COMBATE AO MOSQUITO DA DENGUE É PRECÁRIO, DENUNCIA AGENTE

Imagem ilustrativa.
Aedes aegypt – o mosquito da dengue.

Em contato com este blog, uma agente do setor de endemias da Prefeitura de Itabuna afirmou que o trabalho de combate ao mosquito da dengue é realizado de forma precária. Segundo ela, faltam diversos materiais, como “inseticida, bota, ficha de visita e cola”. 

Conforme a denúncia, por falta de inseticida, os agentes vão a campo com os vasos (que deveriam conter veneno) cheios de “água pura”. 

Segundo a agente, o problema mais grave é a falta de um instrumento chamado “pesca-larva”. Como há poucos, os servidores são obrigados a usar o mesmo “pesca-larva” em recipientes com água limpa ou poluída. “O mesmo que usamos na água de esgoto, somos obrigados a usar também nos tanques de água limpa, colocando a saúde da população em risco”, diz a mensagem.



2 responses to “COMBATE AO MOSQUITO DA DENGUE É PRECÁRIO, DENUNCIA AGENTE

  1. Caro Gusmão,
    Vi sua reportagem, sou morador de Itabuna, e acho uma grande irresponsabilidade de um agente com tal procedimento será que esse profissional de saude não sabe o que e higiene ou até o que e controle de vetor?
    So posso entender que não passa de um destes despeitados que querem denegrir o serviço a qualquer preço porque este deve fazer parte daqueles que quer ver a população se esploda.
    Obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *