PROFESSORES INDÍGENAS REIVINDICAM REESTRUTURAÇÃO DA CARREIRA

Reunião da Bancada do PT da Assembleia Legislativa da Bahia.
Reunião da Bancada do PT da Assembleia Legislativa da Bahia.

Nessa terça-feira (24), durante mais uma reunião da Bancada do PT da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), um grupo de professores indígenas reivindicaram a reestruturação da carreira para os profissionais que trabalham nas tribos.

A categoria pleiteia o aumento de salário, que chega a ser 40 % menor do que os outros professores, além  da realização de novos concursos públicos, que não acontece há 13 anos. 

Os índios esperam que o projeto de lei que regulamenta a criação de um plano de cargos e salários para a categoria, seja aprovado na Alba, e para ter a solução rápida, o grupo se mostrou flexível à uma conversa com a oposição ao governo. A Bancada só tem 14 deputados a favor do governo e eles precisam de no mínimo 32 para que o projeto seja aprovado.

No total, cerca de oito mil jovens estudam nas 18 escolas indígenas disponíveis em todo estado. 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *