MÉDICO É PRESO POR ABUSO SEXUAL

Wesley Ferraz foi preso no próprio consultório, em Porto Seguro. Foto: Notícia Agora.
Wesley Ferraz foi preso no próprio consultório, em Porto Seguro. Foto: Notícia Agora.

Em Porto Seguro, doze mulheres já afirmaram à delegada Viviane Scofield, da  Delegacia Especial de Atendimento à Mulher – DEAM, que sofreram abuso sexual do dermatologista Wesley Ferraz de Carvalho (56 anos).

Segundo as vítimas, o médico costumava apalpar seus seios e genitálias durante as consultas. O atendimento só era realizado com portas trancadas. Wesley justificava os toques em partes íntimas com o pretexto de fazer exames mais detalhados. Nascido em Itapetinga, o acusado atendia há 15 anos em Porto Seguro.

A acusação mais recente contra o médico é grave. Segundo a mãe de uma garota de 13 anos, sua filha tinha um problema no braço, no entanto, Wesley, de forma repentina, abaixou a blusa da menina e apalpou seus seios. A mulher e a adolescente registraram queixa na DEAM.

Na sexta-feira (29), o mandado de prisão contra o médico foi cumprido. A delegada Viviane Scofield disfarçou-se de paciente e prendeu Wesley no consultório. 

A polícia também apreendeu listas de pacientes do médico e tentará descobrir se outras mulheres também podem ter sido abusadas por ele. Wesley vai responder por violação sexual (agravada por fraude) e estupro de vulnerável. 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *