PORTO SUL E O CENÁRIO ADVERSO

Involução do valor do Minério de Ferro. Tabela publicada na Revista Carta Capital dessa semana.
Involução do valor do minério de ferro. Tabela publicada na Revista Carta Capital dessa semana.

Ao mesmo tempo, as empresas de Eike Batista (o senhor X) estão classificadas entre as de “alto risco de calote financeiro”, segundo a agência de rating Standard e Poor’s.

A Bamin garante o investimento de R$ 1 bilhão no Porto Sul apesar do cenário completamente adverso?



2 responses to “PORTO SUL E O CENÁRIO ADVERSO

  1. A verdade é que as empresas de minérios vivem basicamente das exportações. Com a desaceleração da economia mundial, e também, principalmente da China, diga-se de passagem, o maior parceiro econômico do Brasil, há uma demanda menor pelo produto. No entanto verifica-se os ciclos econômicos de crescimento, desaceleração, depressão e recuperação. Com a iminente recuperação, lenta, mais uma recuperação do consumo global, a demanda pelas principais comodities voltará a normalização com a elevação dos preços no médio prazo, justificando os investimentos atuais no setor.

  2. Será que ainda tem gente achando que o Porto Sul servirá apenas para escoar minério de ferro? Santa ignorância.

    Melhor seria estudar um pouco mais os ciclos econômicos das comodities.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *