SEJA UM PARCEIRO DO TEATRO POPULAR DE ILHÉUS

Imagem do espetáculo "O Inspetor Geral - sai o prefeito, entra o vice", produzido pelo Teatro Popular de Ilhéus.
Imagem do espetáculo “O Inspetor Geral – sai o prefeito, entra o vice”, produzido pelo Teatro Popular de Ilhéus.

O Teatro Popular de Ilhéus (TPI) lança a campanha Sou Parceiro a fim de atrair doações e patrocínios para a manutenção do grupo e do espaço cultural, Tenda TPI. O objetivo é atrair pessoas físicas que optam pelo modelo completo da declaração do Imposto de Renda (IR). Elas podem aplicar até 6% do valor pago e recebê-lo, integralmente, na próxima declaração. No caso de pessoa jurídica, se a empresa for tributada em lucro real, o limite do percentual é de 4% do imposto devido e o investimento pode ser abatido ou deduzido.

A campanha do TPI foi aprovada pela Secretaria de Fomento à Cultura do Ministério da Cultura, através da Lei Rouanet, autorizando a captação de R$ 1,9 milhão para dinamização do grupo, apresentações de cinco espetáculos do seu repertório em Ilhéus; remontagem, ensaios abertos e apresentação de A estória engraça e singela de Fuscão – o quase capão – e o cabo eleitoral, de Équio Reis;  Turnê da ópera afro-rock 1789 em Salvador e no Rio de Janeiro; além de cursos e oficinas. Ao todo, serão 66 apresentações para um público estimado de mais de 13 mil pessoas.

(mais…)

OS CUSTOS DA DESIGUALDADE

Krugman_New-articleInline-v2Por Paul Krugman

Artigo publicado em CartaCapital.

Prometi, recentemente, compartilhar algumas preocupações a respeito de um trabalho sobre redistribuição e crescimento de Jonathan D. Ostry, Andrew Berg e Charalambos G. Tsangarides, pesquisadores do Fundo Monetário Internacional. Eles concluem não existir efeito negativo das políticas de redistribuição, ao menos dentro do alcance normal, e muito possivelmente há um efeito positivo da redução de desigualdade.

Acho que posso enunciar minhas preocupações de maneira útil em termos de minha comparação favorita nessas questões: Estados Unidos e França.

Por que essa dupla? Porque falamos de dois países avançados que claramente têm níveis semelhantes de competência tecnológica, mas fizeram opções de política social muito diferentes. Em particular, a França não apenas pratica muito mais redistribuição, como expandiu sua redistribuição ao longo do tempo e limitou o aumento da desigualdade em geral, enquanto os Estados Unidos não o fizeram. 

Como se comparam os destinos dos dois países durante a Nova Era Dourada? O crescimento, na verdade, foi um pouco mais lento na França, embora dificilmente seja a catástrofe que as incessantes más notícias sobre o país poderiam nos fazer esperar. De maneira mais surpreendente, porém, o nível, em oposição ao ritmo de crescimento, do PIB francês per capita é substancialmente menor.

(mais…)

PMDB DISCUTE ABERTURA DE DIRETÓRIO EM ILHÉUS

O deputado Pedro Tavares participou de reuniões com lideranças do PMDB, em Ilhéus e Itabuna, no último final de semana.
O deputado Pedro Tavares participou de reuniões com lideranças do PMDB, em Ilhéus e Itabuna, no último final de semana.

No último final de semana, o deputado estadual Pedro Tavares (PMDB) visitou Ilhéus. Reuniu-se com o presidente do PMDB local, Chico Xavier, e o vice-prefeito Cacá Colchões (PMDB). Na oportunidade, o parlamentar discutiu a abertura do diretório da sede municipal da legenda, além de tratar de assuntos de interesse da cidade. 

Tavares colocou em pauta as diversas obras que ainda não saíram do papel, a exemplo da BR-415, no trecho que liga Ilhéus a Itabuna. Na visita, o peemedebista  realizou uma série de visitas aos amigos e correligionários, recebeu apoio, como o de Ivete do INSS. 

O deputado destacou o seu vínculo de amizade com a cidade.”Ilhéus tem uma importância fundamental na minha vida. É uma alegria enorme visitar os meus amigos. Estarei sempre pronto para defender os interesses dessa terra no parlamento estadual”, destacou. 

O parlamentar também marcou presença nas reuniões com a executiva municipal do partido na cidade de Itabuna, além de acompanhar a procissão de São José ao lado do presidente do PMDB, Renato Costa e do vereador Antonio Cavalcante (PMDB).  

ILHÉUS: CONFIRA AS VAGAS DO SINEBAHIA NESSA QUINTA

Confira abaixo as vagas disponíveis nessa quinta-feira (27), na agência do SineBahia Ilhéus, que fica na sala 13 do SAC, situado na Rua Eustáquio Bastos, 308, Centro.

