ISAAC AFIRMA QUE CICLOFAIXA É ILEGAL

Isaac Albagli.
Isaac Albagli. 

O Secretário de Desenvolvimento Urbano de Ilhéus, Isaac Albagli, decidiu tratar como “ilegal” a intervenção urbana que resultou na pintura de uma ciclovia na Avenida Lomanto Júnior.

Segundo ele, “a Sedur vai acionar a Procuradoria Geral do Município para que sejam tomadas providências legais contra os autores da interferência ilegal, após a identificação dos mesmos”. 

O secretário afirmou que a intervenção urbana desrespeitou a autoridade pública e pode estimular o tráfego de bicicletas sobre a ponte, o que seria perigoso.

Comentário do Blog.

Ciclistas usam aquela via todos os dias e, sem a ciclofaixa, o perigo já era grande. É certo que esse tipo de trabalho requer rigor técnico, no entanto, a atitude do grupo pode ajudar o governo municipal a olhar com mais atenção para o problema da mobilidade urbana.

Preocupado com a segurança dos cidadãos no trânsito caótico de Ilhéus, o secretário poderia mandar consertar os semáforos da cidade. Alguns estão quebrados há meses, como o da Avenida 13 de Maio (lembre aqui).



8 responses to “ISAAC AFIRMA QUE CICLOFAIXA É ILEGAL

  1. Interessante, o Exmº Secretário afirma” a intervenção urbana desrespeitou a autoridade pública e pode estimular o tráfego de bicicletas sobre a ponte, o que seria perigoso” e o que será que o secretário fala sobre os “quebras-molas” construídos pela população para tentar resolver seus problemas. ??????????

  2. Por falar em segurança, bem que o secretário (s) poderia (m) tirar os veículos que transitam nas prais do sul, cristo, norte, bem como, colocar os fiscais da SETRANS na rua para trabalhar e NÃO MULTAR.

  3. Tomara que esse fato faça os responsáveis pelo projeto da nova ponte pensarem na mobilidade, visto que a população clama por esta. Uma ciclovia é, sem dúvidas, necessidade básica nesse almejado projeto.

  4. Fora Jabes e seus Secretarios inúteis… CICLO FAIXAS JÁ!!!! A ideia foi ótima e tem o Apoio da população!!!

  5. Um bosta n’água que nada faz senão defender o indefensável. É apenas mais uma das futuras viúvas que serão obrigadas a sobreviver à custa do que economizaram, porque não terão direito a “pensão vitalícia” paga pela Prefeitura de Ilhéus. A não ser que a Câmara, legisle em benefício desses futuros desassistidos remanescentes da frutuosa Era Jabes!
    Ante a inércia da cidadania do coletivizado, um axioma assume a função absenteísta da Justiça Vegetativa – aquela que tarda, mas tarda mesmo e falha – “O tempo é o senhor de todas as verdades.”.
    Quem sobreviver verá!

  6. eu como uzuario continuo das avenidas e vias publicas de ilheus, penso que o poder publico deveria tratar as cidadaos e ciclistas con mais respeito.
    E procurar junto dezenvolver melhorias para o progresso de nossa ILHEUS…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *