NÃO SE ENTREGUE AO PÓ DE ARROZ, CRISTÓVÃO!

Cristóvão Borges, técnico do Bahia.
Cristóvão Borges, técnico do Bahia.

Por Thiago Dias

Notícias dessa tarde (29): Abel Braga, técnico do Fluminense, foi demitido; Cristóvão Borges, do Bahia, é especulado para ocupar a vaga. Há mais do que futebol no jogo dos significados que essas notícias suscitam.

Cristóvão Borges é negro e lançou-se como técnico no Vasco. O clube carioca tem em sua história o grande mérito de acolher, abertamente, jogadores negros no seu elenco. Foi um posicionamento político de inclusão.

A torcida do Fluminense tem o pó de arroz como seu símbolo. O motivo histórico às vezes é tratado como curiosidade excêntrica, mas foi um episódio racista. O negro Carlos Alberto se pintou de branco para jogar pelo clube de Laranjeiras, mas a farsa se desfez com o suor do jogador. A massa racista que acompanhava o espetáculo riu e gritou: “pó de arroz, pó de arroz“.

No Brasil, o jogador de futebol negro garantiu seu espaço. No entanto, isso ainda não foi alcançado pelos treinadores. O cargo de técnico pressupõe exercício de poder. O racismo velado brasileiro resiste à presença de negros no comando. A revista Placar deu uma de suas capas recentes ao tema (racismo no futebol brasileiro). A edição traz uma entrevista contundente do técnico Lula Pereira. Ele já ouviu a seguinte explicação de empresários: “o pessoal do clube gostou do seu perfil, mas, me desculpe, você é preto”.

Quando Andrade se sagrou como o primeiro técnico negro campeão brasileiro, no comando do Flamengo, em 2009, ele tinha assumido o cargo como interino. Sete meses depois foi demitido, com o alto desempenho de 70% dos pontos conquistados.

Atualmente, Andrade e Lula Pereira estão desempregados e Cristóvão Borges é o único técnico negro nas séries A e B do Brasileirão.

É muito significativo que Cristóvão Borges tenha despontado como treinador no Vasco, ainda que pelo acaso infeliz de Ricardo Gomes. O sentido aumenta com o seu sucesso recente no Bahia – o time mais popular da cidade mais negra fora do continente africano.

Cristóvão vive ótima fase no Bahia. Ele é responsável direto pela evolução do time, o racismo não consegue esconder isso. O clube baiano passa por um momento de transformações estruturais (com a intervenção pública). A permanência do treinador ajudará a reestruturação organizacional, mantendo o bom desempenho em campo.

O Fluminense, certamente, terá uma proposta salarial tentadora, se for verdadeira sua intenção de contratá-lo. Mas o Bahia precisa de você, Cristóvão, não se entregue ao pó de arroz! 

O TEATRO POPULAR DE ILHÉUS COMEMORA 18 ANOS

capa agosto compcEm agosto, o Teatro Popular de Ilhéus (TPI) completará 18 anos. O mês será marcado pela comemoração, com a apresentação de um espetáculo por semana.

A peça “Teodorico Majestade – as últimas horas de um prefeito” abrirá as comemorações. O cordel marca a estrutura dessa narrativa sobre o prefeito corrupto de Ilha Bela. Romualdo Lisboa assina a autoria do texto e a direção do espetáculo. A classificação indicativa é de 14 anos.

A encenação estará em cartaz na Tenda do TPI, na quinta-feira (01), sexta (02) e sábado (03), sempre às 20 horas.  Os ingressos custarão R$ 20,00 e R$ 10,00. 

Mais informações no site da ONG. 

IGREJA BATISTA LINDINÓPOLIS COMEMORA 55 ANOS

igreja certaA Igreja Batista Lindinópolis de Ilhéus comemora 55 anos. As comemorações serão no próximo fim de semana (3 e 4 de Agosto).

A sede da Igreja é na Avenida Luis Viana Filho, no Alto da Conquista. Além de corais, coreografias e participações musicais, as celebrações contarão com a participação do pastor Josias Novais, de Jequié.

Três cultos especiais de adoração e louvor serão realizados na comemoração. Um no sábado (3), a partir das 19 horas. E dois no domingo (4), o primeiro, às 10 horas da manhã e o segundo será as 18:30. 

A Escola Bíblica Dominical aproveita para informar que funcionará normalmente, a partir das 9 horas, mesmo com as comemorações previstas para o próximo fim de semana. 

CINECLUBE VISITA O NELSON COSTA

images (2)O projeto itinerante do Cineclube Équio Reis visita o Nelson Costa. Na noite de terça-feira (30), a partir das 19:30,  será exibido o documentário Muito além do peso, dirigido por Estela Renner. A projeção será na sede da Filarmônica Capitania dos Ilhéos, a entrada é franca.

O filme escolhido discute o drama de crianças que sofrem com doenças típicas de adultos, como diabetes e problemas cardíacos. O documentário também reflete sobre a obesidade infantil. Sua classificação indicativa é livre. 

O evento dessa terça-feira, no Nelson Costa, encerrá a temporada itinerante do Cineclube Équio Reis, que já visitou o Nossa Senhora da Vitória, a Conquista e o Basílio. A iniciativa é do Núcleo de Produção Audiovisual do Teatro Popular de Ilhéus com apoio das comunidades locais.

GREVE CONTINUA EM ILHÉUS

 

Servidores ilheenses decidem permanecer em greve.
Servidores ilheenses decidem permanecer em greve.

Na manhã desta segunda-feira (29), servidores ilheenses de todas as categorias decidiram manter a greve por tempo indeterminado. 

Mais uma vez reunidos em frente à Prefeitura de Ilhéus, os movimentos sindicais decidiram também que essa semana será marcada por atos públicos, caso Jabes Ribeiro continue ignorando o diálogo franco sobre o reajuste salarial dos trabalhadores. 

Durante a assembleia dessa manhã, os servidores municipais voltaram a denunciar “os desmandos administrativos praticados pelo governo municipal, como o inchaço na folha de pagamento, com a contratação de cargos comissionados, aumentos exorbitantes dos salários dos secretários municipais, além da contratação de empresas para a terceirização de serviços”. 

Os trabalhadores também afirmaram que não cederão à pressão do governo municipal, nem hesitarão diante das ameaças e tentativas de intimidação feitas por Jabes e seus secretários municipais. 

SARNEY TEM INFECÇÃO RESPIRATÓRIA AGUDA

José Sarney.
José Sarney.

O senador José Sarney foi internado na madrugada de domingo (28). O ex-presidente chegou ao UDI Hospital sentindo calafrios e com febre. 

Nessa manhã (29), o hospital da capital maranhense divulgou boletim médico informando que Sarney tem infecção respiratória aguda. Mas seu quadro de saúde é estável. 

Com 83 anos, José Sarney ficará internado até sua “recuperação completa”, informou o boletim. Não há previsão de alta. 

DEPUTADO ESTADUAL PEDRO TAVARES PARABENIZA ITABUNA

Pedro Tavares.
Pedro Tavares.

No domingo, dia 28 de julho,  Itabuna comemorou 103 de emancipação política e administrativa. 

Em homenagem ao marco histórico, o deputado estadual Pedro Tavares (PMDB) apresentou monção de congratulações na Assembleia Legislativa da Bahia. “É com muita alegria que parabenizo Itabuna e sua população pela passagem de data tão importante. Desejo prosperidade e felicidades a todos”, destacou o parlamentar.

RESTAURANTE POPULAR SERÁ REABERTO NESSA SEGUNDA-FEIRA

Fila do restaurante popular na reabertura. Imagem: Gabriela Caldas
Fila do restaurante popular na reabertura.
Imagem: Gabriela Caldas

O Restaurante Popular, fechado desde 2011, foi reinaugurado ontem (28) e aberto à população nessa segunda-feira (29) a partir das 11h até as 14h.

O restaurante vai fornecer refeições diárias ao custo unitário de R$2,00 de segunda à sexta-feira, com um cardápio em que arroz com feijão será prato principal, com acompanhamento de macarrão, salada, picadinho nordestino, dobradinha, verduras, pirão, legumes, frango assado e carnes.

A população que contava com o restaurante para fazer suas refeições, está feliz e já compareceu para almoçar nesse primeiro dia de funcionamento. 

