CACIQUES COBRAM AUDIÊNCIA COM O MINISTRO DA JUSTIÇA

Foto: Agência Brasil.
Foto: Agência Brasil.

Ontem (terça-feira 11), em Brasília, quarenta caciques de diversas etnias nativas protestaram em frente ao Ministério da Justiça. Eles cobram audiência com o ministro José Eduardo Cardozo, para discutir sobre os conflitos entre empresas, produtores rurais e tupinambás, no sul da Bahia. 

De acordo com o cacique Aruã Pataxó, a audiência foi solicitada há 30 dias e o propósito dos indígenas é acelerar os processos fundiários da região, para evitar outras mortes decorrentes dos conflitos. “Precisamos que o governo tome uma solução antes que mais sangue derrame lá por causa da situação crítica”, disse.

O cacique afirmou que os indígenas continuarão em frente ao ministério até que o ministro os receba. 

VEREADOR QUER DEMITIR FUNCIONÁRIA ATEIA

Vereador Alex Dotti.
Vereador Alex Dotti.

Na Câmara de Vereadores de Antônio Prado, Rio Grande do Sul, o vereador Alex Dotti (PMDB) solicitou à mesa diretora a demissão da assessora de imprensa da Casa, Renata Ghiggi, porque ela é ateia e “faz questão de colocar nas redes sociais e falar aos quatro ventos que Deus não existe”.

Segundo o parlamentar, como em todas as sessões a Câmara invoca “a presença de Deus”, não faz sentido ter uma assessora que não compartilhe a tradição cristã. “Eu peço a exoneração da Assessora de Imprensa e a troca urgente, porque a Câmara de Vereadores e a cidade de Antônio Prado é uma cidade de fé” (SIC), sentenciou Alex Dotti, durante a sessão do dia 4 de fevereiro. 

Em outra ocasião, Renata foi advertida por retirar o crucifixo que adorna o plenário da Câmara. Os vereadores solicitaram a reposição da imagem. A assessora explicou que resolveu tirar o simbolo porque ele é vinculado especificamente ao imaginário cristão, enquanto a Casa Legislativa “é uma instituição do povo, que aceita todas as religiões e todas as raças”.

O presidente da Câmara de Antônio Prado, Valdicir Viali (PTB), descartou a demissão da assessora. 

PRE/BA DENUNCIA SITE POR DIVULGAR PESQUISA ELEITORAL SEM REGISTRO

A Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE/BA) representou contra a empresa responsável pelo site “Bahia Notícias” por divulgar pesquisa eleitoral pública sem o devido registro na Justiça Eleitoral. O que é obrigatório e deve ser feito em até cinco dias antes da divulgação, segundo a Lei nº 9.504/1997.

Conforme a Resolução do Tribunal Superior Eleitoral nº 23.400/2013, que disciplina os procedimentos relativos ao registro e à divulgação de pesquisas de opinião pública para as eleições de 2014, a divulgação de pesquisa eleitoral sem o prévio registro sujeita o responsável ao pagamento de multa no valor de R$ 53.205,00 até R$ 106.410,00.

Segundo o procurador regional Eleitoral José Alfredo, as pesquisas podem influir de modo relevante na vontade dos eleitores ou na escolha dos partidos, por isso a legislação eleitoral estabelece requisitos para realizar e divulgá-las.

De acordo com a PRE/BA, foi expedido ofício ao responsável pelo site “Bahia Notícias” para que demonstrasse a comprovação dos requisitos. Entretanto, após análise da resposta, que não demonstrou o cumprimento da lei, a PRE solicitou a condenação da empresa ao pagamento de multa de R$ 53.205,00.

ADUSC LAMENTA O FALECIMENTO DE MARLENE DANTAS

Marlene Dantas foi homenageada pela ADUSC no dia Internacional da Mulher.
Marlene Dantas foi homenageada pela ADUSC no dia Internacional da Mulher.

Do site da ADUSC.

A notícia do falecimento da professora Marlene Dantas foi recebida com muita tristeza pela diretoria da ADUSC (Associação de Docentes da UESC), nesta manhã. Homenageada no ultimo dia 8 de março como exemplo de “Mulher de Luta” (veja aqui), tanto em defesa da categoria docente, como também da educação pública em seus diversos âmbitos e demais lutas sociais, Marlene teve participação ativa na construção da ADUSC. Ela era docente do Departamento de Ciências Exatas e Tecnológicas.

Falecida esta manhã em São Paulo, seu corpo será cremado na capital paulistana. O desejo da professora Marlene era que suas cinzas fossem lançadas na UESC, reafirmando sua relação com a permacultura e com a Universidade Pública.

ILHÉUS: CONFIRA AS VAGAS DO SINEBAHIA NESSA QUINTA

Confira abaixo as vagas disponíveis nessa quinta-feira 13, na agência do SineBahia Ilhéus, que fica na sala 13 do SAC, situado na Rua Eustáquio Bastos, 308, Centro.

Não esqueça de levar a carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e de chegar antes das 9.

Vendedor de Serviços

  • Formação: Ensino Médio Completo

  • 6 meses de experiência

  • 05 vagas 

Cozinheiro

  • Formação: Ensino Fundamental Incompleto

  • 6 meses de experiência

  • 1 vaga 

(mais…)

PROFESSORA É IMPEDIDA DE LECIONAR POR CAUSA DO PESO

A professora e o documento que a impede de assumir o cargo conquistado. Foto: Marcos Lavezo / G1.
A professora e o documento que a impede de assumir o cargo conquistado. Foto: Marcos Lavezo / G1.

A socióloga Bruna Giorjiani de Arruda passou em segundo lugar no último concurso público para professora da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, mas, segundo análise de um perito médico, ela não pode assumir o cargo porque é obesa mórbida. Bruna tem 28 anos, mede 1,65 m e pesa 110 quilos.

Segundo Bruna, ela nunca precisou licenciar-se por algum problema de saúde relacionado ao seu peso e, independente do concurso, costuma fazer exames médicos para avaliar as condições do seu corpo. Explica que se afastou apenas uma semana do trabalho devido à morte do pai. “Nunca passei por uma situação de discriminação tão grande assim”, afirma Bruna. 

De acordo com a presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Rio Preto (SP), o perito agiu de forma discriminatória e, portanto, inconstitucional. “Obviamente existem algumas profissões em que sejam necessárias as avaliações de aptidão física, mas, neste caso, a qualificação técnica e profissional é muito mais importante”, comentou a advogada Suzana Quintana.

O Departamento de Perícias Médicas do Estado de São Paulo (DPME) respondeu a reportagem do G1. Conforme o órgão, os critérios tecnocientíficos que fundamentam a decisão do perito estão previstos no Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado (Lei nº 10.261/1968 com nova redação dada pela LC 1.123/2010).

LAMA E ESGOTO ADIAM AULAS EM ESCOLA DE ILHÉUS

Foto: Renata Sant'Anna.
Foto: Renata Sant’Anna.

No Teotônio Vilela, em Ilhéus, o Colégio Professor Fábio Araripe Goulart deveria ter iniciado suas atividades escolares na segunda-feira 10, mas, a lama e o esgoto que tomaram a rua em frente à escola forçaram o adiamento do início das aulas para esta quarta 12. 

A decisão foi tomada pelo diretor do colégio, Antônio Pires. Ele tenta resolver o problema há quatro anos, porém, não obteve sucesso. Sem saneamento básico e pavimentação,  a Rua Padre João Borges é vulnerável ao acúmulo de esgoto e lama. Isso dificulta o acesso ao colégio e coloca em risco (de contaminação) aqueles que moram ou passam no local. 

Procurados pela reportagem do G1, representantes da Prefeitura de Ilhéus e da Embasa praticaram o “velho jogo do empurra-empurra”. 

Com informações do G1.

SINDICATO DESMENTE INFORMAÇÃO DA PREFEITURA DE ILHÉUS

Telefone sem fio?
Telefone sem fio?

Segundo a APPI/APLB- Sindicato, a Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Ilhéus mentiu ao afirmar  que “o calendário escolar para o ano letivo de 2014 foi definido após reunião com a Associação dos Professores Profissionais de Ilhéus (APPI)”.

O sindicato “informa que em nenhum momento participou de qualquer de qualquer discussão com a Secretaria de Educação da Prefeitura de Ilhéus sobre o referido calendário escolar”. 

De acordo com o Sindicato, esse tipo de esclarecimento é necessário para evitar que seu nome seja usado de forma indevida ou inserido em declarações “que não são verdadeiras”.