Não esqueça de levar a carteira de trabalho, RG, CPF, comprovante de residência e de chegar antes das 9.

Tosador de animais Domésticos – Pet Shop

  • Formação: Ensino Médio Completo

  • 6 meses de experiência

  • 1 vaga

Cozinheiro

  • Formação: Ensino Fundamental Incompleto

  • 6 meses de experiência

  • 1 vaga

(mais…)

MAGAL DISSE A NEWTON LIMA O QUE MUITOS GOSTARIAM DE FALAR

Imagem: Blog do Gusmão/Thiago Dias.
Imagens: Blog do Gusmão/Thiago Dias.

Ontem (terça-feira 25), o vereador Fabio Magal disse a Newton Lima o que muitos gostariam de falar. A Câmara estava prestes a decidir se aprovaria ou rejeitaria as contas do ex-prefeito referentes ao exercício de 2011.

Segundo Magal, a Câmara de Vereadores não tem poder de prisão, mas, se tivesse, o “apontamento desta Casa seria o caminho do Presídio Ariston Cardoso para o ex-prefeito”.

O ex-prefeito já foi indiciado duas vezes pela Polícia Federal (Operações Pelargos e Vassoura de Bruxa), teve 5 contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios e responde a 170 processos movidos pelo Ministério Público Estadual. Isso explica o desejo de prendê-lo manifestado pelo vereador.

Como determinar prisão não é o papel do Poder Legislativo, Magal afirmou que, em respeito ao povo ilheense, o dever dos vereadores era deixar Newton Lima inelegível,  e “extirpar, tirar esse cidadão da política de Ilhéus”. Por 13 votos a 5, a Câmara rejeitou as contas do ex-prefeito. Assista o discurso do vereador Fabio Magal.

NEWTON LIMA TENTOU DESMORALIZAR O PT

Newton Lima cercado por integrantes do PT.
Newton Lima cercado por integrantes do PT.

Ontem (terça 25), na Câmara de Ilhéus, o ex-prefeito Newton Lima desferiu uma série de ataques. O Partido dos Trabalhadores e o vereador Alisson Mendonça foram alvos da sua fúria.

No dia 1º de outubro de 2011, o então prefeito de Ilhéus ingressou no PT. Segundo Newton, esse foi o pior ato da sua vida política.

Para os que acompanharam o pronunciamento, a postura do ex-prefeito foi a de quem ataca para se defender. Afinal, eram suas contas que estavam em discussão. Assim, ele destinou sua fúria ao vereador Alisson Mendonça, seu ex-aliado e hoje algoz implacável.

Conforme Newton, quando integrava seu governo, Alisson Mendonça só tinha projetos pessoais, para beneficiar-se politicamente. O repórter Fabio Roberto registrou a declaração. Assista Abaixo.

NEWTON CHOROU AO MEU LADO, AFIRMA VEREADOR

Newton Lima e Ivo Evangelista. Foto: Thiago Dias/Blog do Gusmão.
Newton Lima e Ivo Evangelista. Foto: Thiago Dias/Blog do Gusmão.

Na última sessão da Câmara de Ilhéus (terça 25), o ex-prefeito Newton Lima afirmou que foi chantageado por cinco vereadores. O vereador Ivo Evangelista foi citado. Em entrevista a este Blog, o parlamentar negou a acusação e garantiu que o ex-alcaide “jogou lama no ventilador” para se fazer de coitadinho.

Conforme Ivo, Newton tentou reverter a situação.  “Quem está sendo julgado é Newton, quem tem que provar que não errou é ele”.  O parlamentar afirma que, durante a sessão, o ex-prefeito chegou a chorar ao seu lado depois de lhe pedir ajuda. “Não tenho como lhe ajudar, Newton, você errou e pronto”, respondeu Ivo. Escute abaixo.

ENTREVISTA: JAMES REBATE ACUSAÇÃO DE NEWTON LIMA

James Kosta (de terno) e os blogueiros Chico Andrade e Emílio Gusmão. Foto publicada no Facebook.
James Kosta (de terno) e os blogueiros Chico Andrade e Emílio Gusmão. Foto publicada no Facebook.

Ontem, entrevistamos o vereador James kosta após a sessão em que a Câmara de Vereadores de Ilhéus rejeitou as contas do ex-prefeito Newton Lima. Em seu discurso de defesa, o ex-alcaide partiu para o ataque e acusou cinco edis que, segundo ele, tentaram chantageá-lo.

Citado por Newton como o “negociador” da chantagem, o vereador James Kosta confirmou que esteve na residência do ex-prefeito, mas, negou a acusação com veemência. Conforme o parlamentar, que integra a comissão de finanças da Câmara, não houve tentativa de extorsão, e todos já conheciam seu parecer pela rejeição das contas.  Escute abaixo.