JABISTA DENUNCIA “IRMÃ ÂNGELA” POR CRIME ELEITORAL

Deputada estampou o próprio nome e a frase "um mandato de fé e serviço" na camisa do Bloco Zé Pereira. Imagem: reprodução/Facebook.
Deputada Ângela Sousa estampou o próprio nome e a frase “um mandato de fé e serviço” na camisa do Bloco Zé Pereira. Imagem: reprodução/Facebook.

Neste sábado (1º), o cidadão Melck Rabelo, jabista declarado, usou o Facebook para criticar o comportamento político da deputada estadual Ângela Sousa.

Segundo ele, a deputada do PSD-BA cometeu crime eleitoral ao estampar seu nome nas camisas do Bloco Zé Pereira, que desfilou pelas ruas do Pontal, em Ilhéus, na noite de sexta-feira 28.

Na camisa, o nome Ângela Sousa aparece acompanhado pela frase “um mandato de fé e serviço”.

Conforme Rabelo, Ângela Sousa violou a Lei nº 9.504/97, que regulamenta as eleições para cargos dos poderes legislativo e executivo. Ele lembrou a deputada que “apoiar bloco pode, mas, nome em camisa é propaganda eleitoral” (veja aqui). 

Segundo o Art. 36 da Lei 9.504/97, “a propaganda eleitoral somente é permitida após o dia 5 de julho do ano da eleição”. 

OS BURACOS E O LIXO DO “DESENVOLVIMENTO”

Esta é a Rua Uruguaiana, no Malhado, em Ilhéus.
Esta é a Rua Uruguaiana, no Malhado, em Ilhéus.

Em contato com o vereador Cosme Araújo, moradores da Rua Uruguaiana (Malhado) denunciaram o descaso da Prefeitura de Ilhéus e da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano. A rua está muito suja (com o acúmulo de lixo e lama) e cheia de buracos.

O vereador esteve na Rua Uruguaiana e criticou a secretaria comandada por Isaac Albagli: “é omissão da secretaria competente.” Cosme pretende apresentar uma indicação à Câmara de Vereadores de Ilhéus, para solicitar que a prefeitura resolva os problemas daquela rua.

Comentário do Blog.

A alarmada “Operação tapa buracos” não atuou na Rua Uruguaiana em 2013? Caso tenha atuado, o serviço foi mal feito a ponto dos buracos ressurgirem em tão pouco tempo?

O lixo acumulado na Rua Uruguaiana sugere que o serviço de coleta de resíduos sólidos não é regular? 

MEDO

jamal-padilha-11Por Mohammad Jamal

A inadimplência do Estado, sua impassível frieza combinada à truculência com que se impõem pela força bruta através seus órgãos de segurança e repressão públicas, mais a morosidade da justiça; faz qualquer cidadão com mínima racionalidade, em sendo ele detentor de algum patrimônio intelectual, moral ou imobiliário, temer o Estado. Refiro-me claro, aos cidadãos e cidadãs do povo, gente simples, sem vínculos políticos; sem eira nem beira. Esses devem temer sim, pela simples lógica do sobreviver. Por aqui o direito e a ordem pública funcionam assim: obras literárias são copiadas, impressas ou convertidas em arquivos (.pdf) e vendidas pela Internet; obras cinematográficas também são copiadas, às vezes na pré-estreia, e logo em seguida já estão nas ruas a R$2,00 a mídia. Isso para não iniciarmos pela imensa lista de produtos made in Paraguai, China, Taiwan, “pirateados”; como medicamentos; roupas; eletroeletrônicos; brinquedos, tudo cópias quase “fiéis” dos originais, não fossem a má qualidade e o preço seus principais e duvidosos atrativos. 

Vivemos um momento esdrúxulo onde impera as estereotipias e aberrações político-administrativas exacerbadas pela ânsia e desespero de muitas “lideranças” ante o advento iminente da seletiva corrida eleitoral, sem obstáculo e sem regras, em direção ao poder quiçá, pelo predomínio em sua perpetuidade. Há postulantes mágicos, profetas; há supostos “Messias” transbordantes de misericórdias; alquimistas capazes de transformar chumbo em ouro. Temos grandes aspersores de esperanças e quimeras apoiados numa pseudosofia singular literalmente voltada para seus próprios interesses. A guerra pelo poder já se prenuncia encarniçada e violenta. Em “Textos Anárquicos” de Michael Alexandrovich Bakunin, lê-se que “… Não ha guerras ou revoluções armadas sem que haja perdas de vidas inocentes abatidas pelo fogo amigo”. A guerra pelo poder já nos transparece antecipar suas numerosas vítimas, mais uma vez entre o povo, abatidas pelo fogo cruzado dos engodos e promessas de sempre.

(mais…)

ILHÉUS: PREFEITURA INICIA REFORMA DE UNIDADE MÉDICA

Pacientes ainda aguardam a contratação de profissionais da saúde.
Pacientes ainda aguardam a contratação de profissionais da saúde.

Em contato com este blog, a Associação de Pessoas com Doença Falciforme de Ilhéus agradeceu ao secretário de Saúde de Ilhéus, Antonio Ocké, pelo início da reforma da Clínica Municipal de Atendimento Especializado.

Por outro lado, os associados ainda aguardam a contratação dos profissionais da saúde que irão recompor a Equipe Multidisciplinar. Segundo eles, isso é fundamental para que o atendimento prestado pela clínica seja eficiente e, dessa forma, ofereça melhor qualidade de vida aos usuários do serviço.