EMPRESA MILIONÁRIA EXPLORA BOLIVIANOS EM SP

Nessa manhã (27),  a Folha publicou uma reportagem sobre a exploração de bolivianos em São Paulo. Uma força tarefa do Ministério do Trabalho, Ministério Público do Trabalho e Receita Federal, encontrou 28 deles trabalhando em condições análogas à escravidão, em três oficinas que confeccionavam roupas das grifes Le Lis Blanc e Bo.Bô (Bourgeois e Bohême).

As duas marcas de luxo são da Restoque, grupo empresarial com 212 lojas no Brasil. A Restoque encerrou o primeiro trimestre desse ano com receita líquida de R$ 195 milhões. Indagada pela reportagem da Folha, a empresa informou que não tem relação com as oficinas flagradas. 

Não é o que constatou a auditoria fiscal. O flagrante aconteceu no dia 18 de junho. A grife já foi autuada e pagou R$ 600 mil de indenização aos 28 bolivianos – quase todos em situação irregular no país. Segundo o auditor, Luís Alexandre Faria, além das condições ignóbeis de trabalho, os imigrantes cumpriam jornadas de 12 a 14 horas nas oficinais de São Paulo. 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *