SINDILIMP CONTESTA SOLAR AMBIENTAL

LIXO 19 MILHÕESEm Ilhéus, a licitação dos resíduos sólidos (lixo) continua indefinida. No dia 29 publicamos que a empresa Solar Ambiental apresentou o menor valor depois que os envelopes com as tomadas de preços foram abertos.

A licitação será válida por 2 anos e o total do contrato soma R$ 19 milhões. A Horus e a Ferreira Lima também estão na disputa. A Solar venceu a etapa por ter se proposto a realizar o serviço com um desconto de R$ 150 mil, a cada mês.

O Sindicato dos Trabalhadores em Limpeza Pública (SINDILIMP) teme que o valor estipulado pela Solar prejudique sua categoria. Em ofício enviado à comissão responsável, os sindicalistas afirmam que a proposta é ilegal, pois na previsão de custos a empresa se propõe a gastar 65% com encargos trabalhistas.

Uma convenção trabalhista assinada por trabalhadores e empresários, em 2012, exige que as empresas paguem o percentual de 82,30% sobre o custo de mão de obra.

O erro da Solar Ambiental, em desacordo com a legislação trabalhista, permitirá que as demais concorrentes recorram ao judiciário para tentar mudar o resultado.

Recentemente, a justiça anulou um processo vencido pela mesma empresa em Uruçuca.



One response to “SINDILIMP CONTESTA SOLAR AMBIENTAL

  1. Só para constar, a empresa Ferreira Lima está inelegivel e inidonea pela prefeitura de Itabuna, ou seja, não pode licitar e as prefeituras da redondeza já estão sabendo disso. por quê em Ilheus o povo não sabe ainda?????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *