QUADRO DA SAÚDE DE ABOBREIRA É ESTÁVEL

José Henrique Abobreira.
José Henrique Abobreira.

O ex-vice-prefeito de Ilhéus, José Henrique Abobreira, encontra-se internado na UTI do Hospital  São José. Renal crônico, ele deu entrada no pronto socorro por volta das 16h dessa quarta-feira de cinzas.

No último sábado, ele deveria ter sido submetido a uma pequena cirurgia para implantação de uma nova fístula. O médico responsável não esteve na clínica (CAR) e lamentavelmente também não deu satisfação.

Após cinco dias sem fazer hemodiálise, ele conseguiu fazer o procedimento por outro acesso (femural). Na tarde de hoje, Abobreira sentiu uma forte indisposição e foi socorrido pelo Samu. Segundo a enfermeira Andrea Vivas, plantonista da UTI, o quadro dele é estável.

POR QUE O URUGUAI LEGALIZOU A MACONHA

Ilustração: Lorenzo Gritti.
Ilustração: Lorenzo Gritti.

Por Johann Hari

Texto publicado em Le Monde Diplomatique Brasil

No México, fotos de desaparecidos revestem os muros tal qual uma campanha publicitária colossal de um traficante de humanos. Segundo a organização Human Rights Watch, mais de 60 mil mexicanos perderam a vida na “guerra às drogas”, deflagrada em 2006 pelo então presidente Felipe Calderón. O banho de sangue se alimenta de duas fontes cruzadas: de um lado, os Estados Unidos fornecendo dinheiro e armas na outra margem do Rio Grande para reprimir o tráfico de entorpecentes; de outro, os cartéis lutando pelo controle das rotas de distribuição.1 No dizer de Charles Bowden, a guerra às drogas se iguala à guerra pela droga. Ambas são igualmente letais.

Até recentemente, dominava certo fatalismo inspirado pela constatação de que a selvageria não poderia ser detida, apenas deslocada. Entretanto, há dois anos, dirigentes latino-americanos, entre os quais o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, têm procurado romper publicamente com o dogma repressivo e colocar em prática uma política diferente – a única, eles asseguram, capaz de erradicar o mercado da droga. É essa a postura que o Uruguai está tentando adotar. Seu presidente, José Mujica, é um dirigente atípico. Ex-guerrilheiro tupamaro da década de 1980, ele ficou preso no fundo de um poço por 2,5 anos. Depois de eleito, em novembro de 2009, desprezou a pompa do palácio presidencial, preferindo permanecer em sua pequena casa com teto de zinco, num bairro popular de Montevidéu. Destina 87% de seu salário de chefe de Estado a instituições de apoio a projetos sociais de habitação e, de bom grado, vai de ônibus a muitos de seus compromissos.

(mais…)

RECEBER SALÁRIO E SEGURO-DESEMPREGO É ESTELIONATO

O velho "171".
O velho “171”.

Quem recebe seguro-desemprego enquanto está empregado pratica estelionato. O próprio nome do benefício já deixa claro quando ele deve ser pago, afirma decisão da 1ª Turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região.

A 1º Turma do TRT 3  negou recurso apresentado por um homem, que alegou desconhecer a infração ao ser flagrado praticando o crime.

A pena por estelionato, neste caso, foi fixada em um ano e quatro meses de reclusão, no regime inicial aberto, e pagamento 13 dias-multa no valor unitário mínimo, substituída por duas restritivas de direitos.

DESCASO DA PREFEITURA CAUSA PREJUÍZOS EM OLIVENÇA

Esta é uma das ruas do Loteamento Água de Milagres, em Olivença.
Esta é uma das ruas do Loteamento Água de Milagres, em Olivença.

Ontem (terça-feira 5), em contato com este blog, um morador de Olivença criticou o descaso da Prefeitura de Ilhéus em relação a esse distrito. A comunidade já acumula prejuízos.

Ele nos enviou imagens da Rua E, dentro do Loteamento Água de Milagres. A via está toda irregular, sem calçamento e cheia de buracos. Segundo o morador, o estado deplorável da rua já causou vários prejuízos, como pneus de veículos cortados. Certa vez, um motorista estragou o para-choque do seu carro ao cair em uma das crateras.

Para piorar, na alta temporada, o prejuízo é maior. Segundo o leitor, muitos proprietários deixam de alugar seus imóveis para veraneio, pois os turistas são espantados pela condição (lastimável) da rua. 

HOMOFOBIA: CRIANÇA MORRE APÓS SER ESPANCADA PELO PAI

No último dia 17,  no Rio de Janeiro, Alex André, conhecido pelos vizinhos como o “monstro de Bangu”, aplicou mais uma sessão de espancamento no pequeno Alex, seu filho de oito anos.

O pai repudiava o comportamento da criança, que era um bom estudante, gostava de dança do ventre e sabia lavar louças. O “monstro de Bangu” costumava agredir o filho para ensiná-lo a “andar como homem”. O menino morreu vítima de múltiplas lesões internas e externas, seu fígado foi dilacerado. 

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) comentou o caso e defendeu o Plano Nacional da Educação, que deve incluir, na formação escolar, o ensino para a tolerância e o respeito às diversas orientações e identidades de gênero. 

Jean também lembrou o episódio infeliz em que o deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) defendeu que os pais deveriam bater nas crianças. Quando “o filho começa a ficar  meio gayzinho leva um couro ele muda o comportamento dele”, afirmou o progressista – lembre aqui.

Com informações do O Globo.

ILHÉUS: CONFIRA AS VAGAS DO SINEBAHIA NESSA QUINTA

Confira abaixo as vagas disponíveis nessa quinta-feira 6, na agência do SineBahia Ilhéus, que fica na sala 13 do SAC, situado na Rua Eustáquio Bastos, 308, Centro.

Não esqueça de levar a carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e de chegar antes das 9.

Auxiliar Financeiro

  • Formação: Ensino Superior Incompleto

  • Experiência com emissão de notas e Excel

  • 6 meses de experiência

  • 1 vaga 

Vendedor de Serviços

  • Formação: Ensino Médio Completo

  • 6 meses de experiência

  • 05 vagas

(mais…)

MMA: ITABUNENSE CONQUISTA VITÓRIA IMPORTANTE NOS EUA

Paulo Bello (centro) junto com a equipe MMA Masters depois da vitória.
Paulo Bello (centro) junto com a equipe MMA Masters depois da vitória. Fotos: RFC Mr. Paparrazi

Na última sexta 28, nos Estados Unidos, o itabunense Paulo “Bello” Silva derrotou o norte-americano Paul “One” Barrow, em luta de MMA do Real Fighting Championships.

A vitória do itabunense foi decidida nos pontos, mas, a decisão dos juízes foi unânime.

Bello chegou a ir para as costas do adversário, posição ótima para aplicar suas habilitades no jiu jitsu, mas, ficou sem espaço por causa da grade.
Bello chegou a ir para as costas do adversário, posição favorável para aplicar suas habilidades no jiu jitsu, mas, ficou sem espaço por causa da grade.

Em Itabuna, Bello era da academia Gracie Barra; Hoje mora nos EUA para evoluir em sua carreira. Junto com os ilheenses Valdir “Bebê Monstro” Araújo e José Balbino Júnior, ele integra a equipe MMA Masters, do mestre Daniel Valverde. Todos treinam em Miami, na Flórida.