VEREADORES DESMENTEM INFORMAÇÃO DA PREFEITURA DE ILHÉUS

Alisson Mendonça, Lukas Paiva e Fabio Magal.
Alisson Mendonça, Lukas Paiva e Fabio Magal.

A Prefeitura de Ilhéus divulgou que, na sexta-feira (19), novos dados sobre a folha de pagamento dos servidores municipais foram apresentados aos vereadores da cidade. Segundo a comissão permanente de negociação, “os vereadores do Município de Ilhéus entenderam os números”.

Todavia, em nota publicada depois da informação divulgada pela Prefeitura de Ilhéus, os vereadores Lukas Paiva e Alisson Mendonça criticaram severamente a postura do governo municipal. Para Paiva e Mendonça, “a atitude da Secretaria de Comunicação da Prefeitura é mais um reflexo do governo da mentira e das enganações, que se utiliza dos veículos de comunicação para tentar colocar a Câmara e o povo contra os servidores públicos municipais”.

Os vereadores esclareceram que houve um encontro com representantes da prefeitura. No entanto, mais uma vez, “os números apresentados pelo governo são confusos, contraditórios e irreais”, sentenciaram.

O vereador Fabio Magal também se posicionou publicamente sobre o impasse. Ontem, em entrevista ao programa Tropa de Elite, apresentado por Marinho Santos e Robertinho Scarpita, Magal negou ter entendido os documentos apresentados pela Prefeitura de Ilhéus. Segundo Fabio, os sindicatos lhe informaram que, a prefeitura está incorporando despesas com empresas terceirizadas aos custos com o funcionalismo público, o que não é correto.

Além disso, os sindicalistas também disseram ao vereador Magal que, a prefeitura tem garis que podem fazer a coleta de lixo. Contudo, prefere contratar uma empresa, promovendo a terceirização do serviço.



13 responses to “VEREADORES DESMENTEM INFORMAÇÃO DA PREFEITURA DE ILHÉUS

  1. CARO MAGAL.
    SE INFORME MELHOR JUNTO AO TCM SOBRE O PERCENTUAL DO INDICE DIRECIONADO AS TERCEIRIZADAS QUE IMPACTAM SIM NA FOLHA.
    OS SINDICATOS NEGAM PQ ESTAO AGINDO POLITICAMENTE, MAIS VC TEM QUE AGIR PELA VERDADE Q O TEM CONDUZIDO NA SUA VIDA.
    INFORME-SE AMIGO.
    1 ABRAÇO.

  2. MUITO BEM LUKAS PAIVA E ALLISSON MENDONÇA PARABÉNS TODOS SABENDO Q O GOVERNO É MENTIROSO E QUE MAGAL É PUXA SACO DE JABES ACORDA MAGAL O POVO TÁ DE OLHO EM VC FORA JABES.

  3. O mais interessante é que Ilhéus tem 19(dezenove) Vereadores, e apenas 3 deles estão desmentindo a informação dada pela Prefeitura de que as explicações sobre a folha foram dadas e que os Vereadores entenderam.
    Temos então duas hipóteses. Ou estes três Vereadores estão agindo de forma desonesta ou são extremamente burros para não terem entendido.

    Em qual das duas hipóteses ele preferem ser enquadrados?

  4. Você que deve e precisa se informar, nobre amigo! O vereador Magal está cumprindo o mandato ao qual lhe foi confiado, que é DEFENDER O POVO, nesse caso, os Servidores Municipais! Agora, se vc pensa o contrário, já sei o que te qualifica para isso.
    2 abraços!

  5. QUE VERGONHA,
    AINDA TEM QUEM DEFENDA ESSA TURMA.
    PREFEITO, COMEÇE A REDUZIR O SEU SALÁRIO, E O DOS GARGOS COMISSIONADOS AO MESMO VALOR DO ANO PASSADO, QUE A FOLHA ALCANÇA O ÍNDICE.

  6. Affff quanta falta de conhecimento tanto por parte dos vereadores quanto pela parte da prefeitura e dos sindicatos é no que dá esses vereadores não terem assessores e ficam pagando esses micos. Nao precisa se informar junto ao TCM/BA a LRF Lei de Responsabilidade é bem clara basta interpretá-las. Nao precisa de tanta celeuma. Vai ai meu caro amigo blogueiro uma aula 0800 para esses que nada entendem de gestão publica: Os limites de despesa com pessoal estão previstos na LRF no caput do artigo 18, o qual enumera vários gastos definidos como sendo de pessoal:
    1. os vencimentos e os salários dos ativos, os proventos dos inativos e pensionistas, embutidos em todos estes adicionais, gratificações, horas extras e vantagens pessoais de qualquer natureza, excetuando-se as verbas de caráter indenizatório (diárias, ajuda de custo, etc.);
    2. os encargos sociais (INSS, FGTS, PASEP) que a Administração seja levada a atender pela sua condição de empregadora;
    3. os subsídios dos agentes políticos (Governador, Deputado, Prefeito, Vereador);
    4.o montante despendido com terceirização de mão-de-obra que se refiram à substituição de servidores e empregados públicos.
    Na verificação dos limites definidos no caput do artigo 19, NÃO SERÃO computadas as despesas (art. 19, § 1°):
    a) de indenização por demissão de servidores ou empregados;
    b) relativas a incentivos à demissão voluntária;
    c) derivadas da aplicação do disposto no inciso II do § 6o do artigo 57 da Constituição Federal, ou seja, pagamento por comparecimento a sessão extraordinária convocada pelo Chefe do Executivo;
    d) decorrentes de decisão judicial e da competência de período anterior ao da apuração a que se refere o § 2° do artigo 18;
    e) com inativos, ainda que por intermédio de fundo específico, custeadas por recursos provenientes:
    1. da arrecadação de contribuições dos segurados;
    2. da compensação financeira de que trata o § 9o do art. 201 da Constituição;
    3. das demais receitas diretamente arrecadadas por fundo vinculado a tal finalidade, inclusive o produto da alienação de bens, direitos e ativos, bem como seu superávit financeiro. Querendo me contratar é só enviar proposta salarial para o email [email protected] kkkkkkkkk

  7. ETA JABES MENTIROSO…… No fascismo é assim, a mentira várias vezes repetida, torna se uma suposta VERDADE.

  8. CARO JOÃO MENDES…SE HÁ TRABALHADORES NA PREFEITURA QUE PODEM FAZER O SERVIÇO PARA QUE CONTRATAR EMPRESA? FICA CLARO QUE O GOVERNO QUER FAZER FESTA COM O DINHEIRO PUBLICO! SE A PREFEITURA PASSA POR CRISE FINANCEIRA, PRA QUE PAGAR ALGUEM SE JA TEMOS ”EM CASA” QUEM FAÇA TAL SERVIÇO? NÃO SERIA MELHOR VALORIZAR O FUNCIONARIO PUBLICO? VEJA BEM

    FUNCIONARIO = R$ 680
    FUNCIONARIO EMPRESA PRIVADA = R$ 800
    _____________________________________________

    SOMANDO OS 2 = R$ 1400

    ENTÃO SE A PREFEITURA VIVE DRAMA FINANCEIRO..POR QUE NÃO FAZER ASSIM ?

    FUNCIONARIO PUBLICO R$ 680,00 + 10% ( R$ 68,00 ) = R$ 748,00

    É PRATICAMENTE METADE DOS GASTOS! NÃO ESTAMOS MAS NA DECADA DE 90..ALEM DOS SINDICATOS SEREM MAIS ATUANTES, AS PESSOAS AGORA NÃO BAIXAM A CABEÇA FACILMENTE COMO ALGUNS FRACASSADOS E COMPRADOS DE ANTIGAMENTE! VAMOS AS RUAS!

  9. Só Jabes pode salvar Ilhéus
    Mas, o Prefeito insiste impositivamente na celebração do Pacto Social. Contudo, não existe pacto sem confiança. Ele quebrou a confiança e fez a população dele se distanciar.
    Por Aldircemiro Duarte – coordenador do Comitê de Entidades Sociais em Defesa de Ilhéus e Região (Coeso)
    Dos 132.366 mil votos apurados no último pleito municipal, 30,02%(39.733 votos) foram sufragados em favor do Prefeito Jabes Ribeiro(PP); enquanto 22,51%(29.705 votos) foram direcionados à Carmelita Ângela(PT) e, 15,55%(20,571 votos), creditados a Jorge Luiz(PSOL).
    Entretanto, os eleitores que optaram por protestar não votando em nenhum desses candidatos correspondeu a 31,92%,(42.257 mil), compreendendo a abstenções(33.037); votos nulos(6.105) e brancos(3.115). Apesar de 42.257 mil eleitores rejeitarem os três nomes apresentados a sociedade ilheense para governar o nosso município, a minoria elegeu o Prefeito Jabes Ribeiro com 39.733 votos.
    Trata-se de uma anomalia eleitoral que merece a atenção dos legisladores, porquanto, o candidato para ser eleito a cargo Executivo, deveria como regra, obter uma votação acima do total de votos invalidados, independente da sua vantagem em relação aos demais concorrentes. Esse fato coloca o prefeito Jabes Ribeiro no cenário da história política do país como um VITORIOSO REJEITADO, por estar inserido no quadro “sui generis” de Vitória Reversa.
    Não obstante a condição de vitorioso rejeitado, ao pressentir que a sua Administração moribunda é caso sem solução, buscou junto à sociedade civil organizada celebrar um Pacto Social, para dividir a responsabilidade do fracasso. E foi atendido.
    Pacto é acordo e se faz com transparência e seriedade. Mas, não foi esse o rumo dado pelo Alcaide que preferiu apresentar aos segmentos sociais, peças documentais contendo informes técnico-contábeis maquiados, para mascarar de verdade um suposto agravamento do quadro real pelo qual atravessa o Município e, assim, poder manobrar livremente as suas ações, inclusive, subtrair direitos dos servidores, por conta de uma situação senão inexistente, obscura, com apoio da sociedade.O tiro saiu pela culatra. A APPI e o SINSEPI contestaram, provaram e desmentiram a falsidade dos levantamentos apresentados pela Administração. E a mentira provocou o aborto do Pacto Social que nem chegou a embrião.
    Aliado a isso, a juventude do Reúne Ilhéus foi nitidamente lesada na sua boa fé pelo governo municipal que reteve os documentos principais para efeito de embasamento dos cálculos da tarifa do transporte coletivo e continua “empurrando com a barriga” o fornecimento desses dados, impossibilitando-a de elaborar a sua própria planilha para confrontar com a planilha a ser apresentada pelas concessionárias. Isso é falta de transparência e de respeito ao povo.
    Como se não bastasse, utilizando-se das suas velhas e conhecidas estratégias, o Prefeito buscou infrutiferamente, apoio junto ao PC do B para demitir 400 servidores, enquanto, contraditoriamente, em entrevista concedida à Rádio Metrópole, no Programa de Mário Kersetz, anunciou a demissão de 700 servidores públicos de Ilhéus. Um misto de mentira e terrorismo. O Prefeito não tem a “macheza” de cumprir com esse anúncio, nem mesmo usando o poder do qual sempre se investiu, a arbitrariedade,porque, além de esbarrar nos critérios legais, lhe falta apenas 18% para ser contemplado com a rejeição total – 100% – da população.
    Quanto à malfadada estratégia das demissões, o Prefeito esperou contar com o apoio dos servidores supostamente ameaçados para conflitar com os seus respectivos sindicatos, objetivando forçar um acordo, onde as entidades recuariam das suas reivindicações, em troca da suspensão das demissões, além de tentar, em vão, jogar a sociedade civil contra essas entidades sindicais, mas não conseguiu atingir o seu objetivo.
    Essas manobras ultrapassadas já renderam ao Prefeito a concentração do Reúne Ilhéus por 30(trinta) horas dentro e há mais de 72(setenta e duas) horas acampado frente ao Palácio Paranaguá, aguardando apenas cópias de documentos públicos solicitadas há mais de um mês, cujo Prefeito tem o dever de lei de fornecê-las. Afinal, existe algum problema para atender ao Reúne Ilhéus ?
    Rendeu, também, a insatisfação e repúdio da sociedade pela inexistência total dos serviços públicos nesses 07(sete) meses de gestão e, ainda, a suspensão temporária desses serviços – que já estão suspensos por inércia e incompetência do governo municipal – com indicativo de greve, caso o grupo palaciano não apresente às entidades sindicais com nitidez e fundamento, o índice de reajuste salarial dos servidores.
    Mas, o Prefeito insiste impositivamente na celebração do Pacto Social. Contudo, não existe pacto sem confiança. Ele quebrou a confiança e fez a população dele se distanciar. É caminho de ida ao precipício e não tem volta. O Município está entrando em colapso econômico, financeiro e social. A tendência é piorar, enquanto Jabes Ribeiro se mantiver no cargo de Prefeito. As pesquisas denunciam que 82% dos ilheenses não confiam no Prefeito e os 18% que faltam para complementar os 100% de rejeição serão atingidos logo, logo.
    O problema do Município não são apenas os problemas que a cada dia se agravam, pois, o principal problema é o Prefeito que não goza da confiança da população para resolvê-los em conjunto com a sociedade. Confiança quebrada é como noite perdida, não se recupera. Há quem diga que o Prefeito Jabes sempre tentou se espelhar em ACM. Só que ACM teve a sua fase de Malvadeza, mas, morreu como “Toinho Ternura”, enquanto Jabes, imutavelmente, continua o JABINHO PERVERSIDADE.
    O Pacto Social é a solução e o Prefeito Jabes Ribeiro a sua peça fundamental. Só ele pode salvar Ilhéus. Como? – POR AMOR E RESPEITO À ILHÉUS, RENUNCIANDO. AMÉM!

  10. E agora,pessoal?Vamos esperar 4 anos pra finalmente ficarmos livres desse senhor?Acho q já chegou a hora sim de se começar a pensar na saída de Jabes do governo.Se ele como nosso representante não quer nos ouvir,não está nem um pouco preocupado em representar nossos interesses mas apenas o dele e de seus lacaios pq ele deve continuar como prefeito?Não temos mais tempo a perder em Ilhéus.Pq esperar mais 6 meses ou 1 ano de uma administração truculenta e nada transparente para se então se tomar uma providência?Triste cidade.

    JABES VOCÊ NÃO ME REPRESENTA!!

  11. CETO PODERIA DIZER ATE QUE VC TA CERTO SE FUNCIONARIO PUBLICO TRABALHASSE MAIS A MAIORIA NAO QUER NADA.

  12. MARIANA DE JESUS ACORDAAAAAAAAAAA PQ ENTAO ELE NAO JA SALVOU ILHEUS?ESSA CIDADE MARAVILHOSA ACORDAAAAAAAAAA VAI PROCURAR UM TANQUE OU UM FOGAO PARA PILOTAR SUA IDIOTA VC DEVE TA MAMANDO E MUITOOOOOOOOOOO PRA TA DEFENDENDO TANTO VC DEVE SER DESSAS PESSOAS CARGO DE CONFIANÇA DEVE SER DA LAIA DELE RESIDE EM SALVADOR SO VEM QUANDO QUER COM NOSSO DINDIN PRA LA E PRA K MEDRIOCRE

  13. FUNCIONARIO PUBLICO QUER O DELE NA CONTA TODO MES CERTINHO TRABALHAR QUALLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL SO QUEM TRABALHA SAO OSS= IDIOTAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *