o significado das manifestações. Mas é tarde para não tentar fazê-lo, ou corre-se o risco de perder o caminhar da História.

Uma parte desse significado tem prazo para ser conhecido: outubro de 2014. Qual será o reflexo disso nas eleições? Nem a direita nem a esquerda sabem. Foi o aumento da passagem no Governo Municipal do PT na principal cidade do país que iniciou as manifestações. Foi a reação da Polícia Militar no Governo do PSDB no principal Estado do país que ocasionou o agigantamento dessas mesmas manifestações.

Entrando no conteúdo econômico das manifestações, como em sua grande maioria o setor presente era a classe média, algumas observações são passíveis de serem feitas, além do próprio aumento no preço da passagem. A pressão inflacionária deteriora as condições de vida da classe média mais do que as demais classes, pois ela não recebe subsídios governamentais, tal como os muito ricos e os muito pobres, nem tem seus rendimentos atrelados à inflação ou ao PIB, como tem quem ganha um salário mínimo. A classe média, que usa os serviços de trabalhadores domésticos, viu-se premida, recentemente, por um aumento desse custo sem qualquer contrapartida governamental.

(mais…)