DIREÇÃO SUSPENDE AULAS DA FACULDADE DE ILHÉUS

O comunicado da instituição segue abaixo. 

“A Faculdade de Ilhéus vem, por meio deste comunicado, informar que devido a GREVE DA POLÍCIA MILITAR, as aulas do turno noturno, estão suspensas a partir desta data de 16/4/2014, até a normalização do serviço de segurança pública.
Desta forma, as aulas, que seriam realizadas neste período, serão repostas conforme providências adotadas pelas respectivas coordenações, que farão a divulgação.

Ilhéus-BA, 16 de abril de 2014.”

O CHUMBO NA TERRA DA PURIFICAÇÃO

Terreno contaminado pela mineração em Santo Amaro. Foto: Leopoldo Silva.
Terreno da mineradora em Santo Amaro. Foto: Leopoldo Silva.

Na última semana, a 3ª Vara da Justiça Federal condenou a mineradora Plumbum por danos socioambientais irrecuperáveis, em Santo Amaro da Purificação, no Recôncavo, e Boquira (Chapada Diamantina). A empresa terá que pagar uma indenização equivalente a 10% do seu faturamento bruto.

Além disso, a Plumbum terá que cercar as áreas contaminadas e instalar placas de advertência. Também foi condenada a mitigar os danos socioambientais que causou nas cidades baianas.

A ação que originou a sentença partiu do Ministério Público Federal. A Justiça Federal também determinou que a União, por meio da Fundação Nacional de Saúde, avalie o grau de contaminação dos habitantes e desenvolva um plano de atendimento às vítimas. Pessoas foram contaminadas com chumbo e cádmio. 

A ONG Amigos do futuro produziu um documentário sobre a presença devastadora do chumbo em Santo Amaro. A Companhia Brasileira de Chumbo se instalou na cidade em 1960. A extinção da COBRAC originou a Plumbum Mineração e Metalurgia Ltda. Assista. 

GREVE DA PM: SINDICATO QUER ANTECIPAR FECHAMENTO DO COMÉRCIO

A greve da PM estimulou a sensação de insegurança em Itabuna.
A greve da PM estimulou a sensação de insegurança dos comerciários.

O Sindicato dos Comerciários de Itabuna solicitou a antecipação do fechamento do comércio, nesta quarta-feira 16. O pedido foi direcionado às entidades patronais em função da greve dos policiais militares da Bahia. O sindicato está preocupado com a segurança dos trabalhadores.

Clique em Leia mais para ler a nota. 

(mais…)

PREFEITA DE URUÇUCA TENTA IMPOR O “DEDAÇO”

Prefeita Fernanda Silva. Foto: Vitor Fernandes.
Prefeita Fernanda Silva. Foto: Vitor Fernandes.

Segundo o site Políticos do Sul da Bahia, nesta quarta-feira 16, a Câmara de Vereadores de Uruçuca viveu um clima tenso. Na sessão, os parlamentares decidiriam quem presidirá a Casa no próximo biênio (2015/2016). A votação foi adiada para dezembro.

Conforme o site, a prefeita Fernanda Silva (PT) tentou garantir o apoio dos vereadores ao candidato do governo, o atual presidente da Câmara, Erivaldo Guimarães (PT). Enquanto o ex-prefeito Dilson Argolo (Dica) queria a vereadora Professora Lia (PDT), sua esposa, na presidência.

Apesar da investida, a prefeita não conseguiu impor sua vontade.

A divergência provocou a ruptura entre a prefeita e o ex-prefeito. O governo viu a reeleição do presidente ameaçada pela própria base e decidiu apoiar o vereador Abreu (PSD). A oposição optou por Carlos Magno (PDT).

Segundo o site, ao perceber que a oposição poderia ganhar, a prefeita ordenou que o presidente da Câmara cancelasse a votação. Ele obedeceu e adiou a pauta.

CONSELHO DA MERENDA ESCOLAR DENUNCIA “FARRA” DA CARNE E DOS BISCOITOS

Reunião extraordinária do Conselho de Alimentação Escolar. Foto: Blog do Gusmão/Thiago Dias.
Reunião extraordinária do Conselho de Alimentação Escolar. Foto: Blog do Gusmão/Thiago Dias.

Governo de Jabes comprou bastante carne e biscoitos para os alunos da rede municipal.

Haja apetite! Segundo o CAE, cada estudante comeu, por dia, 1 Kg de carne e quase 2 quilos de biscoitos.

Nesta quarta-feira 16, no Palacete Misael Tavares, em Ilhéus, acompanhamos a reunião extraordinária do Conselho de Alimentação Escolar. Por cinco votos a dois, o CAE decidiu reprovar as contas apresentadas pelo município sobre a gestão dos recursos do Plano Nacional de Alimentação Escolar, em 2013.

Segundo a professora Enilda Mendonça, presidente do CAE, a maioria dos conselheiros entendeu que as possíveis divergências das contas apresentadas pelo município inviabilizaram a aprovação do Conselho.

Para reprovar as contas, o CAE também considerou “o número exorbitante de compras de biscoitos”, disse a presidente. O que nos remete às toneladas de rosquinhas compradas pela Prefeitura de Ilhéus, conforme havia alertado o vereador Alisson Mendonça.

Em 2013, a prefeitura comprou 45.525.900 kg de biscoitos. De acordo com o relatório do Conselho, considerando a média de 88 dias letivos, cada estudante teria consumido 1,96 kg desse alimento por dia.

O relatório também aponta a média do consumo de carne. Nesse caso, o número chega a 1,167 kg por aluno, em cada um dos 88 dias letivos. 

SEGUNDO O TRIBUNAL DE JUSTIÇA, GREVE DA PM É ILEGAL

greve pmDa Agecom

O Tribunal de Justiça da Bahia decretou, nesta quarta-feira (16), a ilegalidade da greve da Polícia Militar da Bahia e todo o efetivo deve voltar imediatamente às atividades para a garantia da segurança pública.

A Justiça acolheu pedido pelo Ministério Público do Estado da Bahia em uma ação cautelar ajuizada pelo procurador-geral de Justiça Márcio Cordeiro Fahel contra o governador da Bahia, Jaques Wagner, e seis associações representativas dos policiais militares: ASPRA, APPM-BA, AOPM-BA Força Invicta, AOAPM-BA, ABSSO-BA e a Associação dos Bombeiros Militares da Bahia.

Ainda de acordo com a decisão judicial, concedida liminarmente pelo desembargador plantonista Roberto Maynard Frank, o governador deve realizar, de imediato, um plano de contingenciamento da segurança pública em todo o estado, de modo a preservar os interesses públicos de segurança social e jurídica.

O Ministério Público destacou na ação cautelar que o movimento paredista coloca em risco a integridade da população baiana. “O risco à segurança pública e à coletividade é patente”, afirmam o procurador-geral de Justiça Márcio Fahel e o promotor de Justiça Cristiano Chaves na ação.

Segundo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), os militares e equiparados são proibidos de realizar greve. O movimento grevista deflagrado ontem na Bahia fere, portanto, “frontal e diretamente, o direito constitucionalmente garantido à segurança pública”, afirma o MP.

De acordo com o texto constitucional, cabe ao Ministério Público zelar pelo efetivo respeito dos Poderes Públicos e dos serviços de relevância pública aos direitos assegurados na Constituição, devendo promover as medidas necessárias à sua garantia.