MÃE STELLA É A PRIMEIRA IALORIXÁ IMORTAL

Mãe Stella durante cerimônia na ABL. Foto: Egi Santana /G1.
Mãe Stella durante cerimônia na ABL. Foto: Egi Santana /G1.

Na última quinta-feira (12), em Salvador, Mãe Stella de Oxóssi assumiu a cadeira 33 da Academia de Letras da Bahia (ALB), posto ocupado originalmente pelo poeta Castro Alves.

Stella de Azevedo dos Santos é a primeira mulher negra e mãe-de-santo a conquistar tal honraria – a primeira Ialorixá Imortal. Mãe Stella tem 88 anos, é graduada em enfermagem pela Universidade Federal da Bahia e autora de 6 livros publicados. 

“Muitas pessoas lutaram para que eu pudesse ocupar esta cadeira. Entre elas. o patrono, que em vozes da África, clamou por nós. Se minha bisavó chegou ao Brasil presa a muitos outros negros africanos, hoje aqui me encontro acorrentada por um adorno que me une a todos os baianos, brasileiros e humanos. Letrados ou não letrados. O poeta dos escravos desejava ver todos os homens tratados com igualdade de condições. Por isso escreveu um dos mais conhecidos poemas da literatura brasileira, ‘O Navio Negreiro'”, refletiu Mãe Stella durante seu discurso de posse. 

Com informações do G1.

REPRESENTANTES DA CDL DE ILHÉUS SE REÚNEM COM AUDITORES FISCAIS

Reunião ocorreu na sede da CDL. Foto: Gidelzo Silva.
Reunião ocorreu na sede da CDL. Foto: Gidelzo Silva.

Na última quinta-feira (12), os diretores da Câmara de Dirigentes Lojistas de Ilhéus (CDL) reuniram-se com José Henrique Abobreira e Ruy Alves Amorim, auditores fiscais da Inspetoria Fazendária de Ilhéus. O encontro aconteceu na sala de reuniões do Sindicato do Comércio.

Em pauta, os benefícios da lei nº 12.903 sancionada pelo governador Jaques Wagner, no dia 05 de setembro. “Os contribuintes que possuem débitos do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) podem quitá-los com desconto de até 100% de multas e acréscimos moratórios para pagamento à vista, e de até 80% para casos de parcelamento em até oito vezes”, informou Ruy.

Para consultar o valor do seu débito e liquidar a dívida, o contribuinte pode acessar o site da Secretaria da Fazenda da Bahia (www.sefaz.ba.gov.br). É necessário informar o número do PAF – Processo Administrativo Fiscal.  A Secretaria também disponibilizou o número telefônico 0800 071 0071, para esclarecer possíveis dúvidas. 

JABES INDICA MAIS UM COORDENADOR DO SAC

Thiago Borges.
Thiago Borges.

Ontem (sexta-feira,13), o servidor público Thiago Viana Borges foi nomeado Coordenador do Posto SAC Ilhéus pelo governador Jaques Wagner (PT).  

A indicação para o cargo de coordenação pertence ao Partido Progressista, aliado do governo estadual. Por isso, Thiago foi indicado pelo prefeito Jabes Ribeiro (PP).

O novo coordenador do SAC estuda Psicologia e é formado em Letras. Além da formação acadêmica, Thiago Borges já acumula 11 anos de experiência no serviço público. 

FALTA ÁGUA NO IGUAPE E MORADOR RECLAMA DA EMBASA

embasa-1Na manhã deste sábado (14), um morador do Iguape entrou em contato com este Blog para reclamar sobre a falta de água. Segundo ele, o problema, no bairro, parece afetar exclusivamente a Rua da Linha. 

O cidadão reclama também sobre o “péssimo” serviço de atendimento da EMBASA. De acordo com o habitante do Iguape, os atendentes da empresa nunca informam uma previsão para o fim do problema e, além disso, recusam fornecer o número de protocolo que comprova o recebimento da queixa e dá acesso posterior à gravação da conversa telefônica. 

PREFEITA DE UNA MORA EM ILHÉUS, SEGUNDO BLOG

Diane Rusciolelli.
Diane Rusciolelli.

Segundo o Blog GCM Pereira, a prefeita de Una, Diane Rusciolelli (PSD), não mora na cidade que ela administra – o que é ilegal no Brasil.

Diane é prefeita de Una, mas reside em Ilhéus. 

Para reafirmar a ilegalidade desse tipo de caso, o veículo retomou uma notícia do ano passado. Em 20/04/2012, o vice-prefeito de Presidente Kennedy, no Litoral Sul do Espírito Santo, Edson da Rocha Nogueira, foi afastado por não residir no município, segundo o Tribunal de Justiça do estado (TJ-ES) (confira aqui).

Com informações do GMC Pereira Una.

NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DE LUIZ GUSHIKEN

Luiz Gushiken.
Luiz Gushiken.

Por Dona Marisa Letícia e Luiz Inácio Lula da Silva

Luiz Gushiken foi um militante político brilhante, um conselheiro, um companheiro e um grande amigo. Um homem íntegro que dedicou sua vida à construção de um Brasil mais justo e solidário. No Sindicato dos Bancários de São Paulo, no Partido dos Trabalhadores, na Assembleia Constituinte, no governo e em todos os espaços em que atuou, sempre defendeu a democracia, a classe trabalhadora e um mundo com mais harmonia e justiça social.

Nunca esqueceremos a contribuição generosa de Gushiken para a construção desse Brasil  que sonhamos juntos e que sem ele não seria possível.

Neste momento de dor, queremos nos juntar e prestar nossa solidariedade aos seus familiares, amigos e todos aqueles que, como nós, só podem agradecer a Deus ter convivido com uma pessoa tão iluminada quanto Luiz Gushiken.

Nossos mais sinceros sentimentos.

DEIXE FAZER, DEIXE PASSAR, O MUNDO VAI POR SI MESMO!

jamal-padilha (1)

Por Mohammad Jamal

Há alguns meses venho perdendo gradativamente o interesse de escrever, de opinar e de refletir repercussivamente na mídia o meu pensamento e juízo crítico sobre as dimensões e metodologias extravagantes adotadas nas práticas políticas em nossa comuna. Estou pasmo, vendo a ficção e o inimaginável consolidarem-se em fatos estarrecedores à nossa realidade concreta como se fossem simples trivialidades agregadas ao nosso dia a dia.

O meu desconforto e inquietação me impõem buscas infrutíferas por respostas ao que vivencio em repúdio, porquanto abjeto e imoral. Custa-me aceitar e acreditar no que vejo. E lá vou eu em busca do socorro que imagino poder encontrar nos grandes teóricos da sociologia, da política, da filosofia; pensadores eméritos que se debruçaram sobre as relações humanas e os sistemas políticos na história das civilizações. Mesmo assim, não encontro uma resposta ajustável ou, no mínimo, plausível às bizarras práticas posta em uso, enquanto cinicamente verticalizadas sobre a apatia das massas. Tudo isso como se estivéssemos envolvidos um simbólico processo de invisibilidade seletiva: pensamos, mas não existimos, não contamos… É massa, não! Continuo em dúvida.

Teria havido algum Recauchutar silencioso no liberalismo reformista empreendido e votado na calada da noite nalguma Comissão Legislativa? Quem sabe? Sempre entendi o liberalismo como sendo algo unânime e igualitário em termos de plenitude no usufruto das liberdades constitucionais. Mas parece que ocorreram modificações dimensionais restritivas; pelo que vivenciamos, posso até dizer, radicais! Algo podre, porquanto constituído pró-tendência e benefício da facção dominante do reformatado liberalismo autoinstituído.

Numa determinada situação política, podemos entendê-la claramente como a referir-se a si mesma como sendo a detentora de um “liberalismo singular” enquanto suprimem premissas, imunidades, franquias, direitos e intimidades consensuais do liberalismo às outras facções minoritárias; nesse caso, constituídas pelo do povo que a construiu diferentemente para si com suor e sangue de gerações. O que vemos agora é um factoide, um pretenso liberalismo pirata, segregacionista em sua própria lateralidade e estilística minoritariamente elitista em franco desfavor do povo.

(mais…)