PREFEITO DE ITABUNA INAUGURA OBRA INACABADA

Prefeito Claudevane Leite presidente Paulo Bicalho secretário Jorge Solla e autoridades descerram placa de inauguração do Pronto Socorro - Foto Gabriel de OliveiraNo último sábado (27), em comemoração ao aniversário de Itabuna, o prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, juntamente com o secretário de saúde da Bahia, Jorge Solla, e o presidente da Fundação de Assistência à Saúde de Itabuna (Fasi), Paulo Bicalho, reinaugurou o Pronto Socorro do Hospital de Base.

O Pronto Socorro que segundo a prefeitura, foi beneficiado com nivelamento de piso, reparos nas redes elétrica e hidráulica, colocação de azulejos, teto de gesso, eliminação de infiltrações, substituição de caixões e portas, recuperação dos banheiros, sala de espera e recepção, foi fechado logo após sua reinauguração.

A obra é parte da readequação da unidade ao padrão de protocolo de emergências, mas ainda não foi concluída. De acordo com Paulo Bicalho, deve demorar 30 dias para que tudo fique pronto. Por enquanto, o atendimento continua na emergência provisória.

FETO OU BEBÊ ENCONTRADO PRÓXIMO AO CENTRO COMERCIAL

No início da manhã dessa segunda-feira (29), após denúncia de populares, a polícia militar de Itabuna encontrou um feto bem desenvolvido, com aparência entre 8 e 9 meses, próximo à rodoviária .

Pelo mau cheiro do local e aparência do feto, acredita-se que ele tenha sido abandonado há mais de 24 horas. Segundo informações de moradores de rua que vivem na área, uma mulher abandonou a criança durante a madrugada.

É preciso aguardar agora, levantamento cadavérico da polícia técnica e investigação para definir se o caso se trata de um bebê recém nascido ou feto.

Clique em leia mais se quiser ver uma foto. Atenção, a imagem é muito forte. 

(mais…)

JABES DEVE CEDER SE NÃO QUISER CAIR

Esqueça Maquiavel Jabes. Volte o seus rosto para Gramsci.
Esqueça Maquiavel Jabes. Volte o seu rosto para Gramsci, à esquerda.

Por Emílio Gusmão

Ao ler um artigo sobre Antonio Gramsci, filósofo e teórico marxista cuja clarividência de suas teorias se constitui, ainda hoje, num legado reflexivo importantíssimo, deparei-me com este pensamento: “Negligenciar e desprezar os movimentos ditos espontâneos, ou seja, renunciar a dar-lhes uma direção consciente, a elevá-los a um patamar superior, inserindo-os na política, pode ter consequências sérias e graves. (…) Uma crise econômica determina, por uma lado, descontentamento nas classes subalternas e movimentos espontâneos de massa, e, por outro, complôs de grupos reacionários que exploram o enfraquecimento objetivo do governo para tentar golpes de Estado.”

Fixei meu pensamento na crise política que tomou conta de Ilhéus nos últimos dias, envolvendo o Movimento Reúne Ilhéus, os sindicatos dos servidores municipais em greve e o acuado governo do prefeito Jabes Ribeiro.

Como um simples analista, posso até estar enganado, mas, pelo que me parece, só resta ao Prefeito de Ilhéus um caminho: transigir, ouvir, ceder e reconhecer os contrários a partir de um diálogo intenso e amplamente democrático.

Jabes deve reduzir a contratação de mão de obra terceirizada como forma de reduzir as despesas com pessoal.  Os servidores municipais que atuam na limpeza pública estão dispostos a assumir a coleta de lixo, desde que, o município assuma todos os encargos e obrigações trabalhistas, além de locar os caminhões. Esse acordo pode ser feito numa ampla discussão com a sociedade. Dessa forma, o sindicato assumirá parte da responsabilidade numa eventual crise no serviço.  Se o governo honrar sua parte, não restará aos servidores outro caminho que não seja o cumprimento do acordo.

Recentemente, a prefeitura firmou contrato com uma empresa de iluminação pública que vai fornecer lâmpadas e eletricistas. A mão de obra prevista no contrato é desnecessária, pois o quadro de servidores dispõe de profissionais habilitados para esse serviço.

A interrupção desses dois contratos (lixo e iluminação pública) acabaria com a nuvem de desconfiança sobre eles, haja vista que duas, das três empresas envolvidas, foram criadas recentemente. Eliminaria a impressão de que elementos importantes do governo teriam interesses “anormais” pela continuidade da terceirização.

O prefeito precisa explicar a inclusão de gastos com procedimentos de alta e média complexidade (na área de saúde) nas despesas com pessoal. Os sindicatos insistem nessa tecla e o governo até agora não deu explicações razoáveis.

Jabes deve reduzir despesas com cargos comissionados, eliminar funções desnecessárias, reduzir os vencimentos dos secretários e o próprio.

É necessário também tornar o governo transparente. Não cabe mais a desculpa da falta de recursos que impede a contratação de uma empresa especializada na confecção de um site. Recentemente, o município abriu pregões para contratar empresas de clipagem de notícias e rádio-escuta. Também pretende abrir licitação no valor de R$ 600 mil para firmar contrato com uma agência de publicidade. Essas duas informações reforçam a tese de que a transparência foi deixada em “segundo plano”.

Desde o início do mandato, Jabes cria comissões sem finalidade, que não chegam a nenhuma conclusão. Tanto os sindicatos como o Reúne Ilhéus encaram esses grupos como mecanismos para empurrar as decisões reivindicadas. Em relação ao transporte coletivo, essa postura reforça a boataria de que Jabes tem ligações antigas com as empresas do setor (boato nunca provado).

No Ceará, a empresa Viamentro (concessionária em Ilhéus) cobra a tarifa de R$ 1,55 num itinerário de 17 Km (Juazeiro do Norte a Barbalha). Por que a mesma empresa cobra R$ 2,40 do Teotônio Vilela à Central de Abastecimento do Malhado? Os escassos veículos disponibilizados nas linhas que passam nas estradas vicinais justificam tamanha diferença?

Jabes precisa dirimir essas dúvidas, eliminar de sua figura política a névoa do conservadorismo reacionário que a rodeia, da liderança política formada no velho MDB do Doutor Ulisses, hoje lamentavelmente influenciada pela “direitona baiana”, representada por João Leão, Mario Negromonte, Ronaldo Carletto e assemelhados.

Caso Jabes insista no confronto (não reconhecimento da pauta dos manifestantes, ameaças de perseguição, cortes de salários e demissão em massa) estará dando margem para a convulsão social. Em vários bairros, surgem manifestações espontâneas de moradores descontentes com a falência dos serviços públicos.

Se esses moradores decidirem rumar à Praça J.J. Seabra, Jabes Ribeiro, ainda mais acuado, não terá outro caminho a não ser renunciar. É impossível comandar uma cidade em que os cidadãos não reconhecem a autoridade do alcaide e ainda colocam sua integridade física em risco (atitude desnecessária e lamentável).

Ainda há uma saída para Jabes.

Primeiro, deve esquecer a interpretação equivocada que faz dessa frase de Maquiavel: “pois um homem que, sob todos os aspectos, quiser levar adiante apenas o emprego da bondade, estará propenso a ficar arruinado em meio a tantos que são maus”.

Ele deve seguir o conselho de Gramsci e reconhecer os movimentos. Daí em diante, deverá reiniciar seu governo com ampla transparência e democracia, dirimir todas as dúvidas relacionadas ao orçamento do município e dividir responsabilidades com os manifestantes.

NO CEARÁ A VIAMETRO COBRA R$ 1,55. EM ILHÉUS R$ 2,40. POR QUE JABES?

66423_686548584692657_1965415923_n

Segundo informações do R2cpress, o empresário José Leite de Souza, autor da coluna semanal “Do Fundo do Baú do José Leite”, em visita à Juazeiro, constatou que a empresa Viametro (concessionária que também atua em Ilhéus) cobra R$ 1,55 na linha que liga Juazeiro do Norte a Barbalha, cujo itinerário mede 17 km. Em Ilhéus, a mesma empresa está autorizada pelo município a exigir a tarifa de R$ 2,40

Com o intuito de corrigir essa distorção, o Movimento Reúne Ilhéus continua acampado em frente ao Palácio Paranaguá. Eles reivindicam a diminuição do valor da passagem para R$ 2,00 e exigem o balancete completo das empresas de transporte coletivo Viametro e São Miguel, bem como a melhoria da qualidade dos serviços.