PACIENTE CORRE RISCO DE VIDA E NÃO CONSEGUE ATENDIMENTO EM ITABUNA E ILHÉUS

Paciente à espera de atendimento dentro da ambulância. Imagem: Gabriela Caldas/Blog do Gusmão
Paciente à espera de atendimento dentro da ambulância.
Imagem: Gabriela Caldas/Blog do Gusmão

Na manhã dessa segunda-feira (30), houve um “jogo de empurra” entre o Hospital de Base e o Hospital São Lucas em Itabuna, para prestar atendimento a um paciente do município de Ibirapitanga.

Ele sofria um pré-infarto e foi para Hospital de Base para ser internado. Acontece que ao chegar ao hospital, médicos mandaram que o homem de mais de cinquenta anos, fosse encaminhado para o São Lucas, que segundo eles, é especializado em problemas cardiovasculares.

O paciente foi levado para o Hospital São Lucas, mas sua família foi informada que havia outras seis pessoas na mesma situação aguardando para serem atendidas. Ou seja, ele precisaria esperar.

A ambulância retornou ao Base para tentar novamente, pois o senhor estava com muitas dores. Segundo o enfermeiro que acompanhava o paciente, o problema pode estar nas cotas que o município de Ibirapitanga possui no Hospital de Itabuna. Ele acredita que já tenha ultrapassado o número de atendimentos do convênio com a cidade e por isso se recusaram a atender.

Cansados de ir para um e outro hospital em Itabuna, a família optou em ir para Ilhéus, pois o paciente corre risco de vida. No Hospital Regional, apesar de ter vaga, não tem médico. No Hospital São José o fato se repete e ele precisará esperar até as 14h30min por um médico, para  saber se finalmente poderá ser internado.

A família está desesperada, pois o coração do paciente está crescendo, segundo informações do médico que prestou o primeiro atendimento em Ibirapitanga. Essa espera pode custar sua vida.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *